Siga-nos nas redes sociais:

Entidades declaradas de utilidade pública não pagarão Taxa do Lixo

O projeto de autoria do vereador Leonardo Visera (PP), foi aprovado por 11 votos a três e segue para sanção da prefeita. 08/05/2018 - 16:31:26

A Câmara de Sinop aprovou nesta segunda-feira (07), o Projeto de Lei Complementar 002/2018, de autoria do vereador Leonardo Visera (PP), isentando as entidades e ONG's sem fins lucrativos, declaradas de utilidade pública, do pagamento da Taxa do Lixo. A proposta acrescenta o inciso terceiro dentro do artigo sexto da Lei Complementar 078/2012.

Segundo Visera, a Lei vigente, em seu artigo sexto, já previa algumas isenções. Entretanto, eram beneficiados apenas imóveis de áreas rurais, onde o serviço não é prestado, e prédios de uso do Executivo Municipal. Agora, com a aprovação, o benefício se estende às instituições filantrópicas.

O parlamentar argumenta ainda que as entidades beneficiadas são financeiramente dependentes do Poder Público para se manter. A cobrança poderia ser interpretada como uma forma do município recolher de volta a verba repassada. "Se houvesse a cobrança, elas teriam que se abdicar de algum investimento ou limitar a prestação de serviço. O prejudicado, caso isso acontecesse, seria a sociedade diretamente. A isenção é importante", disse.

Para usufruir do benefício, as instituições deverão se encaixar na Lei Municipal 561/1.999 que regulamenta a declaração de utilidade pública.

Agora o projeto segue para sanção da prefeita Rosana Martinelli (PR).

INDICAÇÕES

Na mesma sessão, Leonardo Visera (PP) ainda teve duas indicações aprovadas. A primeira, pede limpeza do valetão, com retirada de mato e entulho, da avenida Dr. Ilsão de Melo, bairro Jardim das Acácias. O mato passa dos dois metros de altura e fica próximo à Unidade de Pronto Atendimento (UPA), UBS Jd. Maria Vindilina II e uma farmácia particular.

Na segunda, solicita a construção de barreiras de contenção no perímetro urbano da BR-163, em Sinop. A intenção é evitar que condutores façam retorno em pontos proibidos e conter o número de acidentes por imprudência.

Por: Roneir Corrêa de Menezes

Fonte: Ass: com Redação

Veja tambem

19/11/2018 | ELEIÇÕES 2018

Campanha de Haddad deixa dívida de R$ 2,2 milhões

Ao TSE, petista diz ter arrecadado R$ 35,3 milhões e assumirá débito

17/11/2018 | NOVO GOVERNO

Dilmar defende Fábio Garcia como secretário na gestão Mendes

Aliado fala ainda sobre possibilidade de deputados serem secretários e abrir espaço para suplentes

14/11/2018 | CAPACITAÇÃO

Farmacêuticos da rede municipal participam de treinamento na UFMT

Em torno de 100 pessoas, vindas de 14 cidades da região, participaram do treinamento.

14/11/2018 |

Vereador Leonardo Visera pede reforma da UBS Sebastião de Matos

13/11/2018 | DECISÃO UNILATERAL

Presidente da AL cita lei do bom senso e arquiva pedido para afastar Taques

Eduardo Botelho cita que analisou aspectos jurídicos e políticos do possível afastamento de Pedro Taques

13/11/2018 | EDUCAÇÃO

Aberto período de inscrições de processo seletivo para professores

Interessados em participar do certame têm até o dia 21/11 para acessar o endereço eletrônico.

12/11/2018 | Reforma administrativa passa a vigorar a partir de

Mauro extingue nove secretarias e corta 3 mil comissionados; veja mudanças

Reforma administrativa passa a vigorar a partir de 1º de janeiro

12/11/2018 | MENOR JOVEM APRENDIZ

Sine leva educação financeira para alunos do CIEE

A coordenadora do Sine, Débora Malagutti revela que ações semelhantes à essa foram desenvolvidas ao longo de todo 2018

11/11/2018 | DECISÃO LIMINAR

Ministro do STJ manda soltar Neri Geller

Ex-ministro, Geller foi preso na sexta e, desde então, está em cela comum na Mata Grande

10/11/2018 | POLITICA DE SEGURANÇA

Investimentos em inteligência reduziram em mais de 20% índices de crimes em MT

Houve queda de 21% em latrocínio e 23,4% em roubos no estado, de 2015 a setembro de 2018. Nesse período, foram investidos mais de R$ 3,9 milhões.

09/11/2018 | NOTA

SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE

09/11/2018 | OPERAÇÃO CAPITU

PF prende deputado eleito em MT por fraude no Ministério da Agricultura

Esquema envolveu favorecimentos a JBS no Governo Dilma; Geller foi ministro entre março e dezembro de 2014