Siga-nos nas redes sociais:

Reuniões, demissões e decretos: veja como foi a primeira semana

Mauro Mendes usou primeiros dias de gestão para reuniões internas e análises do caixa do Executivo 06/01/2019 - 09:57:35

O jantar de comemoração da posse, no dia 1º de janeiro, terminou depois da meia-noite, mas o governador Mauro Mendes (DEM) chegou cedo ao Palácio Paiaguás no primeiro dia útil de sua gestão, no dia 2.

Às 7h30, o democrata estava em seu gabinete para iniciar o governo com um culto ecumênico celebrado pelo padre Paulo Ricardo. Ele estava acompanhado da primeira-dama Virgínia Mendes, todos os secretários e os principais auxiliares.

A primeira reunião de Mendes foi com o secretário de Fazenda Rogério Gallo. Isso porque, já nos primeiros dias, precisa entesourar valores para o pagamento dos salários de dezembro dos servidores públicos. Além disso, precisa de caixa para pagar os 13º dos servidores nascidos em novembro e dezembro.

Com o chefe da Sefaz, Mendes estuda medidas para quitar a folha e já anunciou o escalonamento dos salários.

Depois, o governador continuou participando de uma série de reuniões ao longo daquele dia. Deixou o Paiaguás apenas para almoçar em sua casa no Condomínio Alphaville. O democrata decidiu seguir para lá no carro oficial do Governo. Ficou pouco mais de uma hora em sua casa e retornou à sede do Executivo. Isso se repetiu nos dois dias seguintes.

Reprodução

Mauro Mendes culto

Mendes participa de culto no primeiro dia de gestão

Ainda no primeiro dia, ele assinou um decreto que normatiza o horário de expediente do servidor público do Estado. Conforme o texto, o servidor que desenvolve jornada de trabalho de 40 ou de 30 horas semanais deverá desenvolver a atividade no período compreendido entre às 7h30 e 19h30.

Ele ainda revogou um decreto assinado por seu antecessor, Pedro Taques (PSDB), no final da gestão, que liberava o pagamento de indenizações por férias não gozadas aos servidores públicos da ativa. Na redação dada pelo tucano, ficava suspenso o pagamento de indenização de licença prêmio, cartas de crédito ou valores pagáveis na fila de precatórios judiciais dos servidores. Com esta redação, estava liberado o pagamento das férias. Agora, com a medida de Mendes, passa a ser vedado também o pagamento das férias dos servidores.

No primeiro dia, o governador ainda assinou algumas nomeações. Entre elas, a de José Paulo da Mota Traven e Wanessa Queiroz Pinto para comandarem as Secretarias de Cultura e de Agricultura Familiar, respectivamente. Os dois nomeados irão gerir as pastas durante o mês de janeiro, enquanto os deputados estaduais Allan Kardec e Silvano Amaral continuam em atividade na Assembleia Legislativa.

Outro nomeado foi o empresário Alberto Machado, o Beto, para ser o chefe de gabinete do governador.

No segundo dia, Mendes chegou antes das 8h e teve reuniões internas com secretários e com representantes de órgãos. Determinou as primeiras demissões, entre elas a de jornalistas do Gabinete de Comunicação (Gcom) e de outros setores.

Da recepcionista a outros cargos mais elevados de DGA, o clima era de insegurança e tensão pela possibilidade de demissão dos comissionados e do remanejamento de efetivos com cargos de gratificação.

Em outros setores, seguranças da portaria do Paiaguás também se mostravam apreensivos para decorar o rosto dos novos membros do Executivo.

Mayke Toscano/Gcom-MT

Mauro Mendes e José Antônio Borges

O governador Mauro Mendes e o novo procurador-geral José Antônio Borges

No período da tarde, Mendes recebeu representantes do Ministério Público Estadual e assinou o ato de nomeação do novo procurador-geral de Justiça, José Antônio Borges. Além de Borges, estiveram presentes o procurador Mauro Curvo e o promotor Roberto Turin, que é presidente da Associação Mato-grossense do MPE.

Em seguida, fez a primeira reunião com todos os membros de seu secretariado, o vice-governador Otaviano Pivetta (PDT) e a primeira-dama Virginia Mendes para uma análise dos dois primeiros dias de gestão.

O encontro ocorreu no final da tarde e durou três horas e meia. O democrata havia dado dois dias para que seus secretários fizessem uma nova análise de cada Pasta, em cima dos dados já obtidos durante a transição de Governo. Eles apresentaram cada um o resumo do que encontraram e fizeram sugestões. Ao final, Mendes apresentou uma série de diretrizes para a próxima semana de Governo.

Ele liberou os secretários, mas permaneceu conversando com Gallo e Mauro Carvalho a respeito do caixa do Executivo. Mendes deixou o Paiaguás quase às 23h e praticamente não havia mais ninguém na sede do Governo.

