Olá! Utilizamos cookies para oferecer melhor experiência, melhorar o desempenho, analisar como você interage em nosso site e personalizar conteúdo. Ao utilizar este site, você concorda com o uso de cookies.

Siga-nos nas redes sociais:

DATAGRO prevê produção de 142,63 mi de t de soja na safra brasileira de 2021/22

Em relação ao milho, consultoria projeta 120,93 mi de t nas duas safras 02/12/2021 - 21:09:23

O segundo levantamento da Consultoria DATAGRO sobre a safra brasileira 2021/22 de soja, cuja semeadura está próxima do encerramento, confirma, no geral, a projeção sobre a intenção de plantio divulgada em julho.

Em relação à área plantada da oleaginosa, o Brasil passou de 39,05 milhões de hectares em 2020/21 para 40,48 mi de ha nesta temporada, aumento de 3,7% – no levantamento de julho, a DATAGRO apontava para 40,57 mi de ha, redução de apenas 0,2%.

“Dessa maneira, o produtor brasileiro está aumentando a área plantada com soja no País pelo 15º ano consecutivo, em linha com o observado em 2020”, destaca Flávio Roberto de França Junior, coordenador de Grãos da DATAGRO.

No que diz respeito à produção, estima-se 142,63 milhões de toneladas, um pouco menos do que as 142,77 mi de t previstas em outubro e as 144,06 mi de t projetadas em julho. Em caso de confirmação, esse volume ainda seria 4,1% superior à safra recorde colhida em 2021 – 136,96 mi de t.

Milho

A análise da DATAGRO indica que a área de milho na safra de verão no Brasil subiu 4% em 2021/22, passando de 4,40 mi de ha para 4,60 mi de ha.

Prevê-se 3,13 mi de ha no Centro-Sul do País – 5% superior aos 2,99 mi de ha da safra anterior. Na região Norte/Nordeste, estima-se 1,47 mi de ha, área 4% maior do que em 2020/21, 1,41 mi de ha.

Considerando a hipótese de normalidade climática e utilização de bom nível tecnológico, mas sendo conservador para as produtividades dos três estados do Sul, a 1ª safra de milho tem potencial de produção ajustado para 28,89 mi de t, aquém das 29,22 mi de t da estimativa do mês passado, mas ainda 16% acima das 25 mi de t da prejudicada safra de 2021. Seriam 22,57 mi de t do Centro-Sul e 6,32 mi de t no Norte/Nordeste.

O levantamento da DATAGRO continua mostrando tendência de forte elevação da área do milho de inverno: 16,61 mi de ha – 14,17 mi de ha do Centro-Sul e 2,44 mi de ha do Norte/Nordeste, 6% superior aos 15,69 mi de ha deste ano.

Considerando clima regular e plantio antecipado, o potencial de produção do País para a 2ª safra é de 92,03 mi de t, 50% acima das 61,27 mi de t da fortemente quebrada temporada atual. Desse total, a região Centro-Sul responderia por 85,08 mi de t e o Norte/Nordeste por 6,95 mi de t.

No total das duas safras, o Brasil tem previsão de área para 2021/22 de 21,21 mi de ha, 6% acima dos 20,09 mi de ha deste ano. Quanto à produção, projeta-se 120,93 mi de t, pouco abaixo das 121,25 mi de t previstas em outubro, mas 40% acima da revisada e comprometida safra atual – 86,27 mi de t.

Plantio de soja entra na reta final

Levantamento realizado pela DATAGRO até o dia 26 de novembro mostra que a semeadura de soja no Brasil alcançou 92,6% da área estimada, avanço de 4,9 pontos percentuais ante a semana anterior. Esse ritmo semanal ficou abaixo dos 6,3 p.p. em igual momento de 2020 e dos 8,9 p.p. da média dos últimos 5 anos, no entanto, no acumulado, segue com recorde absoluto para o período: na mesma data do ano passado o plantio havia atingido 88,1%; na média plurianual, 85,1%. 

Foto Reprodução

Fonte: Portal do Agronegócio: DATAGRO

Veja tambem

21/01/2022 | MILHO

Milho fecha a semana com B3 encostada nos R$ 100 e altas devem seguir ao longo do ano

Chicago sobe 3% ao longo da semana

17/01/2022 | MILHO E SORGO

Produção de milho do Brasil em 2021/22 é reduzida para 115,640 mi de t pela Safras & Mercado

A produção brasileira de milho em 2021/22 deverá atingir 115,640 milhões de toneladas, segundo a nova estimativa divulgada hoje por SAFRAS & Mercado. "O volume é inferior às 116,085 milhões de toneladas previstas em dezembro, mas ainda fica bem acima das

17/01/2022 | AGRONEGÓCIO

Produtores de soja do Brasil colhem 1,7% da área e chuvas afetam o trabalho

O governo estima que o Brasil tenha semeado uma área de soja de 40,3 milhões de hectares (99,58 milhões de acres) nesta temporada.

14/01/2022 | LOGÍSTICA E TRANSPORTE

COMÉRCIO EXTERIOR: Exportações do agronegócio batem recorde em dezembro e no ano de 2021

Em 2021, o total exportado com o agronegócio resultou em US$ 120,59 bilhões, alta de 19,7%

11/01/2022 | CAPACITAÇÃO

Sorriso recebe Fundação MT em Campo Safra com experimentos e vitrine de cultivares

O evento é o primeiro de três que vai acontecer em diferentes regiões de Mato Grosso, onde a equipe técnica da Fundação MT vai mostrar para produtores, agrônomos, técnicos e consultores do Estado pesquisas agronômicas com resultados inéditos e sequenciais

08/01/2022 | FUNDO DA OLEAGINOSA

AL vota lei que barra R$ 100 milhões por ano a Aprosoja de MT

Proposta enfrenta resistência e caminha para rejeição em plenário

30/12/2021 | SOJA

Quebra da haste da soja: Problema afeta lavouras de vários estados, mas pesquisadores ainda investigam causa

Em Lucas do Rio Verde/MT, o quadro já tira produtividade das primeiras lavouras colhidas

29/12/2021 | MILHO SAFRA

Futuros do milho encerram a 4ªfeira se sustentando em alta na B3

No mercado físico brasileiro, o preço da saca de milho também subiu neste meio de semana.

21/12/2021 | AGRONEGÓCIO

Preço de defensivos agrícolas e fertilizantes devem se manter em alta em 2022

O glifosato, herbicida mais usado no Brasil, está 23% mais caro em comparação a 2020. Já os derivados de amônia, a partir da transformação química do gás natural, que subiu mais de 550% em 12 meses

16/12/2021 | SOJA

Soja: Clima seco e muito quente castiga lavouras da AMS e Chicago fecha em alta nesta 5ª feira

13/12/2021 | SOJA

Área de soja convencional deve crescer na safra 2022/23 em Mato Grosso

Com mercado aquecido, prêmios atrativos e impacto dos custos de produção, Instituto Soja Livre espera adesão dos produtores rurais

06/12/2021 | SOJA

Brasil exporta em 3 dias de mais do que todo volume exportado em dez/20 e tem preços fortes