Olá! Utilizamos cookies para oferecer melhor experiência, melhorar o desempenho, analisar como você interage em nosso site e personalizar conteúdo. Ao utilizar este site, você concorda com o uso de cookies.

Siga-nos nas redes sociais:

Área de soja convencional deve crescer na safra 2022/23 em Mato Grosso

Com mercado aquecido, prêmios atrativos e impacto dos custos de produção, Instituto Soja Livre espera adesão dos produtores rurais 13/12/2021 - 22:11:21

Os prêmios atrativos e a alta demanda por soja convencional no mercado europeu traz otimismo aos produtores rurais brasileiros. O Instituto Soja Livre, entidade que fomenta a produção de soja não-transgênica no Brasil, projeta área de 3% do total no Brasil e Mato Grosso deve plantar 60% do total, já que é estado maior produtor do grão convencional. 
 
O produtor rural e diretor de Relações Internacionais do instituto, Endrigo Dalcin, disse, em live da revista A Granja, que este nicho de mercado está pagando prêmios remuneradores. “A Europa já começa a demandar um volume de soja convencional que não encontra no mercado. Com a pandemia, a Índia, nosso maior concorrente, deixou de exportar e abriu esta oportunidade para os agricultores brasileiros”, informou. 
 
Ele reforçou que o papel do Instituto Soja Livre é chegar a um ponto de equilíbrio para que toda a cadeia da soja convencional seja adequadamente remunerada e possa existir planejamento. “Atualmente, há falta de produto porque durante três safras os prêmios foram desanimadores. Queremos que os compradores europeus definam contratos mais longos, de dois a cinco anos, para que todos os elos da cadeia possam se planejar, desde o sementeiro até as empresas de armazenagem e logística”, frisou Dalcin. 
 
O diretor revelou que, atualmente, os prêmios chegam a até US$ 6 a saca e este é um valor interessante para o produtor rural. “Esse prêmio já foi de 10 ou 15 reais por saca o que desincentivou o plantio da soja convencional, mas hoje o mercado está demandador e o agricultor pode fazer parte da lavoura para a próxima safra”, disse. 
 
Com a alta exponencial nos preços de insumos, o diretor avaliou como oportunidade de agricultores migrarem para a soja convencional. O Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária (Imea) já calculou que, apesar do custo de produção da soja convencional ser 4% maior, a rentabilidade chega a sete sacas por hectare frente à transgênica. 
 
“Aqui em Mato Grosso temos utilizado tecnologias muito alta em fertilizantes, temos uma base boa que dá para trabalhar um ano com menos produto, sobreviver a esta elevação de custos e ver como será o mundo pós-pandemia, que atrapalhou toda cadeia”, ponderou. 
 
Outro desafio, segundo o diretor do Instituto Soja Livre, é abrir novos mercados para a soja convencional. Ele explicou que a China está no radar dos agricultores brasileiros, mas há um entrave em relação à tolerância. “A soja convencional produzida no Brasil e exportada para a Europa tem um nível mínimo de contaminação por soja transgênica tolerada, que é de 0,1% - produzimos uma soja 99,9% livre de transgênicos. A China quer 100% convencional e isso, em um mercado que produz muito transgênico, é impraticável. Tem que haver uma tolerância na entrega e estamos tentando negociar isso com as autoridades”, explicou. 
 
A soja convencional exportada para a China será utilizada para consumo humano porque, apesar do país produzir 13 milhões de toneladas, não é o suficiente para abastecer o mercado interno. 

“Esse despertar pode ser revertido em pagamento de prêmios, pois já explicamos aos chineses que precisam pagar mais pela soja convencional, pois é mais difícil de produzir e tem todos os percalços de um nicho de mercado. E é soja totalmente rastreada, em cada etapa da produção é verificada se aquela carga de soja está dentro do padrão de soja convencional”, finaliza Dalcin.

Foto Reprodução

Fonte: Notícias Agrícola / Instituto Soja Livre

Veja tambem

06/05/2022 | SOJA COLHEITA

Colheita gaúcha de soja atinge 74% da área, diz Emater-RS; chuvas danificam lavouras

Os trabalhos estão atrasados ante os 90% vistos em igual período do ciclo anterior e também abaixo dos 94% registrados na média histórica para este ano, segundo a empresa de assistência técnica e extensão rural

06/05/2022 | SOJA COLHEITA

Colheita gaúcha de soja atinge 74% da área, diz Emater-RS; chuvas danificam lavouras

Os trabalhos estão atrasados ante os 90% vistos em igual período do ciclo anterior e também abaixo dos 94% registrados na média histórica para este ano, segundo a empresa de assistência técnica e extensão rural

01/05/2022 | ZONA LIVRE

Mapa suspende vacinação da febre aftosa em Mato Grosso a partir de novembro

Suspensão faz parte do projeto de ampliação de zonas livres de febre aftosa sem vacinação no país e significa que o Estado está alinhado com as diretrizes do Código Terrestre da Organização Mundial da Saúde Animal (OIE)

30/04/2022 | SOJA

Exportações do complexo soja pelo Porto de Paranaguá crescem 25% no 1º trimestre

As exportações do complexo soja pelo Porto de Paranaguá estão em alta

27/04/2022 | PLANEJAMENTO NO AGRO

Planejamento é a palavra mágica para o produtor se preparar diante do cenário global

Com a crise iniciada antes da pandemia e que agora eclodiu com o conflito Rússia-Ucrânia, as próximas safras de grãos devem ter o máximo de organização em função das menores margens de lucro e maior custo de produção

26/04/2022 | AGRONEGÓCIO

Custo de produção do algodão tem aumento expressivo, avalia Abrapa

A atual conjuntura global levou a uma elevação expressiva dos preços de matérias-primas essenciais para a produção do algodão brasileiro para a nova safra. O reflexo é sentido pelos produtores no aumento significativo dos custos de produção, que exige mai

08/04/2022 | SOJA - INDÍGENAS

Soja convencional é cultivada por indígenas do Chapadão do Parecis, em Mato Grosso

Estudo busca o licenciamento ambiental da região para que indígenas tenham mais possibilidades de captação de crédito e investimentos

19/03/2022 | ECONOMIA-AGRO

Exportações do agro alcançam US$ 10,5 bilhões em fevereiro de 2022

No acumulado no ano, as vendas externas do setor já somam US$ 19,3 bilhões

09/03/2022 | EXPORTAÇÕES MT 55,4% - 2O22

Exportações de Mato Grosso crescem 55,4% entre janeiro e fevereiro de 2022

Dentre os cinco produtos mais vendidos pelo Estado neste ano, a soja continua na 1ª posição com US$ 1,8 bilhão negociado, seguido do algodão, com US$ 520 milhões

05/03/2022 | AGRICULTURA FAMILIAR

Encontro técnico fomenta produção e comercialização da pitaya em Mato Grosso

A fruta possui um ótimo valor comercial e é uma oportunidade de negócio para produtores do Estado

22/02/2022 | MILHO E SORGO

Anec eleva previsão de exportação de soja e milho do Brasil em fevereiro

A Anec estimou a exportação de soja do Brasil em 7,2 milhões de toneladas, o que seria um novo recorde para o mês, 100 mil toneladas acima da previsão da semana anterior

21/02/2022 | CRÉDITO RURAL

Show Rural 2022: Sicredi registra mais de R$ 220 milhões em propostas protocoladas durante a feira

Com foco na sustentabilidade no campo, instituição financeira cooperativa protocolou, somente para projetos de energia solar, mais de 200 propostas de financiamento, resultando em um volume de negócios de economia verde de R$ 42,1 milhões