Siga-nos nas redes sociais:

Dal'Bosco: MT melhorou, mas ainda precisa ser agressivo nas mudanças

Líder do Governo, Dilmar Dal'Bosco defende que Executivo apresente novos ajustes para melhorar caixa 17/05/2019 - 17:54:48

O líder do Governo na Assembleia Legislativa, deputado Dilmar Dal’Bosco (DEM), defendeu que o Executivo ainda precisa ser “agressivo” no trabalho de melhora do caixa e propor novos ajustes.

Apesar de enxergar melhora na arrecadação, o parlamentar disse que a situação financeira está longe de ser a ideal.

“O Estado melhorou, sim, a arrecadação com as medidas que tomou no início do ano. O Governo conseguiu diminuir despesa e aumentar receita. Mas ainda tem que ser agressivo nas mudanças e alterações. Tem que fazer choque mesmo”, disse.

“Não podemos viver num momento em que o trabalhador, o frentista de um posto, um trabalhador de uma loja ou conveniência, não tenha direito a Saúde e Educação de qualidade. Nós temos que trabalhar para isso. O Governo tem que estar focado nas pessoas menos favorecidas. E para isso o Governo tem que ter dinheiro, mas estamos ainda com dificuldades em repasses como a Saúde”, afirmou.

Segundo o deputado, um dos entraves para a melhora das contas é a queda nos repasses do Governo Federal. Os valores têm diminuído mensalmente.

Além disso, desde 2018 a União não repassa os valores do Fundo de Auxílio Financeiro para Fomento das Exportações (FEX).

“O Estado tem que se preocupar. Estamos com dificuldades na receita, de repasses do Governo Federal. Isso é preocupante. Temos constantemente acréscimos nos preços de obras que o Estado precisa executar. Estamos com um orçamento com dificuldades e o Estado tem que fazer mais alguns ajustes”, disse.

“Essa queda tem dificultado. Por isso o Governo tem ido atrás, está preocupado com isso. Os prefeitos também têm tido grandes dificuldades. O Governo tem que pensar que não é uma gestão de apenas quatro anos, tem que pensar que são 10 anos, 20 anos. Esta é a gestão. Não focado em um mandato, mas no futuro”, afirmou.

Extinção de autarquias

Dilmar defendeu que o Governo decida o quanto antes sobre as autarquias que podem ou não ser extintas.

Em janeiro, a Assembleia aprovou um projeto que prevê a possibilidade de extinção de cinco empresas públicas e sociedades de economia mista do Estado.

Fazem parte do pacote: Agência de Fomento do Estado de Mato Grosso S.A (MT Fomento), atual Desenvolve MT; a Central de Abastecimento do Estado de Mato Grosso (Ceasa-MT); e a Companhia Mato-grossense de Mineração (Metamat). Além delas, as empresas públicas: Empresa Mato-grossense de Pesquisa, Assistência e Extensão Rural (Empaer); e a Empresa Mato-grossense de Tecnologia da Informação (MTI).

Até o momento, a única que teve a extinção decretada foi a Ceasa-MT.

“Autorizamos o fechamento de algumas autarquias e o governador vai ter que decidir se mantem, diminui ou fecha de vez. Essas medidas são urgentes. Essa decisão precisa ser tomada”, disse Dilmar.

Foto Reprodução

Fonte: Mídia News

Veja tambem

19/09/2019 | MEIO AMBIENTE

Prefeitura convoca moradores do entorno do Parque Florestal para reunião participativa

19/09/2019 | ORÇAMENTO DE R$ 20,3 BI

Governo altera peça e MT passa a ter superávit de R$ 120 milhões

Novo orçamento também prevê alteração da despesa; medida deve ser analisada na próxima semana

19/09/2019 |

Empresas do nortão patrocinam obras de arte sacra na igreja nossa senhora aparecida em tapurah

Líder do governo no Congresso foi ministro da Integração e é investigado por irregularidades na transposição do Rio São Francisco. Defesa diz que medidas se referem a 'fatos pretéritos' e que parlamentar tem atuação 'combativa'.

18/09/2019 | REPRESENTANTE DO POVO

Leonardo Visera cobra remoção do lixo da Estrada Ana

A cobrança foi feita durante a 30ª Sessão Ordinária, realizada na última segunda-feira (16).

17/09/2019 | CIOPAER

UTI aérea vai gerar economia anual de R$ 10 milhões ao Estado

Entrega da aeronave ao Ciopaer foi formalizada nesta terça-feira (17.09) e as adequações devem ser feitas até dezembro

16/09/2019 | REFORMA AGRÁRIA

Em audiência pública, presidente da Câmara de Cláudia cobra regularização de assentamentos rurais

16/09/2019 | MUNICIPALISTA

Prefeito e lideranças de Alto Araguaia apresentam demandas

O deputado estadual Delegado Claudinei esteve na última sexta-feira (13) no município

16/09/2019 | JAIR BOLSONAROCIRURGIA

Bolsonaro receberá alta à tarde e retorna a Brasília ainda hoje

Há a previsão inicial de que a equipe médica vá a Brasília na sexta-feira para avaliar a recuperação de Bolsonaro.

16/09/2019 | POLYGONUM 6

PC prende 12 por fraudes ambientais; servidores, engenheiros e fazendeiros são alvos

Investigação descobriu que grupo inseria relatório falso sobre vegetação de propriedades para aumentar desmatamento

15/09/2019 | COMPRA DE TABLETS

Empresa denuncia direcionamento em licitação de R$ 1,5 mi em MT

Prefeita Rosana Martinelli e secretária de Educação terão que explicar certame

13/09/2019 | INVESTIMENTOS

Governo: Com Recurso do Fethab tocar mais de 100 obras", diz governador

A Lei n° 10.818/2019, que definiu as novas regras do Fundo, prevê um aumento gradual da destinação dos investimentos no setor de infraestrutura ao longo de quatro anos, passando de 40%, em 2019, para 60% em 2023.

12/09/2019 | FRAUDE ELEITORAL

Defesa de Fiuza cobra do TSE julgamento da cassação de José Medeiros

Defesa de Fiuza cobra do TSE julgamento da cassação de José Medeiros