Siga-nos nas redes sociais:

PF cumpre 8 mandados de prisão em MT, AP, e PR contra fraude em títulos de terras

Servidores públicos são alvos da operação Miríade, deflagrada nesta terça-feira (13) 13/11/2018 - 15:56:11

Oito pessoas são alvo da Polícia Federal (PF) no Amapá (AP), em Mato Grosso (MT) e no Parará (PR) na manhã desta terça-feira (13). A investigação aponta que elas fazem parte de um esquema de corrupção na concessão de títulos de terras públicas da União, assim como exploração de minério e madeira ilegal no Amapá.

São alvos dos mandados servidores da Superintendência do Patrimônio da União (SPU/AP), Agência Nacional de Mineração (ANM/AP), Terra Legal e Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra/AP). A PF não detalhou quantas pessoas foram presas até a última atualização desta matéria e nem informou as identidades dos envolvidos.

A ação faz parte da operação Miríade. A PF detalhou que, além dos oito mandados de prisão, também são cumpridos 13 mandados de busca e apreensão em Macapá (AP), Cascavel (PR), Mirassol d’Oeste (MT) e Sorriso (398 km de Cuiabá-MT).

De acordo com a PF, a organização criminosa catalogava áreas para legalização fundiária, realizava fraudes no Sistema de Gestão Fundiária (SIGEF), bem como falsificações de documentos públicos, objetivando dar aparente legalidade a posses irregulares de terras da União para empresários.

A investigação apurou ainda que as terras eram oferecidas pelo valor de R$ 1 mil o hectare. Nesse tempo, teria sido ofertado um total de 60 mil hectares, que poderia gerar um prejuízo de aproximadamente R$ 60 milhões aos cofres públicos. Não há informações se essa quantidade de terra foi de fato comercializada ilegalmente.

A ação é resultado de trabalho em conjunto com o Ministério Público Federal (MPF) e é desdobramento da operação Fast Food deflagrada em abril, também como desdobramento de outra operação, Estrada Real, realizada em 2017. O cumprimento dos mandados conta com a atuação de cerca de 60 policiais federais.

Os investigados devem responder pelos crimes de organização criminosa, corrupção ativa/passiva, falsificação de documento público, inserção de dados falsos em sistema de informação, estelionato qualificado e falsidade ideológica. Se condenados, as penas somadas podem chegar a 45 anos de reclusão.

A PF detalhou que “Miríade”, que intitula a operação, é o nome dado a um numeral grego que é equivalente ao valor de dez mil. Na língua portuguesa, no entanto, a palavra miríade também costuma ser aplicada no sentido figurado para representar uma quantidade elevada de alguma coisa, mas de valor indefinido.

Oito pessoas são alvo da Polícia Federal (PF) no Amapá (AP), em Mato Grosso (MT) e no Parará (PR) na manhã desta terça-feira (13). A investigação aponta que elas fazem parte de um esquema de corrupção na concessão de títulos de terras públicas da União, assim como exploração de minério e madeira ilegal no Amapá.

São alvos dos mandados servidores da Superintendência do Patrimônio da União (SPU/AP), Agência Nacional de Mineração (ANM/AP), Terra Legal e Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra/AP). A PF não detalhou quantas pessoas foram presas até a última atualização desta matéria e nem informou as identidades dos envolvidos.

A ação faz parte da operação Miríade. A PF detalhou que, além dos oito mandados de prisão, também são cumpridos 13 mandados de busca e apreensão em Macapá (AP), Cascavel (PR), Mirassol d’Oeste (MT) e Sorriso (398 km de Cuiabá-MT).

De acordo com a PF, a organização criminosa catalogava áreas para legalização fundiária, realizava fraudes no Sistema de Gestão Fundiária (SIGEF), bem como falsificações de documentos públicos, objetivando dar aparente legalidade a posses irregulares de terras da União para empresários.

