Siga-nos nas redes sociais:

Dilmar decide deixar liderança e sugere que Taques convide deputado da Capital

O democrata colocará o posto à disposição do governador Pedro Taques (PSDB) em reunião que deve acontecer até a próxima segunda (15). 10/01/2018 - 16:40:57

O líder do governo na Assembleia, deputado estadual Dilmar Dal Bosco (DEM), deve deixar a função nos próximos dias. O democrata colocará o posto à disposição do governador Pedro Taques (PSDB) em reunião que deve acontecer até a próxima segunda (15).

 

Dilmar pretende deixar a liderança do governo para se dedicar à campanha pela reeleição. Ele argumenta que tem base eleitoral em Sinop e nos municípios do Nortão e precisará intensificar as viagens em 2018, o que pode prejudicar o desempenho da função.

“Não é questão de descontentamento  com o governador Pedro Taques ou sua equipe. Sou do interior e preciso andar pelos municípios para prestar contas do trabalho como parlamentar. Não posso me dedicar a fazer a defesa do Executivo na Assembleia e prejudicar minha reeleição. Estive líder do governo em momentos difíceis como a crise da saúde e penso que já cumpri meu papel. Agora, vou conversar com o governador”, declarou Dilmar.

Além disso, Dilmar pretende aconselhar Taques a substituí-lo por um deputado estadual de Cuiabá ou Várzea Grande. Segundo ele, ficará mais fácil exercer a liderança do governo sem precisar se ausentar tanto da Capital e da Baixada Cuiabana. “Vou aconselhar o governador a indicar alguém de Cuiabá. Para os deputados da Capital fica mais fácil já que não precisam viajar tanto para visitar suas bases. É uma sugestão e ele acata se for conveniente”, completou.

Se Taques seguir a sugestão de Dilmar, as alternativas para liderança do governo entre os que estão no exercício do mandato são os deputados estaduais Guilherme Maluf (PSDB) e Jajah Neves (PSDB). Eduardo Botelho (PSB) também é da Baixada Cuiabana, mas como presidente da Assembleia, dificilmente acumularia a função de líder do governo. Allan Kardec (PT) também é da Capital, mas é oposição e não é contabilizado.

Em balanço de 2017, Dilmar considerou o ano positivo e destacou a aprovação da PEC do Teto dos Gastos Públicos, a redução da alíquota do ICMS para o boi em pé e o acordo para pagamento da Revisão Geral Anual (RGA) dos servidores do Estado. Afirmou ainda que buscou manter o diálogo com os 24 colegas e reconheceu que a função de líder do governo acarreta desgastes.

O democrata assumiu a liderança do governo em agosto de 2016. Substituiu Wilson Santos (PSDB), que deixou a função para se licenciar da Assembleia e concorrer a prefeito de Cuiabá.

Wilson foi derrotado em segundo turno e retornou ao Legislativo. Não reassumiu a liderança do governo e logo foi nomeando secretário estadual das Cidades, função que ainda está exercendo.

Fonte: RDNews

Veja tambem

15/01/2018 | POLITICA / CRIME

Silval destaca espírito colaborador e não estranha condenação: “decisão judicial é eles que comandam”

O depoimento ocorreu na Controladoria Geral do Estado, obedecendo pedido do próprio político.

15/01/2018 | EXERCÍCIO 2016

AL coloca contas de Taques em votação e base vai pedir vistas

Governador do Estado quer ganhar tempo para pagar parte das emendas impositivas até fevereiro

15/01/2018 | AGORA É OFICIAL

Taques confirma ex-secretário de Mauro para comandar o Detran de MT

Thiago França estava como assessor especial na Secretaria de Cidades

15/01/2018 | ELEIÇÕES 2018

PP admite Maggi candidato a vice-presidente

Secretário de Política Agrícola do Ministério da Agricultura, Neri Geller, no entanto, também aponta para Maggi como o nome do partido para a disputa presidencial.

13/01/2018 | ELEIÇÃO 2018

PT intensifica mobilização com atos de apoio à possibilidade da candidatura de Lula

Lula é o favorito nas intenções de voto para a Presidência da República em 2018. Eventual condenação em segunda instância pode complicar planos de candidatura do petista à Presidência

13/01/2018 | PSDB/2018

Taques diz que Leitão é ótimo candidato ao Senado e nega existirem divergências no ninho tucano

Os rumores existem por conta das articulações visando às eleições de outubro.

12/01/2018 | CONCESSÕES

Deputado Nininho destaca a importância do novo sistema de linhas intermunicipais

Com passagens mais baratas e uma frota nova de ônibus convencional e leito, Mato Grosso avança na qualidade dos serviços de transporte terrestre nas regiões de Rondonópolis e Alta Floresta.

12/01/2018 | COMPROMISSO

Taques afirma que honrou todos reajustes de servidores

12/01/2018 | RUMO 2018

Possíveis candidatos à presidência apostam em vídeos para impactar o público nas redes sociais

Lula, Bolsonaro, Doria e Alckmin foram os que mais interagiram por meio do Facebook, diz pesquisa

12/01/2018 | PORTA-VOZ

Governador espera que Dilmar siga na liderança e evita falar sobre substitutos; Max lembra do vice

Uma reunião deve ser agendada na próxima segunda (15) para tratar do assunto.

12/01/2018 | RANKING / SUPER SALÁRIO

Deputados de Mato Grosso: Exame aponta o 5º mais caro do Brasil

Segundo ONG Transparência Brasil, cada parlamentar custa R$ 160.322

11/01/2018 | COM ATRASO

Após afirmar caixa vazio, Governo consegue dinheiro para pagar servidores

O anúncio é resultado da pressão que o governo sofreu nesta quarta-feira (11)