Siga-nos nas redes sociais:

No horário eleitoral, sete presidenciáveis terão “tempo de Enéas”

Um dos candidatos ao Planalto com menos de 15 segundos é Jair Bolsonaro (PSL), líder nas pesquisas no cenário em que o Lula não é incluído 07/08/2018 - 08:06:12

A eleição presidencial terá sete candidatos com “padrão Enéas” de propaganda, ou seja, com menos de 15 segundos para pedir votos em cada bloco do horário eleitoral fixo. Um deles é o deputado Jair Bolsonaro (PSL), líder nas pesquisas no cenário em que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), condenado e preso na Operação Lava Jato, não é incluído.

Também estão nessa situação Guilherme Boulos (PSOL), Cabo Daciolo (Patriota), José Maria Eymael (DC), Vera Lúcia (PSTU), João Goulart Filho (PPL) e João Amoêdo (Novo).

Na campanha presidencial de 1989, o então candidato Enéas Carneiro (Prona) se notabilizou como o mais caricato dos chamados “nanicos” por falar de forma rápida na TV e concluir sempre seus discursos, aos gritos, com o bordão “Meu nome é Enéas!”.

As regras de distribuição destinaram aos candidatos do PSDB, do PT e do MDB cerca de 85% do tempo de propaganda. O tucano Geraldo Alckmin, por formar a coligação que elegeu mais deputados na eleição anterior, terá a maior fatia: cerca de 5 minutos e meio em cada bloco de 12 minutos e 30 segundos. A seguir vêm Lula (2 minutos e 20 segundos) e o ex-ministro da Fazenda Henrique Meirelles (MDB), com quase 2 minutos.

Até 2014, os partidos pequenos tinham acesso privilegiado à propaganda na TV – desproporcional a seu número de votos – por causa de uma regra na legislação que determinava que um terço do horário eleitoral fosse dividido igualmente entre todos os candidatos a cargos executivos. Os outros dois terços eram rateados de acordo com o tamanho das bancadas dos partidos ou coligações na Câmara dos Deputados.

Pelas regras atuais, porém, apenas 10% do tempo é dividido igualmente entre os candidatos, em vez de 33%. Os outros 90% são rateados proporcionalmente ao número de deputados eleitos. Apenas os seis maiores partidos de uma coligação são considerados nos cálculos.

Bolsonaro deve ter 9 segundos no horário fixo, 40% a menos que Enéas em 1989. O tempo é suficiente para dizer o total de palavras deste parágrafo – sem pausa para respirar.

Inserções A desvantagem do candidato do PSL ao Palácio do Planalto também salta aos olhos quando se avalia a distribuição das inserções – peças publicitárias de 30 segundos que são divulgadas ao longo de todo o dia, em meio à propaganda comercial exibida pelas emissoras. Enquanto Alckmin poderá exibir 364 inserções nos 35 dias de propaganda, Bolsonaro terá apenas 10 à sua disposição – menos de uma inserção a cada três dias.

Embora não estejam no bloco dos “Enéas”, as coligações encabeçadas pelo senador Alvaro Dias (Podemos), pelo ex-ministro e ex-governador Ciro Gomes (PDT) e pela ex-senadora Marina Silva (Rede) não estão em posição muito confortável no chamado palanque eletrônico. Os dois primeiros terão cerca de um décimo do tempo de Alckmin, e a terceira, menos ainda.

Fonte: Metrópoles

Veja tambem

17/10/2018 | ALERTA SEFAZ

Mais de três mil micro e pequenas empresas poderão ser excluídas do Simples Nacional

Contribuintes têm opção de pagar débitos à vista ou parcelados para não serem retirados do sistema a partir de janeiro de 2019

17/10/2018 | LEI DOS 15 MINUTOS

Aprovado projeto que endurece punição para agências que descumprirem lei da espera em banco

Proposta abrange as agências dos Correios e institui cassação de alvará da empresa que sofrer cinco sentenças por descumprimento da Lei vigente.

17/10/2018 | MAIS OBRAS

Prefeita se reúne com presidente do BNDES na busca de recursos para obras em Sinop

O encontro foi intermediado e teve apoio do senador Wellington Fagundes (PR).

16/10/2018 | PROJETO DE LEI

Debortoli propõe que prefeitura divulgue motivo de paralisação de obras

16/10/2018 | COBRANÇA DA TAXA

Produtores querem ter controle sobre o Fethab 2

Antônio Galvan afirma que a categoria só aceitará a continuidade da cobrança da taxa se ela própria puder administrar os recursos e decidir em quais rodovias eles serão aplicados.

15/10/2018 | ELEIÇÕES 2018

Bolsonaro tem 59% dos votos válidos e Haddad 41%, diz Ibope para segundo turno

Nos votos totais, Jair Bolsonaro, do PSL, tem 52%, e Haddad, 37%. Pesquisa é a primeira do Ibope no segundo turno das eleições.

13/10/2018 | MATO GROSSO

Ex-senadora, vice-governador e deputados não conseguem retomar carreira política

Na lista dos “barrados na urna” estão ex-deputados, vice-governador, prefeito de Cuiabá e senadora.

13/10/2018 | ELEIÇÕES 2018

Bolsonaro diz que aceita realizar debate com Haddad, com condições

Ele afirmou ainda que num governo Haddad quem escolheria os ministros seria Lula.

13/10/2018 | DISCURSO AMENO

PSDB descarta oposição raivosa a Mauro

Borges disse que Wilson e Maluf é que serão os responsáveis por discutir o assunto.

12/10/2018 | DISPUTA PELA MESA

Dal’Bosco: Não pode virar reinado; tem 14 novos deputados na AL

Aliado de Mauro Mendes se diz interessado em concorrer ao comando da Assembleia

12/10/2018 | 75% DE AUMENTO

Prefeito cria verba indenizatória e passa receber R$ 27 mil em MT

Souza reside em Várzea Grande, mas comanda prefeitura livramentense

11/10/2018 | UTILIDADE PÚBLICA

Prefeita recebe representantes de associações e confirma concessão de títulos

O encontro foi intermediado pelo vereador Hedvaldo Costa (PR)