Siga-nos nas redes sociais:

PSDB confirma Alckmin para disputa à Presidência; candidato diz que devolverá 'dignidade roubada' dos brasileiros

Partido realizou convenção nacional neste sábado (4) em Brasília. Candidata a vice na chapa, senadora Ana Amélia (PP) disse que população quer governo 'austero e cuidadoso'. 04/08/2018 - 15:29:30

O PSDB confirmou neste sábado (4), em convenção nacional realizada em Brasília, a escolha de Geraldo Alckmin, 65 anos, como candidato na disputa à Presidência da República.

Atual presidente nacional do partido, o ex-governador de São Paulo foi escolhido pelos filiados que participaram do evento. Dos 290 votantes, 288 aprovaram o nome de Alckmin. Um filiado não votou a favor do ex-governador e outro se absteve.

Em seu primeiro discurso como candidato, Alckmin disse que aceitava a indicação com "humildade e senso de responsabilidade".

Ele afirmou que o país passa por um momento grave, citou o desemprego e a corrupção, e disse que "não há tempo a perder".

"Aceito ser candidato à Presidencia da República. Sou candidato para buscar um mandato que pode ser resumido em uma frase: Vamos mudar o Brasil e devolver aos brasileiros a dignidade que lhes foi roubada", discursou Alckmin.

O candidato disse ainda que, em um eventual governo, pretende unir o país. Ele criticou quem usa "o ódio como combustível de manipulação eleitoral".

"Não podemos nos dividir, porque uma nação dividida não multiplica empregos, saúde, educação, segurança. Um país dividido não multiplica felicidade. Quero ser presidente para unir o país", afirmou.

A candidata a vice na chapa, senadora Ana Amélia (PP-RS), participou do evento ao lado de Alckmin.

A expectativa do PSDB é que a parlamentar melhore o desempenho do candidato na região Sul e no setor do agronegócio, no qual ela tem bom trânsito. A escolha de uma mulher para vice representa ainda um aceno ao eleitorado feminino.

Em discurso na convenção, Ana Amélia afirmou que será "absolutamente leal" a Alckmin. A senadora disse que a população quer um "governo austero" e citou, como exemplo de conduta, o fato de não usar auxílio-moradia a que tem direito como parlamentar.

"Nunca usei auxílio-moradia, porque moro na minha casa. É isso que o contribuinte brasileiro quer, um governo austero, um governo cuidadoso", disse a senadora.

Presidente de honra do PSDB, o ex-presidente da República Fernando Henrique Cardoso afirmou que o país perdeu a confiança na classe política e que Alckmin e Ana Amélia “têm uma responsabilidade histórica” em resgatá-la.

“Há momentos em que as decisões são cruciais, e vocês foram escolhidos para expressar esse momento”, disse. “O vento da história passa por eles, os nossos candidatos”, acrescentou o ex-presidente.

Alckmin fechou aliança com partidos do chamado "Centrão" (DEM, PP, PR, PRB e SD), além de outras três legendas: PTB, PSD e PPS. Segundo o primeiro-vice-presidente do PSDB e coordenador da campanha, Marconi Perillo, os apoios garantirão 45% do tempo de televisão ao candidato tucano.

Propostas

Entre as propostas que apresentou durante o discurso, o candidato do PSDB manifestou intenção de:

Diminuir o tamanho do Estado e melhorar a eficiência dos serviços públicos;
desburocratizar a máquina pública;
simplificar o sistema tributário;
apoiar a realização de uma reforma política, com a redução de partidos;
combater a corrupção.

Trajetória

A eleição presidencial deste ano será a segunda tentativa de Alckmin de chegar ao Palácio do Planalto. Ele foi ao segundo turno em 2006, mas perdeu para o então presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Nascido em Pindamonhangaba, no interior de São Paulo, e formado em medicina. Foi eleito para o primeiro mandato como político em 1976, para a prefeitura de sua cidade natal.

Foi deputado estadual (de 1982 a 1986) e depois deputado federal por dois mandatos consecutivos (de 1986 a 1994).

Foi vice-governador de São Paulo, de 1994 a 2001. Com a morte do então governador Mario Covas, em 2001, assumiu o governo do estado. Foi reeleito governador em outubro de 2002.

Em 2006, disputou a Presidência da República e perdeu no segundo turno para o petista Luiz Inácio Lula da Silva. Na ocasião, Alckmin recebeu 39,9 milhões de votos.

Em 2010, Alckmin foi eleito novamente governador de São Paulo e reeleito em 2014 para um novo mandato.

Fonte: G1

Veja tambem

13/12/2018 | ASSISTÊNCIA SOCIAL

Famílias começam a receber alimentos da campanha Natal Presente

A campanha Natal Presente, foi realizada pela Prefeitura de Sinop, por meio da Secretaria Municipal de Assistência Social, Trabalho e Habitação e a TV Cidade SBT.

12/12/2018 | REVISÃO SALARIAL

Botelho: Governo ultrapassou o limite da lei e não pode dar RGA

Presidente da AL diz que Executivo está amparado em lei federal e não está impedido de agir

12/12/2018 | EDUCAÇÃO

Proerd forma 346 estudantes da rede pública municipal de Sinop

Além da entrega de certificados para os cursistas, a PM também entregou bicicletas aos estudantes que se destacaram na escrita de uma redação sobre o programa.

12/12/2018 | POLÍTICA VOTAÇÃO RELÂMPAGO

Comissão da Câmara aprova fim do foro privilegiado

Aprovado pelo Senado em maio do ano passado, a PEC (Proposta de Emenda à Constituição) segue para análise do plenário da Câmara

11/12/2018 | REUNIÃO DE TRANSAÇÃO

Governador eleito entrega proposta de reforma administrativa ao chefe do Executivo

Pedro Taques recebeu a documentação, que será analisada antes de encaminhar à Assembleia Legislativa, que deve apreciar a proposta somente em janeiro de 2019.

11/12/2018 | SAÚDE DO TRABALHADOR

Projeto sobre hanseníase atendeu todas as unidades municipal de saúde em 2018

O projeto orientou e examinou durante o ano todos os profissionais que trabalham no setor da saúde.

11/12/2018 | PEIXOTO DE AZEVEDO-MT

Vereadores brigam durante sessão em Câmara Municipal

Parlamentar de Peixoto de Azevedo registrou boletim de ocorrência contra colega

11/12/2018 | ASSISTÊNCIA SOCIAL

Campanha Natal Presente arrecada mais de 16 mil quilos de alimentos

A gincana foi realizada com a participação de oito escolas particulares e 16 municipais

11/12/2018 | DIPLOMAÇÃO

Bolsonaro é diplomado e prega ruptura com a velha política: “Não mais a corrupção”

O presidente eleito Jair Bolsonaro e a presidente do TSE, ministra Rosa Weber

11/12/2018 | POLÍTICA INVESTIGAÇÃO

PF cumpre mandados de buscas em imóveis de Aécio Neves

Ação também ocorre na casa da irmã do senador, Andréa

10/12/2018 | NATAL SEM SUSTO

Procon leva atendimento itinerante para o Boa Esperança e Sebastião de Matos

Ao todo, foram pelo menos 300 atendimentos de pessoas buscando soluções mais rápidas.

10/12/2018 | ESPAÇOS DE APRENDIZAGEM

Prefeitura investe R$ 1,7 milhão na compra de parques infantis para escolas e praças

Quarenta e um aparelhos vão atender as necessidades das escolas municipais, tanto de nível Fundamental quanto Infantil