Olá! Utilizamos cookies para oferecer melhor experiência, melhorar o desempenho, analisar como você interage em nosso site e personalizar conteúdo. Ao utilizar este site, você concorda com o uso de cookies.

Siga-nos nas redes sociais:

Dólar cai para menos de R$ 5,60 e fecha no menor nível do ano

Bolsa de valores recupera-se e sobe 1,8% 11/01/2022 - 20:19:04

O tom mais ameno do presidente do Federal Reserve (Fed, o Banco Central dos Estados Unidos), fez o mercado financeiro ter um dia de trégua. O dólar fechou abaixo de R$ 5,60 e caiu para a menor cotação do ano. A bolsa de valores subiu quase 2% e atingiu o segundo melhor nível de 2022.

O dólar comercial encerrou esta terça-feira (11) vendido a R$ 5,58, com queda de R$ 0,095 (-1,67%). A cotação abriu próxima da estabilidade, mas passou a despencar no decorrer das negociações, até fechar perto da mínima do dia. No mercado de ações, o dia foi marcado pela recuperação. O índice Ibovespa, da B3, fechou o dia aos 103.779 pontos, com alta de 1,8%. O indicador está no patamar mais alto desde 3 de janeiro, quando tinha fechado próximo dos 104 mil pontos.

A bolsa seguiu o mercado norte-americano, que subiu após as declarações do presidente do Fed, Jerome Powell. Em audiência no Senado norte-americano, Powell afirmou que o Fed está mais preocupado em conter a inflação do que em comprometer o crescimento do emprego nos Estados Unidos. Ele também declarou que a decisão de como o Fed pretende vender os títulos e os recursos que comprou desde o início da pandemia de covid-19, levará tempo para ser debatida, sendo discutida em até quatro reuniões.

A declaração foi interpretada como suavização do tom do presidente do Fed e fez os investidores descartarem novas medidas. Segundo os analistas de mercado, a expectativa de que os juros básicos nos Estados Unidos subirão a partir de março já está incorporada aos preços, o que levou à realização de lucros (venda de ativos para embolsar ganhos recentes) de quem comprou dólares nos últimos dias.

 

Edição: Nádia Franco

Foto: © REUTERS/Jo Yong-Hak/Direitos reservados

© REUTERS/Jo Yong-Hak/Direitos reservados

Fonte: Agencia brasil /Por Wellton Máximo

Veja tambem

20/01/2022 | CONAB

Conab: Programa Modernização do Mercado Hortigranjeiro tem 1º boletim

Ceasas registram queda no preço da batata e alta da cebola

19/01/2022 | MERCADO FINANCEIRO DÓLAR

Dólar cai para R$ 5,46 e fecha no menor valor em dois meses

Bolsa subiu 1,26% em dia de recuperação

18/01/2022 | MERCADO FINANCEIRO DÓLAR

Dólar fecha acima de R$5,56 com pressão externa; mercado acompanha paralisação de servidores

O dólar à vista fechou em alta de 0,61%, a 5,5608 reais na venda.

17/01/2022 | MERCADO FINANCEIRO DÓLAR

Dólar à vista fecha em alta de 0,26%, a R$5,5271

Pouco menos de 111 mil contratos de dólar futuro haviam sido negociados na B3 até o momento, 55% abaixo da média de segundas-feiras ao longo de 2021.

14/01/2022 | MERCADO FINANCEIRO DÓLAR

Dólar cai para R$ 5,51 e acumula queda de 2,1% na semana

Bolsa de valores tem melhor semana desde março de 2021

14/01/2022 | CRISE

Suinocultores de MT têm prejuízo de até R$ 180 por animal

12/01/2022 | CRÉDITO PESCADOR

Crédito para pescadores terá impacto direto na pobreza, diz Caixa

Facilidade e juros baixos serão “revolução no setor”, disse presidente

12/01/2022 | COMBUSTÍVEIS

Redução do ICMS já está em vigor, mas Petrobras anuncia nova alta

Preço do litro da gasolina vendido para as distribuidoras nas refinarias terá reajuste médio de 4,85%

07/01/2022 | ECONIMIA BRASIL

União cobriu R$ 8,96 bilhões de dívidas de estados em 2021

Valor representa queda de 32,4% em relação ao ano anterior

07/01/2022 | ECONIMIA MATO GROSSO

Mato Grosso registra abertura de mais de 75 mil empresas em 2021

A criação de novos empreendimentos no Estado ultrapassou os 20% nos últimos doze meses

01/01/2022 | ECONOMIA SALÁRIO MINIMO

Entra em vigor o novo salário mínimo de R$ 1.212

A mudança foi oficializada ontem (31), último dia de 2021, por meio de uma medida provisória (MP) assinada pelo presidente Jair Bolsonaro.

31/12/2021 | MAIOR CORTE DE IMPOSTOS

Fecomércio: Governo de MT está literalmente colocando mais dinheiro no bolso do cidadão

Economia será sentida nas contas de luz, celular/internet, gás GLP e no setor de combustíveis