Siga-nos nas redes sociais:

Empresas do nortão patrocinam obras de arte sacra na igreja nossa senhora aparecida em tapurah

Líder do governo no Congresso foi ministro da Integração e é investigado por irregularidades na transposição do Rio São Francisco. Defesa diz que medidas se referem a 'fatos pretéritos' e que parlamentar tem atuação 'combativa'. 19/09/2019 - 08:11:33

A Polícia Federal iniciou uma operação no Congresso Nacional nesta quinta-feira (19) para investigar o senador Fernando Bezerra Coelho (MDB-PE), líder do governo do presidente Jair Bolsonaro no Senado. Os mandados de busca e apreensão também têm como alvo o filho do senador, o deputado Fernando Bezerra Filho (DEM-PE).

A operação, que se embasou em delação premiada do doleiro João Lyra, tenta cumprir mais de mais de 50 mandados de busca e apreensão autorizados pelo ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Luís Roberto Barroso.

As denúncias falam em irregularidades em obras no Nordeste, como a transposição do Rio São Francisco, no período em que Bezerra foi ministro da Integração, no governo da ex-presidente Dilma Rousseff (PT).

Buscas por documentos e arquivos digitais foram feitas no gabinete do senador, na Câmara dos Deputados e também em cidades como Recife e Petrolina, em Pernambuco, e João Pessoa, na Paraíba. Em Recife, testemunhas viram carros da PF em frente ao imóvel de Bezerra Coelho em Boa Viagem, área nobre na orla da capital pernambucana.

Por meio de nota, o advogado de Bezerra Coelho, André Callegari, afirmou que as medidas se referem a "fatos pretéritos" e que a justificativa seria a "a atuação política e combativa do senador".

"Causa estranheza à defesa do senador Fernando Bezerra Coelho que medidas cautelares sejam decretadas em razão de fatos pretéritos que não guardam qualquer razão de contemporaneidade com o objeto da investigação. A única justificativa do pedido seria em razão da atuação política e combativa do senador contra determinados interesses dos órgãos de persecução penal", diz a defesa.

Na nota referente a Bezerra Filho, o advogado André Callegari afirmou que "causa estranheza" a decretação de medidas cautelares de "fatos pretéritos sem contemporaneidade". Para ele, as medidas são "desnecessárias".

"A defesa ainda não teve acesso ao pedido e à decisão do ministro que autorizou as medidas, mas pode afirmar que as medidas são desnecessárias e extemporâneas", diz a nota.

O presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AC), disse lamentar as buscas na Casa, mas informou que a operação irá atrapalhar as votações.

Resultado de imagem para Senador F ernando Bezerra Coelho (MDB-PE)

Senador Fernando Bezerra Coelho (MDB-PE) e o filho dele, deputado Fernando Coelho Filho (DEM-PE), ambos alvos de operação da PF no Congresso — Foto: Gustavo Garcia/G1; Câmara dos Deputados/Divulgação

Líder do governo alvo de inquéritos

Fernando Bezerra Coelho assumiu a liderança do governo do presidente Jair Bolsonaro em fevereiro, no início do ano legislativo. A escolha dele foi uma tentativa de aproximação com o MDB, partido de maior bancada no Senado.

À época, Bezerra era alvo de três inquéritos que correm na primeira instância judicial — um da Lava Jato e dois desdobramentos da operação.

Em dezembro de 2018, a Segunda Turma do Supremo rejeitou, por 3 votos a 2, uma denúncia contra Bezerra Coelho na Lava Jato. O senador foi acusado de pedir e receber propina de R$ 41,5 milhões entre 2010 e 2011 das construtoras Queiroz Galvão, OAS e Camargo Corrêa. Na época, ele era secretário no governo de Eduardo Campos, em Pernambuco. Bezerra nega as irregularidades.

Por Camila Bomfim, TV Globo

Foto Reprodução 

Fonte:

Veja tambem

19/10/2019 | FORÇA NO INTERIOR

Sinop passa a contar com Superintendência da Caixa Econômica

Para o governador Mauro Mendes, inauguração mostra a grandeza de Sinop

16/10/2019 | DIAGNÓSTICO DE CÂNCER, EXAME DO SUS, SENADO

Senado aprova obrigação de exame em 30 dias para diagnóstico de câncer

Matéria segue para sanção presidencial

16/10/2019 | POLITEC

Credenciamento de médicos legistas vai beneficiar Campo Verde e Guiratinga

A informação do Governo é que em breve será lançado um edital para o credenciamento de médicos para atuarem como legistas em 17 municípios.

16/10/2019 | AUDIÊNCIA PÚBLICA

Procon Sinop participa de Audiência Pública na Assembleia Legislativa

14/10/2019 | CPI

CPI aponta irregularidades na execução das obras e pede ressarcimento do erário

Leonardo Visera (PP), fez a entrega do relatório final na tarde desta segunda-feira (14)

14/10/2019 | EDUCAÇÃO

População lota auditório da Câmara em discussão sobre implantação de Escola Militar em Juína

Os deputados estaduais, Delegado Claudinei e Sílvio Fávero, ambos do PSL, participaram do evento, representando a Assembleia Legislativa de Mato Grosso.

14/10/2019 | SAÚDE

Unidades municipais de saúde estão atendendo em novo horário

13/10/2019 | BOLSONARO, TWITTER, AÇÕES, GOVERNO

Bolsonaro destaca ações do governo em outubro

presidente citou a deflação de 0,04% em setembro

12/10/2019 | CALENDÁRIO DO ORÇAMENTO

Botelho fixa cronograma e quer LOA aprovada até dezembro

Deputados devem trabalhar nas férias caso medida não seja aprovada dentro do prazo

11/10/2019 | MELHORIAS

Prefeitura recebe garantia do Estado quanto à resolução de problemas no Ganha Tempo de Sinop

Desde que iniciou os atendimentos em Sinop, o Ganha Tempo vem funcionando como um espaço descentralizado e onde o cidadão pode ter acesso a serviços diferentes.

10/10/2019 | POLICIA / SINOP-MT

Câmara recebe secretário da Sefaz para tratar sobre a arrecadação do Estado

Também teve a presença do Deputado Estadual Dilmar Dal'Bosco (DEM), representante do município e líder do governo na AL-MT.

10/10/2019 | REGULARIZAÇÃO FUNDIÁRIA

Prefeitura entrega títulos de posse de imóveis a moradores do Jardim Conquista no sábado (12)