A investigação apurou ainda que as terras eram oferecidas pelo valor de R$ 1 mil o hectare. Nesse tempo, teria sido ofertado um total de 60 mil hectares, que poderia gerar um prejuízo de aproximadamente R$ 60 milhões aos cofres públicos. Não há informações se essa quantidade de terra foi de fato comercializada ilegalmente.

A ação é resultado de trabalho em conjunto com o Ministério Público Federal (MPF) e é desdobramento da operação Fast Food deflagrada em abril, também como desdobramento de outra operação, Estrada Real, realizada em 2017. O cumprimento dos mandados conta com a atuação de cerca de 60 policiais federais.

Os investigados devem responder pelos crimes de organização criminosa, corrupção ativa/passiva, falsificação de documento público, inserção de dados falsos em sistema de informação, estelionato qualificado e falsidade ideológica. Se condenados, as penas somadas podem chegar a 45 anos de reclusão.

A PF detalhou que “Miríade”, que intitula a operação, é o nome dado a um numeral grego que é equivalente ao valor de dez mil. Na língua portuguesa, no entanto, a palavra miríade também costuma ser aplicada no sentido figurado para representar uma quantidade elevada de alguma coisa, mas de valor indefinido.

Foto Difulgação 

Fonte: CIRCUITOMATOGROSSO

Veja tambem

15/12/2018 | FROTA DA SESP

Policiamento é feito normalmente com 94% das viaturas em atividade

A retenção de 130 veículos, ou seja, 6% da frota, não comprometeu a atuação da polícia em todo o estado

15/12/2018 | FATALIDADE

Acidente em ponte sem sinalização faz acontecer mais quatro mortes em rodovia que liga Cláudia a Marcelândia

O acidente aconteceu próximo da cidade, quando os mesmos voltavam da cidade de Cláudia.

14/12/2018 | SONHO DE CRIANÇA

Policiais Militares fazem surpresa para criança de 6 anos no distrito de Entre Rios

Ações como está tem como objetivo trazer aproximação da comunidade em geral com a Polícia Militar.

14/12/2018 | POLICIA

PM de Sinop apreende mais uma quantidade de entorpecentes

Um dos suspeitos saiu correndo e entrou em uma residência onde estavam os demais acusados.

14/12/2018 | PANÓPTICO INTEGRADA

Força tarefa cumpre 12 ordens de buscas contra membros de organização criminosa

14/12/2018 |

Polícia Civil apreende 350 kg de maconha em rodovia na entrada da Capital

14/12/2018 | POLICIA

PM Feliz Natal apreende arma de brinquedo, droga, três adolescentes e um maior são detidos

Em uma nova apreensão na tarde desta terça-feira (13) os investigadores da DERF apreenderam um homem de 30 anos. Com ele foi apreendido munição de revólver calibre 38, cocaina, pasta base de cocaina, celulares, balança e dinheiro trocado. Os policiais ch

13/12/2018 | TRAFICO DE DROGAS

DERF faz segunda apreensão de drogas em Sinop

Ele estava sendo investigado e ao fazerem a busca na residência a droga foi encontrada.

12/12/2018 | SEM HONRA

Ex-PM em MT é preso com 501 quilos de droga num hotel

De acordo com a ocorrência, na BR-163, próximo à cidade de São Gabriel do Oeste a PRF prendeu quatro pessoas que foram levadas a delegacia.

12/12/2018 | BARRA DO GARÇA

Suspeitos de facção criminosa são detidos com submetralhadora automática

Trata-se de uma arma de guerra capaz de efetuar até 450 tiros com um carregador caracol.

11/12/2018 | ESCONDIDOS EM PROPRIEDADE RUAL

Policiais que haviam invadido fazenda em Nova Ubiratã e fugido para mata se entregam a PM

Além deles, outros três foram presos e dois morreram após confronto com a polícia

11/12/2018 | OPERAÇÃO / GRILLOS

Polícia Civil indicia nove de bando armado que comandava invasões de terras em Jauru

Todos respondem a vários processos criminais por esbulho possessório, porte de arma de fogo, ameaça, dentre outros.