Siga-nos nas redes sociais:

Líder do PSDB quer ampliar pena para roubo e furto de armas

Projeto também torna crimes hediondos o comércio ilegal e o tráfico internacional de armamento 15/05/2018 - 17:17:33

O Líder do PSDB na Câmara, Nilson Leitão (MT), protocolou projeto 10.228/2018 que aumenta a pena para roubo e furto de armas e também para crimes cometidos com armamento roubado, furtado ou com identificação adulterada. Além disso, torna crimes hediondos o comércio ilegal e o tráfico internacional de armas.
 
De acordo com o líder, é necessária uma ação enérgica por parte do Congresso para inibir crimes como o roubo de cargas, quase sempre praticado por grupos fortemente armados, e o surgimento de milícias, além de tornar mais rígida a legislação sobre roubo e furto de armas.
 
 "O crime organizado está cada dia mais aparelhado e se alimenta com o tráfico de armas pesadas. Por isso, além de ampliar o controle das fronteiras, é preciso endurecer a legislação contra o tráfico internacional e comércio ilegal desse tipo de armamento", afirma Leitão.
 
Ainda segundo o líder, penas mais duras para o roubo e furto de armas também são uma forma de inibir outros tipos de crimes. "O criminoso rouba uma arma para cometer outros delitos, como homicídio, latrocínio. Assim, o roubo ou furto de armas não pode ter a mesma pena que o roubo ou furto de um pacote de arroz, como é hoje", disse.
 
Hoje, a pena para furto em geral é de 1 a 4 anos de prisão e para roubo, de 4 a 10 anos. O Líder do PSDB propõe alterar o Código Penal para prever pena de 4 a 10 anos para furtos de armas de fogo e a ampliação da reclusão de um terço até a metade em caso de roubo de armamento.
 
Outra alteração no Código Penal inclui entre as circunstâncias que agravam a pena o uso de arma de fogo furtada, roubada ou com identificação adulterada.
 
O projeto inclui na Lei de Crimes Hediondos o comércio ilegal e o tráfico internacional de armas de fogo e, para ampliar o controle sobre esse tipo de armamento, prevê a comunicação de apreensões dessas armas ao Comando do Exército para que seja instituído e mantido um cadastro Nacional de Armas de Fogo de Uso Restrito Furtadas ou Roubadas.
 
O projeto aumenta de 3 a 6 anos para de 4 a 8 anos a pena de reclusão para o crime de posse ou porte ilegal de arma de uso proibido ou restrito. Já para os crimes de comércio ilegal e tráfico internacional que envolvam esse tipo de armamento, a pena será ampliada em dois terços. Atualmente, é aumentada em metade.
 
A íntegra do projeto está no link abaixo:

http://bit.ly/2IJ5iOM

Fonte: Ass: com Redação

Veja tambem

21/01/2019 | AÇÃO CIVIL

Deputado é acusado de fraude em obra de condomínio; secretário é testemunha

Fraudes teriam ocorrido no período em que José Domingos Fraga foi prefeito de Sorriso

21/01/2019 | EDUCAÇÃO

Matrículas para alunos da Educação Infantil serão abertas nesta quarta (23)

19/01/2019 | ECONOMIA EVENTO

Bolsonaro irá ao Fórum Econômico Mundial defender reformas

Bolsonaro desembarca em Davos na próxima segunda-feira (22), onde participará do Fórum Econômico Mundial

18/01/2019 | ECONOMIA SINOP-MT

Grupo Pão de Açúcar manifesta interesse em investir em Sinop

O grupo aponta a quadra onde se situa o estádio Gigante do Norte como favorável aos planos de expansão.

18/01/2019 | AGENDA EM MATO GROSSO

Presidente da Câmara garante celeridade no FEX e quer votos de toda bancada de MT

Rodrigo Maia, porém, evita associar ação em prol de Mato Grosso ao voto dos deputados

18/01/2019 | INFRAESTRUTURA

Martinelli visita obras estruturantes do município

A primeira visita foi na obra de tubulação e fechamento da vala na avenida das Itaúbas

17/01/2019 | INFRAESTRUTURA

Prefeita de Sinop recebe técnicos do BNDES e discute liberação de recursos para obras

Rosana Martinelli determinou à equipe de governo prioridade na finalização dos planos de trabalho.

16/01/2019 | PEDIDO DE MENDES

Assembleia aprova urgência para projetos do novo Fethab e RGA

Dilmar Dal’Bosco critica criação de audiências para discutir pacotão do governador Mauro Mendes

16/01/2019 | MAIS ARRECADAÇÃO

Novo Fethab garantirá retomada de obras e manutenção de rodovias em MT

Proposta enviada pelo Governo do Estado à ALMT será utilizada para tocar programas de financiamento que contemplam a área de Infraestrutura

16/01/2019 | JANEIRO ROXO

Novos casos de hanseníase são diagnosticados durante mutirão em Sinop

O tratamento é todo gratuito, os médicos são especializados para atender a população.

16/01/2019 | CRISE ECONÔMICA

Governador vai a Brasília apresentar situação de Mato Grosso e estuda decretar estado de calamidade financeira

Na busca de soluções para a grave crise financeira, Mauro Mendes estará nos ministérios e no Banco do Brasil nesta quarta-feira (16.01).

15/01/2019 | POLITICA / SAÚDE

MT Saúde paga 95% da dívida com a rede ativa; nova presidente assume

O governador Mauro Mendes (DEM) definiu que Misma Thalita dos Anjos Coutinho será a nova presidente do Mato Grosso Saúde.