Olá! Utilizamos cookies para oferecer melhor experiência, melhorar o desempenho, analisar como você interage em nosso site e personalizar conteúdo. Ao utilizar este site, você concorda com o uso de cookies.

Siga-nos nas redes sociais:

AL aprova projeto aprovado que reduz impostos em 2022

A proposta agora vai à sanção do governador Mauro Mendes. 25/11/2021 - 10:03:58

Assembleia Legisaltiva aprovou na sessão desta quarta-feira (24) o projeto de lei 49/2021, apresentado pelo governador Mauro Mendes (DEM), que reduz a alíquota de Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) sobre a energia elétrica, a comunicação, o gás industrial e os combustíveis.

Na conta de luz, uma das maiores demandas da população, o ICMS vai sair de 27% para 17%.

A proposta agora vai à sanção do governador Mauro Mendes. A medida passa a valer a partir de janeiro de 2022.

“Agradeço a Assembleia Legislativa pela sensibilidade em aprovar esse projeto que vai beneficiar todos os mato-grossenses a partir de janeiro. Estamos abrindo mão de arrecadar R$ 1,2 bilhão por ano para que esse dinheiro continue no bolso do cidadão. Se o Estado está melhor, é questão de justiça reduzir a conta para a população”, declarou o governador Mauro Mendes.

A redução significativa também vai ser sentida na conta de celular/internet. O setor, que até então cobrava 25% da telefonia fixa e 30% do celular e internet, a título de ICMS, passará a ter uma alíquota única, fixada em 17%.

Isto significa dizer que, uma família que hoje paga R$ 400 de fatura, que continha R$ 120 a título de ICMS, agora irá pagar R$ 337,35. Um desconto de R$ 57,35 no imposto.

Mato Grosso já possui a menor alíquota do país no etanol (12,5%) e no gás de cozinha (12%). Agora, o Estado também passará a ter a menor alíquota de ICMS sobre a gasolina (de 25% para 23%).

O diesel e o gás GLP também terão redução, de 17%, para 16% e 12% na alíquota. O impacto redutor no ICMS será de 10%, no caso da gasolina (- R$ 0,16 litro), e de 7% no caso do diesel (- R$ 0,06 litro).

Com a redução, o governo deve deixar de arrecadar cerca de R$ 1,2 bilhão por ano, valor que permanece no bolso dos contribuintes, aliviando o orçamento doméstico de milhares de pessoas e também de empresas.

A redução do ICMS foi possível em razão das medidas adotadas pela atual gestão - com o apoio da Assembleia Legislativa - que consertaram o caixa do Estado, trouxeram o equilíbrio fiscal e permitiram que o Governo saltasse de Nota C para Nota A no Tesouro Nacional.

Foto JL Siqueira/AL-MT

Fonte: Gazeta Digital

Veja tambem

06/12/2021 | CONTRA COVID-19

AL vota nesta 3ª projeto que proíbe passaporte da vacina em MT

Inicialmente, projeto englobava apenas comércio e igrejas; substitutivo pede vedação em locais públicos e privados

06/12/2021 | CUIDE DO SEU QUINTAL

Mutirão contra dengue continua em mais três bairros

Na programação desta semana, também estão previstos trabalhos nos bairros Jequitibás e Violetas.

06/12/2021 | TABULEIRO POLÍTICO

Emanuel articula com ex-deputado federal candidatura da oposição em MT

Prefeito ainda elogiou nome de produtor rural como "candidato da direita" no Estado

05/12/2021 | DISCUSSÃO PREMATURA

Barbudo diz que direita precisa resolver 'racha' antes de pensar em projeto ao governo

04/12/2021 | ANÁLISE

Evangélicos conquistam 'filé-mignon' com André Mendonça no STF

Pastores lutaram para garantir a chegada de um dos seus à mais alta corte do país

03/12/2021 | PRECATÓRIO MILIONÁRIO

Justiça notifica ex-governador e mais 8 para explicarem rombo de R$ 61 mi em MT

Esquema envolveu pagamento de propina para Governo quitar precatório de construtora

02/12/2021 | MARIA DA PENHA

Prefeitura sanciona lei que proíbe a contratação de agressores no Executivo municipal

02/12/2021 | DISCUSSÃO NAS REDES

Vereadora do PT é condenada a indenizar Cattani por danos morais

Edna Sampaio fez acusação após postagem de Cattani nas redes sociais

01/12/2021 | COVID-19

Quarta-feira (01): Mato Grosso registra 553.025 casos e 14.001 óbitos por Covid-19

Há 41 internações em UTIs públicas e 25 em enfermarias públicas; taxa de ocupação está em 23% para UTIs e em 5% para enfermaria

01/12/2021 | ANDRÉ MENDONÇA JUSTIÇA

Nome de André Mendonça ao STF é aprovado na CCJ no Senado

Ex-ministro da Justiça teve 18 votos a favor e 9 contra

01/12/2021 | CUIDE DO SEU QUINTAL

Sinop: 96% de amostras coletadas são positivas para transmissores de dengue

01/12/2021 | LEGISLATIRO SINOP MT / VEREADOR CÉLIO GARCIA

Célio Garcia pede melhorias para Residencial Adriano Leitão

As duas indicações foram direcionadas ao Residencial Adriano Leitão. Célio sugeriu que seja construído no bairro, um campo de futebol Society, com grama sintética, e uma quadra de vôlei de areia.