Siga-nos nas redes sociais:

PF desmonta esquema de lavagem que movimentou R$ 2 bi em MT e 2 Estados

Estão sendo cumpridos 72 mandados em Mato Grosso, Rondônia e Pará 14/03/2019 - 09:39:45

A quadrilha investigada na “Operação Dracma”, que apura esquema de lavagem de dinheiro do tráfico de drogas nos Estados de Rondônia, Mato Grosso e Pará pode ter causado um prejuízo de cerca de R$ 300 milhões aos cofres públicos. Deflagrada nesta quinta-feira (14), a operação cumpre 72 mandados nos três Estados.

A Receita Federal estima que o esquema movimentou aproximadamente R$ 2 bilhões entre 2009 e 2016, período em que foi feito a retirada irregular de mercadorias pelas empresas investigadas. O prejuízo aos cofres públicos, pelo não recolhimento dos tributos federais, chega a R$ 300 milhões.

 

A PF investiga a atuação de empresas de Rondônia na ocultação de recursos gerados pelo tráfico de drogas. A operação se baseia em 26 inquéritos da Polícia Federal, 36 relatórios fiscais da Receita Federal e 86 laudos de perícia financeira.

Como funcionava o esquema?

Em vez de repatriado, parte do lucro das grandes empresas distribuidoras/exportadoras era encaminhada diretamente aos cambistas da Bolívia para fim de custódia de valores.

Durante dez anos, centenas de milhões de reais foram enviados de traficantes do Pará e Nordeste para contas de pequenas empresas físicas em Rondônia, as chamadas "contas de passagem".

Segundo a PF, depois de receberem os valores, os suspeitos intermediários faziam depósitos sucessivos nas grandes empresas distribuidoras em Rondônia. Estas empresas recebiam os recursos e emitiam as autorizações de pagamentos.

Estas autorizações de pagamentos são consideradas cheques ou vouchers, e, após serem efetuadas, credenciavam o portador a sacar o valor nele inscrito em algum cambista na cidade boliviana de Guayaramerin.

A PF diz que não havia qualquer emissão de nota fiscal pela quadrilha para sustentar a licitude.

Os portadores dos cheques ou vouchers sacavam os valores nos cambistas bolivianos e assim faziam o pagamento de drogas adquiridas na Bolívia.

Após serem remunerados, os traficantes na Bolívia forneciam as drogas que abasteciam o tráfico em cidades do Nordeste e do interior do Pará.

Além de agirem como verdadeiras instituições financeiras, segundo a PF, foi descoberto que as empresas de grandes portes usavam irregularmente dos benefícios tributários destinados exclusivamente no livro comércio de Guajará-Mirim, cidade a cerca de 300 quilômetros de Porto Velho.

Para as empresas de grande porte, a vantagem do esquema criminoso era a apresentação ao fisco de lucro formal, além do valor efetivamente conquistado e o consequente pagamento de tributos "a menor".

Segundo a PF, os intermediários do grupo criminoso recebiam entre 1% e 5% dos valores recepcionados e encaminhados à Bolívia. Isto era feito a título de remuneração.

Porto Velho

Ainda não foi divulgado o número de mandados de prisão que serão cumpridos, mas desde cedo os agentes da PF estão indo a vários endereços em busca dos suspeitos investigados. Um dos imóveis onde os agentes estiveram fica no bairro Agenor de Carvalho.

Pelo menos seis empresários devem ser levados pela PF para prestar esclarecimentos.

Dracma

O nome da operação, Dracma, é uma alusão à antiga moeda da Grécia, que tinha a necessidade de seguir o rastro do dinheiro durante as investigações dessa natureza.

Dracma era a mais antiga moeda ainda em circulação no mundo.

Fonte: G1

Veja tambem

22/03/2019 | EMPRÉSTIMO MILIONÁRIO

Botelho quer reunir deputados e crê em "aprovação tranquila"

Governador do Estado espera que Assembleia Legislativa aprove operação com o Banco Mundial

22/03/2019 | CASO TEMER

Preso, Temer é alvo de dez investigações. Veja todas as acusações contra o ex-presidente

As denúncias vão de desvios na construção de fóruns, no setor de energia, de portos e até de compra de silêncio do ex-presidente da Câmara Eduardo Cunha

21/03/2019 | NOVO REPASSE

Secretaria de Saúde realiza pagamento de verbas destinadas a municípios e ao Samu

Os valores de recursos pagos, garantem a prestação de serviços de saúde à população da Capital e interior do Estado.

21/03/2019 | POLÍTICA AMÉRICA DO SUL

Em seu aniversário, Bolsonaro viaja ao Chile para discutir Prosul

Presidente brasileiro será homenageado em Santiago com jantar oferecido por embaixador

20/03/2019 | POLICIA DE MT

Dilmar critica gestões passadas por problemas na Educação e é ‘lembrado’ que foi líder de Taques

A fala do democrata foi uma resposta ao colega Lúdio Cabral (PT)

20/03/2019 | 90-KM

Bancada cobra duplicação da BR-163 em MT

Neri Geller, o Governo precisa atuar e reconhecer a importância da produção agrícola para a economia do País.

20/03/2019 | REDE MUNICIPAL

Sinop: Professores de Educação Física se reúnem para aprimoramentos no ensino

Na última sexta-feira, 15, ocorreu o primeiro encontro do ano do grupo.

20/03/2019 | REDE MUNICIPAL

Sinop: Professores de Educação Física se reúnem para aprimoramentos no ensino

Na última sexta-feira, 15, ocorreu o primeiro encontro do ano do grupo.

19/03/2019 | DINHEIRO PUBLICO

Visera apresenta requerimento, e Secretaria deve apontar responsável pelo prejuízo causado ao erário municipal pela demolição da Pista de Bicicross

O requerimento 044/2019 apresentado pelo parlamentar requer respostas da Secretaria de Educação, Esporte e Cultura.

19/03/2019 | POLÍTICA VIAGEM

Veja temas que devem ser discutidos entre Bolsonaro e Trump hoje

Encontro entre ambos ocorrerá na Casa Branca e é a primeira visita ao exterior de caráter bilateral do presidente do Brasil

18/03/2019 | NÚMERO DE PROJETOS

Botelho, Janaina e Barranco são os primeiros do ranking sobre projetos

Neste ranking, apenas o deputado Valmir Moretto (PRB) não apresentou projeto.

17/03/2019 | AIR BOLSONARO, VIAGEM AOS, EUA DONALD TRUMP

Bolsonaro embarca para os EUA para encontro com Trump na terça-feira

Ele ficará hospedado na Blair House, palácio que faz parte do complexo da Casa Branca.