Olá! Utilizamos cookies para oferecer melhor experiência, melhorar o desempenho, analisar como você interage em nosso site e personalizar conteúdo. Ao utilizar este site, você concorda com o uso de cookies.

Siga-nos nas redes sociais:

Fecomércio: Governo de MT está literalmente colocando mais dinheiro no bolso do cidadão

Economia será sentida nas contas de luz, celular/internet, gás GLP e no setor de combustíveis 31/12/2021 - 11:38:30

A partir de 1º janeiro de 2022, quando entra em vigor a Lei Complementar que irá reduzir em Mato Grosso a alíquota de Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) sobre a energia elétrica, a comunicação, o gás industrial e os combustíveis, a população irá sentir no bolso um impacto significativo, resultado de uma desoneração de R$ 1,2 bilhão por parte do Governo do Estado, aliviando o orçamento doméstico de milhares de pessoas e também de empresas.

O pacote de redução de impostos do Governo de Mato Grosso é o maior corte de ICMS realizado em todo o País. A alteração foi possível graças às medidas adotadas pela atual gestão, desde 2019, que consertaram o caixa do Estado, trouxeram o equilíbrio fiscal e permitiram que o Governo saltasse de Nota C para Nota A no Tesouro Nacional.

“Essa lei é modelo para o Brasil. Quando o Governo reduz o imposto, o comércio repassa essa redução para os consumidores, então quem ganha com isso é a população. O Governo do Estado está literalmente colocando mais dinheiro no bolso do cidadão. Parabéns! É isso que nós esperamos do Governo”, afirmou o presidente da Federação do Comércio de Mato Grosso (Fecomércio), José Wenceslau de Souza Júnior.

Na conta de luz, uma das maiores demandas da população, o impacto dessa redução, ou seja, a carga tributária do imposto, será de R$ 36,50 no consumo de 400 kWh e de até R$ 117 no consumo de 1000 kWh. Um corte de 39% e 45%, respectivamente. O setor, que até então cobrava de 25% a 27% de alíquota de ICMS, agora passará a cobrar 17%.

A redução significativa também vai ser sentida na conta de celular/internet. O setor substituirá a cobrança atual de 25% da telefonia fixa e 30% do celular e internet, a título de ICMS, por uma alíquota única, fixada em 17%.

Isto significa dizer que, uma família que hoje paga R$ 400 de fatura, que continha R$ 120 a título de ICMS, agora irá pagar R$ 337,35. Um desconto de R$ 57,35 no imposto.

Importante destacar que Mato Grosso já possuía a menor alíquota do Brasil no etanol (12,5%) e no gás de cozinha (12%). Agora, com a aprovação da proposta do Governo de Mato Grosso pela Assembleia Legislativa, o Estado também passará a ter a menor alíquota de ICMS sobre a gasolina (de 25% para 23%).

O diesel e o gás GLP também terão redução, de 17%, para 16% e 12% na alíquota. O impacto redutor no ICMS será de 10%, no caso da gasolina (- R$ 0,16 litro), e de 7% no caso do diesel (- R$ 0,06 litro).

 Foto por: Mayke Toscano/Secom-MT

Fonte: Érika Oliveira | Secom-MT

Veja tambem

08/08/2022 | MERCADO FINANCEIRO DÓLAR

Dólar cai para R$ 5,11 e fecha no menor nível em sete semanas

Bolsa sobe 1,81% e recupera os 108 mil pontos.

07/08/2022 | BENEFÍCIO CAMINHONEIRO

Caminhoneiros começam a receber benefício emergencial nesta terça

Ministro do Trabalho será entrevistado no Brasil em Pauta.

04/08/2022 | MERCADO FINANCEIRO DÓLAR

Dólar cai para R$ 5,22 após reunião do Copom

Bolsa de valores sobe 2,04% com expectativa de fim de altas nos juros

02/08/2022 | MERCADO FINANCEIRO DÓLAR

Tensões entre China e Taiwan elevam dólar para R$ 5,27

Bolsa subiu 1,11%, puxada por mineradoras e bancos

29/07/2022 | MAIS EMPREGO

Taxa de desemprego cai para 9,3% no segundo trimestre

População ocupada é a maior desde o início da série histórica.

25/07/2022 | MERCADO FINANCEIRO - DÓLAR

Dólar tem maior queda diária em 16 meses e fecha em R$ 5,37

Bolsa supera 100 mil pontos por primeira vez em três semanas

21/07/2022 | MERCADO FINANCEIRO

Dólar encosta em R$ 5,50 após alta dos juros na zona do euro

Bolsa subiu pela quinta vez seguida e superou os 99 mil pontos

20/07/2022 |

Dólar sobe para R$ 5,46 e fecha no maior valor em seis meses

Bolsa de valores encerra dia em estabilidade, com pequena alta.

19/07/2022 | MERCADO FINANCEIRO

Dólar fecha praticamente estável a R$ 5,42 após cair 1% durante o dia

Bolsa teve terceira alta seguida e ultrapassou os 98 mil pontos

08/07/2022 | MERCADO FINANCEIRO - DÓLAR

Dólar cai para R$ 5,26 e tem primeira queda semanal desde maio

Bolsa recua 0,44%, mas termina segunda semana seguida em alta

07/07/2022 | MERCADO FINANCEIRO DÓLAR

Dólar cai para R$ 5,34 com alívio no mercado externo

Bolsa sobe 2,04% e fecha acima de 100 mil pontos

07/07/2022 | FGTS CASA VERDE E AMARELA

Conselho do FGTS aprova renda maior para Casa Verde e Amarela

Teto do programa habitacional sobe para R$ 8 mil