Siga-nos nas redes sociais:

PF cumpre 8 mandados de prisão em MT, AP, e PR contra fraude em títulos de terras

Servidores públicos são alvos da operação Miríade, deflagrada nesta terça-feira (13) 13/11/2018 - 15:56:11

Oito pessoas são alvo da Polícia Federal (PF) no Amapá (AP), em Mato Grosso (MT) e no Parará (PR) na manhã desta terça-feira (13). A investigação aponta que elas fazem parte de um esquema de corrupção na concessão de títulos de terras públicas da União, assim como exploração de minério e madeira ilegal no Amapá.

São alvos dos mandados servidores da Superintendência do Patrimônio da União (SPU/AP), Agência Nacional de Mineração (ANM/AP), Terra Legal e Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra/AP). A PF não detalhou quantas pessoas foram presas até a última atualização desta matéria e nem informou as identidades dos envolvidos.

A ação faz parte da operação Miríade. A PF detalhou que, além dos oito mandados de prisão, também são cumpridos 13 mandados de busca e apreensão em Macapá (AP), Cascavel (PR), Mirassol d’Oeste (MT) e Sorriso (398 km de Cuiabá-MT).

De acordo com a PF, a organização criminosa catalogava áreas para legalização fundiária, realizava fraudes no Sistema de Gestão Fundiária (SIGEF), bem como falsificações de documentos públicos, objetivando dar aparente legalidade a posses irregulares de terras da União para empresários.

A investigação apurou ainda que as terras eram oferecidas pelo valor de R$ 1 mil o hectare. Nesse tempo, teria sido ofertado um total de 60 mil hectares, que poderia gerar um prejuízo de aproximadamente R$ 60 milhões aos cofres públicos. Não há informações se essa quantidade de terra foi de fato comercializada ilegalmente.

A ação é resultado de trabalho em conjunto com o Ministério Público Federal (MPF) e é desdobramento da operação Fast Food deflagrada em abril, também como desdobramento de outra operação, Estrada Real, realizada em 2017. O cumprimento dos mandados conta com a atuação de cerca de 60 policiais federais.

Os investigados devem responder pelos crimes de organização criminosa, corrupção ativa/passiva, falsificação de documento público, inserção de dados falsos em sistema de informação, estelionato qualificado e falsidade ideológica. Se condenados, as penas somadas podem chegar a 45 anos de reclusão.

A PF detalhou que “Miríade”, que intitula a operação, é o nome dado a um numeral grego que é equivalente ao valor de dez mil. Na língua portuguesa, no entanto, a palavra miríade também costuma ser aplicada no sentido figurado para representar uma quantidade elevada de alguma coisa, mas de valor indefinido.

Oito pessoas são alvo da Polícia Federal (PF) no Amapá (AP), em Mato Grosso (MT) e no Parará (PR) na manhã desta terça-feira (13). A investigação aponta que elas fazem parte de um esquema de corrupção na concessão de títulos de terras públicas da União, assim como exploração de minério e madeira ilegal no Amapá.

São alvos dos mandados servidores da Superintendência do Patrimônio da União (SPU/AP), Agência Nacional de Mineração (ANM/AP), Terra Legal e Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra/AP). A PF não detalhou quantas pessoas foram presas até a última atualização desta matéria e nem informou as identidades dos envolvidos.

A ação faz parte da operação Miríade. A PF detalhou que, além dos oito mandados de prisão, também são cumpridos 13 mandados de busca e apreensão em Macapá (AP), Cascavel (PR), Mirassol d’Oeste (MT) e Sorriso (398 km de Cuiabá-MT).

De acordo com a PF, a organização criminosa catalogava áreas para legalização fundiária, realizava fraudes no Sistema de Gestão Fundiária (SIGEF), bem como falsificações de documentos públicos, objetivando dar aparente legalidade a posses irregulares de terras da União para empresários.

A investigação apurou ainda que as terras eram oferecidas pelo valor de R$ 1 mil o hectare. Nesse tempo, teria sido ofertado um total de 60 mil hectares, que poderia gerar um prejuízo de aproximadamente R$ 60 milhões aos cofres públicos. Não há informações se essa quantidade de terra foi de fato comercializada ilegalmente.

A ação é resultado de trabalho em conjunto com o Ministério Público Federal (MPF) e é desdobramento da operação Fast Food deflagrada em abril, também como desdobramento de outra operação, Estrada Real, realizada em 2017. O cumprimento dos mandados conta com a atuação de cerca de 60 policiais federais.

Os investigados devem responder pelos crimes de organização criminosa, corrupção ativa/passiva, falsificação de documento público, inserção de dados falsos em sistema de informação, estelionato qualificado e falsidade ideológica. Se condenados, as penas somadas podem chegar a 45 anos de reclusão.

A PF detalhou que “Miríade”, que intitula a operação, é o nome dado a um numeral grego que é equivalente ao valor de dez mil. Na língua portuguesa, no entanto, a palavra miríade também costuma ser aplicada no sentido figurado para representar uma quantidade elevada de alguma coisa, mas de valor indefinido.

Foto Difulgação 

Fonte: CIRCUITOMATOGROSSO

Veja tambem

22/05/2019 | ÁREA DE GUERRA

Criminosos "metralham" carro de gerente de fazenda de Riva e Silval em MT

Ao menos 13 tiros atingiram carro e dois pegam em funcionário de ex-políticos

22/05/2019 | ÁREA DE GUERRA

Criminosos "metralham" carro de gerente de fazenda de Riva e Silval em MT

Ao menos 13 tiros atingiram carro e dois pegam em funcionário de ex-políticos

21/05/2019 | CARA DE PAU

Ladrão é preso ao tentar furtar veículo em frente ao Fórum de Sinop

21/05/2019 | NORTELÂNDIA

Dois são detidos e mais de 70 tabletes de maconha são apreendidos em Nortelândia

21/05/2019 | CALOTE DO CONSORCIO

Vendedor de consórcio é suspeito de aplicar golpe em cliente

O vendedor que a vitima depositasse um lance de r$ 13.817,00 em sua conta bancária.

20/05/2019 | FORTE CORRENTEZA

Homem desaparece em rio de MT após colisão entre dois barcos

Acidente aconteceu na tarde deste domingo (19), no Rio Tabaporã; bombeiros fazem buscas

19/05/2019 | POLICIA / SINOP-MT

Polícia Polícia Militar apreende revólver durante atendimento de ocorrência de violência doméstica

19/05/2019 | SINOP-MT

Polícia Militar prende "Taradão" no centro de Sinop

19/05/2019 | MARIA DA PENHA

Marido ameaça esposa com espingarda e é preso pela PM

A vítima relatou que já registrou outras ocorrências contra o esposo.

18/05/2019 | SINOP-MT

Homem perde controle e danificar nove veículos parados na Av Júlio Campos

Após condutor do veículo causar o acidente o mesmo foi conduzido para a delegacia

16/05/2019 | Segurança

Agentes apreendem drone com celulares na penitenciária de Rondonópolis

SISTEMA PENITENCIÁRIO

11/05/2019 | ACIDENTE

Uma pessoa morre e duas ficam feridas em acidente envolvendo três veículos na BR-163 em Nova Mutum-MT