Siga-nos nas redes sociais:

Dilmair quer placas indicando razão da paralisação de obras em Sinop

11/06/2019 - 13:27:45

O Projeto de Lei 064/2019 de autoria do vereador Dilmair Callegaro (PSDB) apresentado na última sessão, prevê que, no âmbito do município de Sinop, sejam colocadas placas em obras públicas sob responsabilidade da prefeitura e que estejam paralisadas, indicando as razões da interrupção e a data estimada para a retomada dos trabalhos.

Segundo o autor serão consideradas paralisadas todas aquelas obras em que as atividades dos operários estiverem interrompidas por mais de 90 dias.

A placa com as informações deve obedecer às mesmas dimensões daquelas já utilizadas para informar que no local há uma obra pública em andamento. Além da exposição de motivos, a placa deverá informar o número do telefone do órgão público responsável pela obra.

O projeto abre ao poder Executivo, no entanto, a possibilidade de utilizar outros meios de divulgação sobre as razões e prazos da paralisação.

Vencido prazo de retomada das obras, o órgão diretamente responsável pela obra deve encaminhar ao Tribunal de Contas do Estado e à Câmara Municipal um relatório detalhado justificando a paralisação. O relatório também deve ficar a disposição do cidadão no Portal da Transparência do Município.

O projeto será analisado pelas comissões de Justiça e Redação e de Obras, Viações e Serviços Urbanos.

O vereador Dilmair Callegaro também teve aprovadas duas indicações de sua autoria (400/2019 e 401/2019).

Ao secretário de Obras, Daniel Brolese, o vereador pediu a reposição de lâmpadas queimadas nos postes de iluminação pública da Avenida Centro-Oeste, no Belo Ramo. A outra indicação, no mesmo sentido, pediu a instalação de iluminação de led na pista de caminhada da praça localizada no Jardim Maringá I.

por: Gilson Carlos

Foto : Edson Ribeiro

Fonte: Ass: com Redação

Veja tambem

19/09/2019 | MEIO AMBIENTE

Prefeitura convoca moradores do entorno do Parque Florestal para reunião participativa

19/09/2019 | ORÇAMENTO DE R$ 20,3 BI

Governo altera peça e MT passa a ter superávit de R$ 120 milhões

Novo orçamento também prevê alteração da despesa; medida deve ser analisada na próxima semana

19/09/2019 |

Empresas do nortão patrocinam obras de arte sacra na igreja nossa senhora aparecida em tapurah

Líder do governo no Congresso foi ministro da Integração e é investigado por irregularidades na transposição do Rio São Francisco. Defesa diz que medidas se referem a 'fatos pretéritos' e que parlamentar tem atuação 'combativa'.

18/09/2019 | REPRESENTANTE DO POVO

Leonardo Visera cobra remoção do lixo da Estrada Ana

A cobrança foi feita durante a 30ª Sessão Ordinária, realizada na última segunda-feira (16).

17/09/2019 | CIOPAER

UTI aérea vai gerar economia anual de R$ 10 milhões ao Estado

Entrega da aeronave ao Ciopaer foi formalizada nesta terça-feira (17.09) e as adequações devem ser feitas até dezembro

16/09/2019 | REFORMA AGRÁRIA

Em audiência pública, presidente da Câmara de Cláudia cobra regularização de assentamentos rurais

16/09/2019 | MUNICIPALISTA

Prefeito e lideranças de Alto Araguaia apresentam demandas

O deputado estadual Delegado Claudinei esteve na última sexta-feira (13) no município

16/09/2019 | JAIR BOLSONAROCIRURGIA

Bolsonaro receberá alta à tarde e retorna a Brasília ainda hoje

Há a previsão inicial de que a equipe médica vá a Brasília na sexta-feira para avaliar a recuperação de Bolsonaro.

16/09/2019 | POLYGONUM 6

PC prende 12 por fraudes ambientais; servidores, engenheiros e fazendeiros são alvos

Investigação descobriu que grupo inseria relatório falso sobre vegetação de propriedades para aumentar desmatamento

15/09/2019 | COMPRA DE TABLETS

Empresa denuncia direcionamento em licitação de R$ 1,5 mi em MT

Prefeita Rosana Martinelli e secretária de Educação terão que explicar certame

13/09/2019 | INVESTIMENTOS

Governo: Com Recurso do Fethab tocar mais de 100 obras", diz governador

A Lei n° 10.818/2019, que definiu as novas regras do Fundo, prevê um aumento gradual da destinação dos investimentos no setor de infraestrutura ao longo de quatro anos, passando de 40%, em 2019, para 60% em 2023.

12/09/2019 | FRAUDE ELEITORAL

Defesa de Fiuza cobra do TSE julgamento da cassação de José Medeiros

Defesa de Fiuza cobra do TSE julgamento da cassação de José Medeiros