Olá! Utilizamos cookies para oferecer melhor experiência, melhorar o desempenho, analisar como você interage em nosso site e personalizar conteúdo. Ao utilizar este site, você concorda com o uso de cookies.

Siga-nos nas redes sociais:

TCE manda anular concessão de R$ 163,3 milhões para OSS em MT

Comissão analisou 3.752 páginas de documentação num dia 25/11/2021 - 08:56:45

O Tribunal de Contas do Estado (TCE/MT) determinou a anulação do processo de concessão da saúde municipal de Barra do Garças (501 KM de Cuiabá) para Organizações Sociais de Saúde (OSS) num negócio estimado em mais de R$ 163,3 milhões. O certame foi vencido pelo Instituto Social Saúde Resgate a Vida.

Em decisão publicada pelo órgão nesta quarta-feira (24), o conselheiro José Carlos Novelli também multou em 6 UPFs o ex-prefeito de Barra do Garças, Roberto Ângelo de Farias, o ex-presidente da Comissão de Licitação, Clenia Monteiro da Silva Ibrahim, além dos membros da comissão de avaliação, Hosana Rondon Borba, Kamila Laura de Freitas Silva, e Liliane Carvalho de Medeiros. José Carlos Novelli também determinou o envio do processo administrativo para análise do Ministério Público Federal (MPF), que poderá denunciar os suspeitos na justiça.

De acordo com informações do processo, ao menos quatro irregularidades foram identificadas pelo TCE após uma representação de natureza interna (RNI) apontar suspeitas no processo. A licitação tinha o objetivo de escolher uma OSS para “celebração de contrato de gestão da Unidade de Pronto Atendimento (UPA) Dr. Marcelo de Moura Paes Lemes e do Hospital Municipal Milton Pessoa Morbeck”.

A equipe técnica do TCE revelou a “não disponibilização do edital completo no site da Prefeitura e do extrato do edital em jornais de circulação no município, análise superficial dos documentos de habilitação e dos planos de trabalho pela Comissão de Avaliação do chamamento, prazo de 16 dias úteis foi insuficiente para que as organizações sociais potencialmente interessadas elaborassem os documentos e planos de trabalho”, além da prefeitura de Barra do Garças não provar a vantagem de realização da transferência. O tribunal revelou, ainda, que a comissão de avaliação e chamamento do processo analisou impressionantes 3.752 páginas do documento de habilitação da única OSS que participou do certame em apenas um dia.

Não há notícias nos autos de que os membros da comissão sejam especialistas em leitura dinâmica - ou tenham qualquer outra habilidade “oculta”. Em sua decisão, o conselheiro José Carlos Novelli resumiu que o tempo escasso do trâmite do processo administrativo da concessão permitiu a ocorrência das irregularidades.

“Em que pese seja louvável a busca por procedimentos mais céleres e eficientes nas contratações com a administração pública, não é tolerável a permissão de atropelos à legalidade, notadamente quanto à limitação da competitividade de um certame de relevante complexidade técnica e expressiva aplicação de recursos públicos”, ponderou José Carlos Novelli. A previsão de gastos da ordem de R$ 163,3 milhões são referentes aos cinco anos em que a OSS atuaria na área da saúde em Barra do Garças.

Foto Reprodução

Fonte: FolhaMax / DIEGO FREDERICI

Veja tambem

06/12/2021 | CONTRA COVID-19

AL vota nesta 3ª projeto que proíbe passaporte da vacina em MT

Inicialmente, projeto englobava apenas comércio e igrejas; substitutivo pede vedação em locais públicos e privados

06/12/2021 | CUIDE DO SEU QUINTAL

Mutirão contra dengue continua em mais três bairros

Na programação desta semana, também estão previstos trabalhos nos bairros Jequitibás e Violetas.

06/12/2021 | TABULEIRO POLÍTICO

Emanuel articula com ex-deputado federal candidatura da oposição em MT

Prefeito ainda elogiou nome de produtor rural como "candidato da direita" no Estado

05/12/2021 | DISCUSSÃO PREMATURA

Barbudo diz que direita precisa resolver 'racha' antes de pensar em projeto ao governo

04/12/2021 | ANÁLISE

Evangélicos conquistam 'filé-mignon' com André Mendonça no STF

Pastores lutaram para garantir a chegada de um dos seus à mais alta corte do país

03/12/2021 | PRECATÓRIO MILIONÁRIO

Justiça notifica ex-governador e mais 8 para explicarem rombo de R$ 61 mi em MT

Esquema envolveu pagamento de propina para Governo quitar precatório de construtora

02/12/2021 | MARIA DA PENHA

Prefeitura sanciona lei que proíbe a contratação de agressores no Executivo municipal

02/12/2021 | DISCUSSÃO NAS REDES

Vereadora do PT é condenada a indenizar Cattani por danos morais

Edna Sampaio fez acusação após postagem de Cattani nas redes sociais

01/12/2021 | COVID-19

Quarta-feira (01): Mato Grosso registra 553.025 casos e 14.001 óbitos por Covid-19

Há 41 internações em UTIs públicas e 25 em enfermarias públicas; taxa de ocupação está em 23% para UTIs e em 5% para enfermaria

01/12/2021 | ANDRÉ MENDONÇA JUSTIÇA

Nome de André Mendonça ao STF é aprovado na CCJ no Senado

Ex-ministro da Justiça teve 18 votos a favor e 9 contra

01/12/2021 | CUIDE DO SEU QUINTAL

Sinop: 96% de amostras coletadas são positivas para transmissores de dengue

01/12/2021 | LEGISLATIRO SINOP MT / VEREADOR CÉLIO GARCIA

Célio Garcia pede melhorias para Residencial Adriano Leitão

As duas indicações foram direcionadas ao Residencial Adriano Leitão. Célio sugeriu que seja construído no bairro, um campo de futebol Society, com grama sintética, e uma quadra de vôlei de areia.