Siga-nos nas redes sociais:

Comissão conclui votação da reforma da Previdência

Agora, texto irá a plenário semana que vem 05/07/2019 - 10:07:16

Após 16 horas de debates, a comissão especial da reforma da Previdência (PEC 6/19) na Câmara dos Deputados concluiu, na madrugada desta sexta-feira (5), a votação do parecer do deputado Samuel Moreira (PSDB-SP).

O texto-base da proposta foi aprovado na tarde de ontem (4) por 36 votos a favor e 13 contra.

Na sequência, os deputados se debruçaram sobre os destaques com sugestões de mudança no relatório. Foram derrubados, em bloco, 99 destaques individuais e analisados, um a um, 17 destaques de bancadas – a maioria rejeitada.

Apenas dois destaques foram aprovados. Um deles, do bloco PP, PTB e MDB, retirou dois temas do relatório. O primeiro é a limitação para renegociação de dívidas junto ao Estado em até 60 meses. Atualmente, os programas não têm limitação de prazo.

O segundo ponto excluído do parecer trata da cobrança de contribuições previdenciárias sobre a exportação do agronegócio. Com essa renúncia fiscal, o governo projeta uma redução da economia prevista com a reforma em R$ 83 bilhões nos próximos dez anos.

O outro destaque aprovado, do DEM, retira policiais militares e bombeiros do texto da Proposta de Emenda à Constituição (PEC. Os deputados aprovaram, por unanimidade, a retirada da aplicação a PMs e bombeiros das regras de transferência para inatividade e pensão por morte dos integrantes das Forças Armadas, até que uma lei complementar local defina essas regras.

O texto exclui ainda a possibilidade de que lei estadual estabeleça alíquota e base de cálculo de contribuição previdenciária para policiais e bombeiros militares.

Agentes de segurança e professores
A comissão especial rejeitou mudanças nas regras de aposentadoria para policiais que servem à União. Pelo texto aprovado na comissão especial, policiais federais e legislativos se aposentarão aos 55 anos de idade, com 30 anos de contribuição e 25 anos de exercício efetivo na carreira, independentemente de distinção de sexo.

Por 30 votos a 18, a comissão rejeitou mudança nas regras de aposentadoria de professores. O destaque buscava manter as atuais regras de aposentadoria para professores, com 25 anos de contribuição para mulheres e 30 anos para homens, sem exigência de idade mínima.

Pelo texto do relator, as professoras poderão se aposentar com 57 anos de idade e 25 de contribuição; e os professores, com 60 de idade e 30 de contribuição. Os profissionais do magistério terão de comprovar efetivo exercício na educação infantil ou nos ensinos médio e fundamental.

Plenário
Em sua conta no Twitter, o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), comemorou a aprovação do parecer da reforma da Previdência na comissão especial. Segundo a previsão de Maia, o texto já começa a ser discutido pelo plenário na próxima terça-feira (9) e deve ser votado antes recesso parlamentar, que se inicia no dia 18 deste mês.

Para o texto começar a ser debatido no plenário, o regimento da Câmara estabelece um prazo de duas sessões após a conclusão da votação na comissão especial.

Por se tratar de uma proposta de emenda à Constituição (PEC), o texto precisa ser aprovado por três quintos dos deputados, o correspondente a 308 votos favoráveis, em dois turnos de votação.
Aprovado pelos deputados, a matéria segue para apreciação do Senado, onde também deve ser apreciado em dois turnos e depende da aprovação de, pelo menos, 49 senadores.

Foto Marcelo Camargo

Fonte: Ag Brasil

Veja tambem

23/08/2019 | DIA DO SOLDADO

Selma Arruda é condecorada com Medalha Exército Brasileiro

A cerimônia contou com a presença do presidente da República, Jair Messias Bolsonaro

23/08/2019 | CELEBRA SINOP

Inscrições para Musicanto seguem até 31 de agosto

A ficha encontra-se no portal da Prefeitura de Sinop (www.sinop.mt.gov.br).

23/08/2019 | AGENDA

Bolsonaro recebe Mauro e discute agronegócio e liberação do FEX

Bancada e presidente da Aprosoja participarão de encontro

22/08/2019 | SEMINÁRIO AGELIDER

Parceria com prefeituras é o caminho para a regularização fundiária no Estado

Intermat apresentou histórico e soluções para a titulação de terras, durante evento sobre desenvolvimento regional, em Sorriso

22/08/2019 | ASSISTÊNCIA SOCIAL

Começa campanha para eleição de conselheiros tutelares

Pela primeira vez as eleições serão realizadas através de urna eletrônica

22/08/2019 | AÇÃO POLÍTICA

Em Brasília, vereadores de Cláudia reivindicam recursos para saúde, meio ambiente e assentamento

22/08/2019 | METAS FISCAIS

Secretarias apresentam relatórios na Assembleia Legislativa

Estado trabalha com frustração de receita; déficit é de mais de R$ 1 bilhão

22/08/2019 | OPERAÇÃO TAPIRAGUAIA

PF recolhe documentos na casa de ex-deputado; ex-prefeito em MT é preso

Gaspar Lazzari, de Confresa, já havia sido alvo da 1ª fase da operação

19/08/2019 | PROJETO DE LEI

Lei sobre o Feconseg de MT do deputado Claudinei é o segundo sancionado no país

Projeto de lei do parlamentar é o primeiro aprovado pelo poder executivo e comemorado pelos integrantes do Consegs de Mato Grosso

19/08/2019 | LEGISLATIVO / SINOP

Dilmair requer informações sobre pagamentos para empresa que instalou radares em Sinop

18/08/2019 | MELHORIAS URBANAS

Com aprovação da Câmara, Caixa concede empréstimo de R$ 11,5 milhões para Prefeitura de Cláudia

principais ações previstas prefeito Altamir kurten reconhece apoio da câmara municipal de Cláudia sem o qual o empréstimo não seria liberado para o município.

16/08/2019 | EM BRASÍLIA

Leonardo Visera vai à Brasília e conquista R$ 2 milhões para asfaltamento da Comunidade Adalgisa e Feira do Agricultor

O valor é verba parlamentar dos deputados Neri Geller (PP) e José Medeiros (PODE).