Siga-nos nas redes sociais:

Bolsonaro edita MP e decreto para definir atividades essenciais

Medidas devem uniformizar ações que, até o momento, eram estaduais 21/03/2020 - 21:30:15

O presidente Jair Bolsonaro editou na noite desta sexta-feira (20) um decreto e uma medida provisória que garantem ao governo federal a competência sobre serviços essenciais, entre os quais a circulação interestadual e intermunicipal. De acordo com o governo, os dispositivos têm como objetivo “harmonizar as ações de enfrentamento à pandemia do novo coronavírus".

Com os dispositivos, que têm força de lei e passam a vigorar imediatamente, caberá ao presidente da República indicar quais serviços públicos e atividades essenciais não podem ser interrompidos em meio à pandemia provocada pelo novo coronavírus. O texto, segundo o governo, busca impedir que a circulação de insumos necessários para a população seja afetada pelas restrições sanitárias e biológicas em vigor em vários estados.

Além de delegar ao presidente a definição de serviços e atividades essenciais, a Medida Provisória 926/2020 determina que qualquer interrupção de locomoção interestadual e intermunicipal seja embasada em normas técnicas da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). A MP altera a Lei 13.979/2020, sancionada em fevereiro por Bolsonaro, que trata do enfrentamento ao coronavírus no país.

A MP entra em conflito com medidas de restrição à locomoção editadas por estados. Na quinta-feira (19), o governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel, editou um decreto que determinava a suspensão do transporte interestadual de passageiros entre o Rio e estados com circulação confirmada do coronavírus ou situação de emergência decretada. Paraná e Maranhão tomaram decisões semelhantes.

Outro ponto da MP simplifica procedimentos para a compra de material e de serviços necessários ao combate à pandemia. O texto flexibiliza e burocratiza a licitação para a aquisição de bens para o Sistema Único de Saúde (SUS).

O decreto detalha os serviços públicos e as atividades “indispensáveis ao atendimento das necessidades” do país. O texto cita a assistência à saúde (incluídos os serviços médicos e hospitalares), o transporte intermunicipal e interestadual de passageiros e os serviços de táxi ou de aplicativo. Em contraste com medidas tomadas por diversos países na prevenção ao coronavírus, o decreto inclui o transporte internacional de passageiros na lista de serviços que não podem ser interrompidos.

De acordo com o decreto, a suspensão desses serviços e dessas atividades essenciais “põe em perigo a sobrevivência, a saúde ou a segurança da população”. O decreto proíbe restrições à circulação de trabalhadores que possam afetar os serviços e as atividades e à circulação de cargas de qualquer espécie que resultem em desabastecimento de gêneros necessários à população.

Caberá ao comitê de combate ao novo coronavírus criado pelo governo federal definir outros serviços públicos e atividades considerados essenciais e editar atos para regulamentar e operacionalizar as normas. O decreto estabelece ainda que os órgãos públicos e privados mantenham equipes devidamente preparadas e dispostas à execução, monitoramento e à fiscalização dos serviços públicos e das atividades essenciais, com canais permanentes de diálogo com órgãos federais, estaduais, distritais, municipais e privados.

Edição: Pedro Ivo de Oliveira

© Isac Nóbrega/PR

Fonte: Ag Brasil

Veja tambem

06/04/2020 | COMANDO DA AL

Líder diz que disputa por Mesa esfriou e eleição pode ser adiada

Dilmar revelou que efeito coronavírus tem enfraquecido as articulações para o comando da Assembleia

06/04/2020 | COISAS DE VG

Câmara proíbe que servidores saiam de casa em MT

A portaria foi publicada no Diário Oficial dos Municípios (AMM), na sexta-feira (3).

05/04/2020 | DIGNIDADE

Prefeita Rosana confirma kit merenda para alunos em situação de vulnerabilidade

A entrega inicia na segunda-feira, 06 de abril, e vai ser realizada de forma gradativa até que os 1,2 mil kits sejam repassados a quem lhes é de direito.

04/04/2020 | ATUALIZAÇÃO COVID-19

Sinop permanece com 3 casos confirmados e 50 pacientes aguardam resultado de exames

04/04/2020 | POLICIA

Polícia Militar de Sinop desarticula grupo suspeito de roubar defensivos agrícolas e apreende arma de fogo

04/04/2020 | ELEIÇÕES / TRE

TRE garante mais 90 dias para partidos políticos regularizarem prestação de contas

03/04/2020 | CUIABÁ

Botelho diz que Assembleia não tem como abrir mão do duodécimo para ajudar governo

O valor repassado ao Poder legislativo é de R$ 506 milhões por ano.

02/04/2020 | LEGISLATIVO / SINOP

Câmara aprova projeto que amplia número de médicos na saúde de Sinop

02/04/2020 | SAÚDE

Vacinação contra a gripe será retomada na sexta-feira (03)

Horários das 7h30 às 11h e das 13h30 às 17h nas UBS são os horários de funcionamento das salas de imunização.

02/04/2020 | DURANTE CALAMIDADE

AL aprova projeto que dobra benefício às famílias carentes de MT

O projeto foi aprovado em primeira votação. Valor era de R$ 100 e chegará a R$ 200 durante calamidade

01/04/2020 | POLITICA E SAÚDE

Câmara vota amanhã projeto que amplia número de médicos na rede pública municipal

01/04/2020 | COVID-19

CORONAVÍRUS: 19 suspeitas aguardam resultados de exames

Não há casos confirmados da doença.