Siga-nos nas redes sociais:

AL derruba veto e facilita o pagamento da RGA aos servidores

Com a medida, deputados incluem fundo no cálculo que prevê possibilidade de pagamento da revisão 10/07/2019 - 10:11:43

A Assembleia Legislativa derrubou, na sessão desta terça-feira (9), o veto do governador Mauro Mendes (DEM) à emenda proposta à Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF) Estadual que incluía os recursos do FEX (Fundo Estadual de Auxílio à Exportação) no cálculo da receita corrente líquida do Estado.

A medida dos parlamentares facilita a concessão da Revisão Geral Anual aos servidores.

O Executivo vetou a mensagem, em fevereiro deste ano, com a justificativa de ser “ilógica” a inclusão do repasse na base de cálculo, uma vez que o FEX não tem previsão de recebimento garantida. 

No ano passado, por exemplo, Mato Grosso deixou de receber mais de R$ 450 milhões relativos ao fundo porque a União decidiu não fazer o repasse.

“Todas as informações que temos hoje do Congresso Nacional é de que quando vier o FEX, ele virá com uma lei dando uma garantia de repasses em todos os anos. Eu não vejo no que isso pode prejudicar. Não vai alterar nada”, disse o presidente da Assembleia Eduardo Botelho (DEM) ao fim da sessão. 

“Porque o Governo disse que caso houvesse uma previsibilidade constitucional, ele não veria problema nenhum de o FEX entrar na Receita Corrente Líquida. Como os indicadores estão mostrando que, caso o FEX venha, ele vai vir com uma lei garantida. Então nada mais justo que derrubar esse veto”, completou.

A emenda havia sido proposta por Botelho e atendia a uma das reivindicações dos servidores públicos do Estado. 

Para o funcionalismo, a inclusão do FEX na base de cálculo facilita o pagamento da Revisão Geral Anual (RGA) aos servidores. 

Isso porque, conforme a LRF estadual, a concessão do benefício só poderá ocorrer quando a receita corrente líquida for maior que as despesas.

Em um entendimento recente, o Tribunal de Contas do Estado (TCE) barrou a concessão de 2% da Revisão Geral Anual (RGA) de 2018. Com isso, o Executivo só poderá dar a reposição se tiver capacidade financeira de cumprir com a LRF. Para 2019, a RGA também está barrada pelo Executivo.

Por: CÍNTIA BORGES

Alair Ribeiro

Fonte: Mídia News

Veja tambem

18/07/2019 | AÇÃO SOCIAL

Conselho recebe recursos doados ao Fundo da Criança e do Adolescente

17/07/2019 | SAÚDE

Agentes recebem capacitação sobre o ciclo biológico do Aedes

16/07/2019 | PORTAL DO AGRONEGÓCIO

Sinop reafirma condição de cidade polo ao sediar Fórum Regional de Turismo e Desenvolvimento

11/07/2019 | SINOP-MT

Convênio para construção de novo Fórum é assinado

Com 12.666,27 metros quadrados, a edificação será construída em um terreno doado pela Prefeitura de Sin

10/07/2019 | SAÚDE

Representantes municipais participam da 9° Conferência Estadual de Saúde

09/07/2019 | POLÍTICA E FÉ

Sinop: TJ anula lei que obrigava uso da bíblia em Câmara de Vereadores

Desembargadores citaram que Constituição deixa claro que Brasil é um país laico

08/07/2019 | SAÚDE

Visera quer informações do contrato firmado com administradora da UPA

O instituto recebe mensalmente pouco mais de R$ 1,9 milhão para gerir UPA e mais 5 unidades de saúde.

08/07/2019 | INCRA

Maioria dos assentamentos da região sul de MT não estão regularizados

Cerca de 400 títulos foram emitidos nos assentamentos da região sul, sendo que 5.400 estão pendentes por não terem sido georreferenciadas

08/07/2019 | MEIO AMBIENTE

Câmara Municipal cobra do Governo do Estado liberação de recursos para o Parque Florestal de Cláudia

Proposta prevê ações visando proteção ambiental e criação de áreas de lazer e turística no Parque Florestal Municipal, investimento estimado em R$ 2,5 Milhões

05/07/2019 | ASSISTÊNCIA SOCIAL

Prefeitura convoca parceiros e discute obras de esgoto no Nico Baracat

O serviço é considerado vital, pois, sem a execução, não há como ser efetivada a entrega dos 1.440 apartamentos.

05/07/2019 | ASSISTÊNCIA SOCIAL

Prefeitura convoca parceiros e discute obras de esgoto no Nico Baracat

O serviço é considerado vital, pois, sem a execução, não há como ser efetivada a entrega dos 1.440 apartamentos.

05/07/2019 | ASSISTÊNCIA SOCIAL

Prefeitura convoca parceiros e discute obras de esgoto no Nico Baracat

O serviço é considerado vital, pois, sem a execução, não há como ser efetivada a entrega dos 1.440 apartamentos.