Siga-nos nas redes sociais:

MP aponta políticos como principais beneficiados com propina no Detran

Os membros deste núcleo também são acusados de usar do poder econômico para investir na construção de esquemas ilícitos visando lucro posterior, com o recebimento de propina. 10/05/2018 - 16:44:43

No inquérito em que apurou o suposto esquema de fraudes em contratos da EIG Mercados (antiga FDL Serviços de Registro) com o Departamento Estadual de Trânsito (Detran), o Ministério Público Estadual (MPE) apontou que a organização criminosa que praticava os crimes era dividida em 3 núcleos: de liderança, de operação e o subalterno e ainda contava com o apoio de um grupo de lavagem da propina que garantia a permanência da empresa suspeita de corrupção na gerência dos serviços de gravame em Mato Grosso.

São apontados como membros do núcleo de liderança do esquema os deputados estaduais Mauro Savi e Eduardo Botelho (ambos do DEM) o ex-governador Silval Barbosa, o ex-deputado federal Pedro Henry, o ex-presidente do Detran Teodoro Moreira Lopes, o Dóia, e o ex-chefe da Casa Civil no atual governo Paulo Taques.

De acordo com o MPE, era de responsabilidade deste núcleo a formulação, aprovação e a garantia de desenvolvimento e manutenção de planos voltados à solicitação e ao recebimento de propinas no âmbito do Detran. Para isso, os acusados teriam se valido de seu poder político-funcional, ou seja, decorrente dos cargos ou mandatos que detinham, para interferir na atuação da autarquia.

Os membros deste núcleo também são acusados de usar do poder econômico para investir na construção de esquemas ilícitos visando lucro posterior, com o recebimento de propina. Por conta disso, eles seriam os maiores beneficiados dentro da organização criminosa.

O Núcleo de Ações de Competência Originária (Naco) e o Grupo de Atuação Especial Contra o Crime Organizado (Gaeco) lembram que, na qualidade de governador, Silval Barbosa detinha o poder de nomear o presidente do Detran, após aprovação pela Assembleia Legislativa. Mas apesar disso, quem realmente escolhia a pessoa para exercer tal função era o deputado Mauro Savi e Eduardo Botelho, que na época ainda não era deputado, mas empresário do ramo de transporte.

Teodoro Moreira Lopes foi apontado como um dos líderes do esquema porque na época era o responsável jurídico e quem determinada as frentes de atuação da autarquia.

Já o ex-deputado federal Pedro Henry teria atuado na qualidade de particular interessado nos esquemas ilícitos no Detran, valendo-se de suas ligações e pode econômico para obter lucro com as atividades criminosas.

O Ministério Público o acusa de idealizar contratos administrativos firmados por meio de licitação direcionada, além de ter agenciado e confabulado para sua assinatura em troca de propinas pagas pelas empresas contratadas pela autarquia estadual de trânsito.

O ex-chefe da Casa Civil Paulo Taques, de acordo com a investigação, iniciou os acordos de prestação de serviços advocatícios fictícios ainda na época da eleição de 2014, quando seu primo Pedro Taques (PSDB) era candidato a governador. Ele teria acordado que se a eleição fosse ganha por Taques, o esquema teria continuidade na autarquia, já que ele seria (e se tornou) a pessoa nº 1 no staff de governo, por ocupar a chefia da Casa Civil.

Fonte: Folha Max

Veja tambem

13/10/2018 | MATO GROSSO

Ex-senadora, vice-governador e deputados não conseguem retomar carreira política

Na lista dos “barrados na urna” estão ex-deputados, vice-governador, prefeito de Cuiabá e senadora.

13/10/2018 | ELEIÇÕES 2018

Bolsonaro diz que aceita realizar debate com Haddad, com condições

Ele afirmou ainda que num governo Haddad quem escolheria os ministros seria Lula.

13/10/2018 | DISCURSO AMENO

PSDB descarta oposição raivosa a Mauro

Borges disse que Wilson e Maluf é que serão os responsáveis por discutir o assunto.

12/10/2018 | DISPUTA PELA MESA

Dal’Bosco: Não pode virar reinado; tem 14 novos deputados na AL

Aliado de Mauro Mendes se diz interessado em concorrer ao comando da Assembleia

12/10/2018 | 75% DE AUMENTO

Prefeito cria verba indenizatória e passa receber R$ 27 mil em MT

Souza reside em Várzea Grande, mas comanda prefeitura livramentense

11/10/2018 | UTILIDADE PÚBLICA

Prefeita recebe representantes de associações e confirma concessão de títulos

O encontro foi intermediado pelo vereador Hedvaldo Costa (PR)

09/10/2018 | LEI DOS 15 MINUTOS

Projeto de Leonardo Visera que torna rígida lei da espera em bancos, tem primeira aprovação no legislativo

Proposta abrange as agências dos Correios e institui cassação de alvará da empresa que sofrer cinco sentenças por descumprimento da Lei vigente.

09/10/2018 | DISCUSSÕES DE COMPOSIÇÃO

Dois reeleitos na Assembleia já estão de olho na Mesa

O tucano explica que já fez parte da Mesa nos últimos 4 anos e sente vontade em voltar ao comando.

09/10/2018 | ELEIÇÕES 2018

Bolsonaro já busca executivos do setor privado para governo e estatais

Lista inclui conselheiros de Paulo Guedes que atuam em bancos, teles e gestoras de investimento

08/10/2018 | SENÁRIO CÂMARA FEDERAL

PT e PSL elegem as maiores bancadas da Câmara dos Deputados

Resultados para o Legislativo repetem polarização na disputa para a Presidência da República, que vai opor os dois partidos. MDB perdeu espaço na Câmara

07/10/2018 | MAIS DE 50 MIL VOTOS

Janaina é a mais votada na Assembleia; renovação chega a 50%

Metade dos deputados estaduais eleitos neste domingo vai cumprir o primeiro mandato

07/10/2018 | EFEITO BOLSONARO

Barbudo se elege como o mais votado à Câmara; veja outros eleitos

Eleição resultou em 87,5% de renovação na bancada; dentre os atuais deputados, apenas Carlos Bezerra (MDB) permanece