Siga-nos nas redes sociais:

Comissão da Rodoviária conclui trabalhos e pede rescisão do contrato de concessão

Ao todo foram 115 dias de trabalho e três oitivas realizadas. A comissão ouviu representantes do executivo e proprietário da empresa contratada. 11/06/2019 - 16:46:19

A Comissão Especial que apurou o contrato de concessão nº 063/2016 e a execução das obras para construção, exploração comercial e da gerência do Novo Terminal Rodoviário de Sinop, finalizou os trabalhos nesta segunda-feira (10). Três vereadores compunham a comissão, Leonardo Visera (PP) – presidente, Dilmair Callegaro (PSDB) – relator e Tony Lennon (MDB) – membro.

Nomeada pela portaria 053/2019, a comissão iniciou os trabalhos no dia 15 de fevereiro do decorrente ano e teve ao todo 115 dias para analisar o contrato de concessão e encontrar o motivo da não execução das obras. O relatório final foi entregue durante a 18ª Sessão Ordinária da Câmara Municipal de Sinop, pelo relator.

Foram realizadas três oitivas, nas quais prestaram informações: Paulo Abreu – Diretor Executivo da ProdeUrbs, Jaime Dallastra – Diretor Executivo da AGER; Ivan Schneider – Procurador Jurídico da Prefeitura e o empresário José Virgílio – proprietário do Grupo JVF Ltda SPE, empresa contratada para gerir a rodoviária de Sinop.

Como resultado final, a comissão concluiu que a empresa não teve condições de executar o contrato. Que a mesma descumpriu prazos e exigências do contrato, como por exemplo, o protocolo de pranchas das plantas em desconformidade com as regras vigentes, com a finalidade de ganhar tempo até que conseguisse um comprador para lucrar com a obra.

Diante disso, solicitou ao Executivo a aplicação de multas à empresa conforme especificação da Cláusula Décima Sétima do contrato de concessão, rescisão do contrato vigente e a abertura de uma nova licitação para contratação de nova empresa para construir e gerir a rodoviária municipal.

"Ficou mais que claro para nós que a empresa não tem interesse em continuar com o contrato e que não tem condições de executar o projeto. Até o momento ela apenas tentou ganhar tempo e lucrar com a obra, vendendo-a para outra empresa. Aguardamos que o Executivo atenda as recomendações desta comissão, rescindindo o contrato e abra o mais breve possível uma nova licitação", comentou Visera.

O relatório foi encaminhado ao Ministério Público Estadual (MPE), Procuradoria Jurídica do Município e ao Grupo JVF LTDA SPE.

Veja a conclusão e as recomendações da comissão, na íntegra, abaixo:

Conclusão

1. Para esta comissão restou constatada através de declarações em oitivas e análise dos documentos emitidos pelo PRODEURBS, que o Grupo JVF LTDA SPE protocolou as pranchas das plantas em desconformidade com a licitação, apenas para ganhar tempo, na tentativa de conseguir um comprador e então lucrar com a venda, porque o mesmo não teve condições de executar o projeto.

Recomendações:

 

1. Aplicação de multas à empresa por descumprimento de prazos, conforme especificadas na Cláusula Décima Sétima do Contrato de Concessão nº 063/2016;

2. Rescisão do Contrato de Concessão nº 063/2016, por descumprimento de contrato por parte do Grupo JVF LTDA SPE, conforme constatação desta comissão através de oitivas e análises de documentos;
 
3. Abertura de novo processo licitatório para contratação de empresa para execução das obras para construção, operação, administração, manutenção, exploração comercial e da gerência do novo Terminal Rodoviário de Sinop;
Texto: Roneir Corrêa
Foto:  Cleyton Cruz 

Fonte: Ass: com Redação

Veja tambem

19/09/2019 | MEIO AMBIENTE

Prefeitura convoca moradores do entorno do Parque Florestal para reunião participativa

19/09/2019 | ORÇAMENTO DE R$ 20,3 BI

Governo altera peça e MT passa a ter superávit de R$ 120 milhões

Novo orçamento também prevê alteração da despesa; medida deve ser analisada na próxima semana

19/09/2019 |

Empresas do nortão patrocinam obras de arte sacra na igreja nossa senhora aparecida em tapurah

Líder do governo no Congresso foi ministro da Integração e é investigado por irregularidades na transposição do Rio São Francisco. Defesa diz que medidas se referem a 'fatos pretéritos' e que parlamentar tem atuação 'combativa'.

18/09/2019 | REPRESENTANTE DO POVO

Leonardo Visera cobra remoção do lixo da Estrada Ana

A cobrança foi feita durante a 30ª Sessão Ordinária, realizada na última segunda-feira (16).

17/09/2019 | CIOPAER

UTI aérea vai gerar economia anual de R$ 10 milhões ao Estado

Entrega da aeronave ao Ciopaer foi formalizada nesta terça-feira (17.09) e as adequações devem ser feitas até dezembro

16/09/2019 | REFORMA AGRÁRIA

Em audiência pública, presidente da Câmara de Cláudia cobra regularização de assentamentos rurais

16/09/2019 | MUNICIPALISTA

Prefeito e lideranças de Alto Araguaia apresentam demandas

O deputado estadual Delegado Claudinei esteve na última sexta-feira (13) no município

16/09/2019 | JAIR BOLSONAROCIRURGIA

Bolsonaro receberá alta à tarde e retorna a Brasília ainda hoje

Há a previsão inicial de que a equipe médica vá a Brasília na sexta-feira para avaliar a recuperação de Bolsonaro.

16/09/2019 | POLYGONUM 6

PC prende 12 por fraudes ambientais; servidores, engenheiros e fazendeiros são alvos

Investigação descobriu que grupo inseria relatório falso sobre vegetação de propriedades para aumentar desmatamento

15/09/2019 | COMPRA DE TABLETS

Empresa denuncia direcionamento em licitação de R$ 1,5 mi em MT

Prefeita Rosana Martinelli e secretária de Educação terão que explicar certame

13/09/2019 | INVESTIMENTOS

Governo: Com Recurso do Fethab tocar mais de 100 obras", diz governador

A Lei n° 10.818/2019, que definiu as novas regras do Fundo, prevê um aumento gradual da destinação dos investimentos no setor de infraestrutura ao longo de quatro anos, passando de 40%, em 2019, para 60% em 2023.

12/09/2019 | FRAUDE ELEITORAL

Defesa de Fiuza cobra do TSE julgamento da cassação de José Medeiros

Defesa de Fiuza cobra do TSE julgamento da cassação de José Medeiros