Já na sexta-feira (04), o democrata chegou por volta de 7h30 da manhã. Se reuniu com uma série de secretários para definir a cúpula da segurança e também para fechar o cronograma de pagamento dos salários.

Na parte da tarde, Mendes divulgou, inicialmente, que decidiu escalonar os salários do mês de dezembro a serem pagos em janeiro. Ele também escalonou o pagamento do 13º salário de parte dos servidores, que está atrasado, e mudou a data do benefício referente a 2019.

Mayke Toscano/GCom-MT

Mauro Mendes rotina paiaguás 2

O governador Mauro Mendes e sua equipe durante encontro na primeira semana de trabalho

A reação foi imediata do Fórum Sindical, que já emitiu nota lamentando a decisão e exigindo reunião com o governador.

Depois, Mendes divulgou os nomes da Segurança. Ele definiu o coronel Jonildo José de Assis como novo comandante-geral da Policia Militar; Mário Dermeval Aravechia de Resende como o delegado-geral da Polícia Civil; o perito criminal Rubens Sadao Okada para a diretoria da Politec (Perícia Oficial e Identificação Técnica); e o coronel Alessandro Borges Ferreira para comandar o Corpo de Bombeiros. A definição foi feita em conjunto com o secretário de Segurança Alexandre Bustamante.

Ainda na sexta-feira, ele recebeu de seus secretários uma lista de pessoas que devem ser cortadas da administração. Os cortes já estão em andamento.

Secretários e pessoas ligadas a Mendes afirmaram à reportagem que ele está imerso no trabalho e buscando entregar os melhores resultados.

"Vamos passar janeiro nesse processo de imersão, de ficar para dentro, chegando cedo e saindo tarde, para que as decisões do governador sejam melhores subsidiadas", disse o secretário de Cultura Allan Kardec (PDT). 

Foto Reprodução

Fonte: Mídia News

Veja tambem

26/06/2019 | VOO DROGAS PRESIDENTE JAIR BOLSONARO

Bolsonaro exige punição severa de responsável por drogas em voo

Presidente destaca que caso não tem relação com sua equipe

25/06/2019 | CLÁUDIA-MT

Prefeitura de Cláudia e Corpo de Bombeiros firmam parceria no combate as queimadas

A medida visa ampliar o reforço da brigada municipal mista no período proibitivo de queimadas

25/06/2019 | INFRAESTRUTURA

Prefeitura pede apoio do Estado para asfaltar estrada Jacinta

25/06/2019 | POLITEC

Politec perde efetivo de pessoal em Rondonópolis

Delegado Claudinei reuniu com representantes da Politec que reclamam da necessidade de profissionais na instituição e a perda do direito ao porte de arma pelo STF

24/06/2019 | SAÚDE

Prefeitura de Sinop leva 30 crianças para avaliação cirúrgica na capital

As crianças que passaram pela avaliação e segundo o laudo médico realmente precisam de cirurgia, irão receber do município de Sinop todos os exames pré-operatórios

24/06/2019 | LEGISLATIVO

Após pedido de recuperação, senador defende que Rota Oeste perca concessão

Diante da recuperação judicial da Odebrecht, o ministério do Transporte estuda uma forma para transferir a concessão da BR-163 da Rota do Oeste para outra empresa.

24/06/2019 | CRIME

MPE denuncia dois ex-secretários de Fazenda por suposto esquema de R$ 11 milhões

O processo versa sobre pagamento de R$ 11,7 milhões com suposto superfaturamento de R$ 3,7 milhões

22/06/2019 | OBRA PARALISADA

Câmara de Cláudia cobra da SINFRA-MT conclusão de reparos na MT-423

Obra está paralisada há mais de 60 dias, causa transtornos à população e aumenta risco de acidentes de trânsito

21/06/2019 | PROJETO DE LEI, GARANTIAS JURÍDICAS A MILITARES

Bolsonaro vai enviar projeto para dar garantia jurídica a policiais

Ele quer militares "condecorados e não processados” após uma missão

21/06/2019 | CINCO POR UM

MP investiga “servidora empresária” que dá consultoria a 5 prefeituras de MT

E.A.B. é servidora efetiva do município de Sorriso e estaria prestando serviços a outras prefeituras da região por meio de sua empresa

21/06/2019 | OPERAÇÃO SEVEN

Justiça bloqueia casa em bairro nobre e libera carrões de ex-secretário de MT

Juiz da Vara de Ação Civil Pública e Ação Popular do Tribunal de Justiça também pediu compartilhamento de provas da esfera penal de suposta fraude de R$ 7 milhões

20/06/2019 | ECONOMIA

Programa ‘Banco de Milhagens’ garante apoio à estudantes e atletas

Utilização de passagens aéreas e prêmios de milhagens oriundas de recursos públicos já é realidade no estado do Rio Grande do Sul (RS).