Siga-nos nas redes sociais:

Reuniões, demissões e decretos: veja como foi a primeira semana

Mauro Mendes usou primeiros dias de gestão para reuniões internas e análises do caixa do Executivo 06/01/2019 - 09:57:35

O jantar de comemoração da posse, no dia 1º de janeiro, terminou depois da meia-noite, mas o governador Mauro Mendes (DEM) chegou cedo ao Palácio Paiaguás no primeiro dia útil de sua gestão, no dia 2.

Às 7h30, o democrata estava em seu gabinete para iniciar o governo com um culto ecumênico celebrado pelo padre Paulo Ricardo. Ele estava acompanhado da primeira-dama Virgínia Mendes, todos os secretários e os principais auxiliares.

A primeira reunião de Mendes foi com o secretário de Fazenda Rogério Gallo. Isso porque, já nos primeiros dias, precisa entesourar valores para o pagamento dos salários de dezembro dos servidores públicos. Além disso, precisa de caixa para pagar os 13º dos servidores nascidos em novembro e dezembro.

Com o chefe da Sefaz, Mendes estuda medidas para quitar a folha e já anunciou o escalonamento dos salários.

Depois, o governador continuou participando de uma série de reuniões ao longo daquele dia. Deixou o Paiaguás apenas para almoçar em sua casa no Condomínio Alphaville. O democrata decidiu seguir para lá no carro oficial do Governo. Ficou pouco mais de uma hora em sua casa e retornou à sede do Executivo. Isso se repetiu nos dois dias seguintes.

Reprodução

Mauro Mendes culto

Mendes participa de culto no primeiro dia de gestão

Ainda no primeiro dia, ele assinou um decreto que normatiza o horário de expediente do servidor público do Estado. Conforme o texto, o servidor que desenvolve jornada de trabalho de 40 ou de 30 horas semanais deverá desenvolver a atividade no período compreendido entre às 7h30 e 19h30.

Ele ainda revogou um decreto assinado por seu antecessor, Pedro Taques (PSDB), no final da gestão, que liberava o pagamento de indenizações por férias não gozadas aos servidores públicos da ativa. Na redação dada pelo tucano, ficava suspenso o pagamento de indenização de licença prêmio, cartas de crédito ou valores pagáveis na fila de precatórios judiciais dos servidores. Com esta redação, estava liberado o pagamento das férias. Agora, com a medida de Mendes, passa a ser vedado também o pagamento das férias dos servidores.

No primeiro dia, o governador ainda assinou algumas nomeações. Entre elas, a de José Paulo da Mota Traven e Wanessa Queiroz Pinto para comandarem as Secretarias de Cultura e de Agricultura Familiar, respectivamente. Os dois nomeados irão gerir as pastas durante o mês de janeiro, enquanto os deputados estaduais Allan Kardec e Silvano Amaral continuam em atividade na Assembleia Legislativa.

Outro nomeado foi o empresário Alberto Machado, o Beto, para ser o chefe de gabinete do governador.

No segundo dia, Mendes chegou antes das 8h e teve reuniões internas com secretários e com representantes de órgãos. Determinou as primeiras demissões, entre elas a de jornalistas do Gabinete de Comunicação (Gcom) e de outros setores.

Da recepcionista a outros cargos mais elevados de DGA, o clima era de insegurança e tensão pela possibilidade de demissão dos comissionados e do remanejamento de efetivos com cargos de gratificação.

Em outros setores, seguranças da portaria do Paiaguás também se mostravam apreensivos para decorar o rosto dos novos membros do Executivo.

Mayke Toscano/Gcom-MT

Mauro Mendes e José Antônio Borges

O governador Mauro Mendes e o novo procurador-geral José Antônio Borges

No período da tarde, Mendes recebeu representantes do Ministério Público Estadual e assinou o ato de nomeação do novo procurador-geral de Justiça, José Antônio Borges. Além de Borges, estiveram presentes o procurador Mauro Curvo e o promotor Roberto Turin, que é presidente da Associação Mato-grossense do MPE.

Em seguida, fez a primeira reunião com todos os membros de seu secretariado, o vice-governador Otaviano Pivetta (PDT) e a primeira-dama Virginia Mendes para uma análise dos dois primeiros dias de gestão.

O encontro ocorreu no final da tarde e durou três horas e meia. O democrata havia dado dois dias para que seus secretários fizessem uma nova análise de cada Pasta, em cima dos dados já obtidos durante a transição de Governo. Eles apresentaram cada um o resumo do que encontraram e fizeram sugestões. Ao final, Mendes apresentou uma série de diretrizes para a próxima semana de Governo.

Ele liberou os secretários, mas permaneceu conversando com Gallo e Mauro Carvalho a respeito do caixa do Executivo. Mendes deixou o Paiaguás quase às 23h e praticamente não havia mais ninguém na sede do Governo.

Já na sexta-feira (04), o democrata chegou por volta de 7h30 da manhã. Se reuniu com uma série de secretários para definir a cúpula da segurança e também para fechar o cronograma de pagamento dos salários.

Na parte da tarde, Mendes divulgou, inicialmente, que decidiu escalonar os salários do mês de dezembro a serem pagos em janeiro. Ele também escalonou o pagamento do 13º salário de parte dos servidores, que está atrasado, e mudou a data do benefício referente a 2019.

Mayke Toscano/GCom-MT

Mauro Mendes rotina paiaguás 2

O governador Mauro Mendes e sua equipe durante encontro na primeira semana de trabalho

A reação foi imediata do Fórum Sindical, que já emitiu nota lamentando a decisão e exigindo reunião com o governador.

Depois, Mendes divulgou os nomes da Segurança. Ele definiu o coronel Jonildo José de Assis como novo comandante-geral da Policia Militar; Mário Dermeval Aravechia de Resende como o delegado-geral da Polícia Civil; o perito criminal Rubens Sadao Okada para a diretoria da Politec (Perícia Oficial e Identificação Técnica); e o coronel Alessandro Borges Ferreira para comandar o Corpo de Bombeiros. A definição foi feita em conjunto com o secretário de Segurança Alexandre Bustamante.

Ainda na sexta-feira, ele recebeu de seus secretários uma lista de pessoas que devem ser cortadas da administração. Os cortes já estão em andamento.

Secretários e pessoas ligadas a Mendes afirmaram à reportagem que ele está imerso no trabalho e buscando entregar os melhores resultados.

"Vamos passar janeiro nesse processo de imersão, de ficar para dentro, chegando cedo e saindo tarde, para que as decisões do governador sejam melhores subsidiadas", disse o secretário de Cultura Allan Kardec (PDT). 

Foto Reprodução

Fonte: Mídia News

Veja tambem

19/01/2019 | ECONOMIA EVENTO

Bolsonaro irá ao Fórum Econômico Mundial defender reformas

Bolsonaro desembarca em Davos na próxima segunda-feira (22), onde participará do Fórum Econômico Mundial

18/01/2019 | ECONOMIA SINOP-MT

Grupo Pão de Açúcar manifesta interesse em investir em Sinop

O grupo aponta a quadra onde se situa o estádio Gigante do Norte como favorável aos planos de expansão.

18/01/2019 | AGENDA EM MATO GROSSO

Presidente da Câmara garante celeridade no FEX e quer votos de toda bancada de MT

Rodrigo Maia, porém, evita associar ação em prol de Mato Grosso ao voto dos deputados

18/01/2019 | INFRAESTRUTURA

Martinelli visita obras estruturantes do município

A primeira visita foi na obra de tubulação e fechamento da vala na avenida das Itaúbas

17/01/2019 | INFRAESTRUTURA

Prefeita de Sinop recebe técnicos do BNDES e discute liberação de recursos para obras

Rosana Martinelli determinou à equipe de governo prioridade na finalização dos planos de trabalho.

16/01/2019 | PEDIDO DE MENDES

Assembleia aprova urgência para projetos do novo Fethab e RGA

Dilmar Dal’Bosco critica criação de audiências para discutir pacotão do governador Mauro Mendes

16/01/2019 | MAIS ARRECADAÇÃO

Novo Fethab garantirá retomada de obras e manutenção de rodovias em MT

Proposta enviada pelo Governo do Estado à ALMT será utilizada para tocar programas de financiamento que contemplam a área de Infraestrutura

16/01/2019 | JANEIRO ROXO

Novos casos de hanseníase são diagnosticados durante mutirão em Sinop

O tratamento é todo gratuito, os médicos são especializados para atender a população.

16/01/2019 | CRISE ECONÔMICA

Governador vai a Brasília apresentar situação de Mato Grosso e estuda decretar estado de calamidade financeira

Na busca de soluções para a grave crise financeira, Mauro Mendes estará nos ministérios e no Banco do Brasil nesta quarta-feira (16.01).

15/01/2019 | POLITICA / SAÚDE

MT Saúde paga 95% da dívida com a rede ativa; nova presidente assume

O governador Mauro Mendes (DEM) definiu que Misma Thalita dos Anjos Coutinho será a nova presidente do Mato Grosso Saúde.

14/01/2019 | RANKING DA CGU

Transparência de Mato Grosso está acima da média dos estados

A pontuação de Mato Grosso é considerada boa e ficou acima da média das notas dos estados (7,94).

12/01/2019 | PRESIDENTE DA ALMT

Botelho fecha chapa para Mesa Diretora e tem 16 votos

O arranjo desarticula o grupo de Sílvio Favero (PSL), deputado de primeiro mandato que sonhava ser presidente.