Siga-nos nas redes sociais:

Juiz pede informações sobre 20 prisões preventivas antes de decidir soltura de ex-bicheiro em MT

Geraldo Fidélis cobra urgência de juízes em informações; defesa alega que preventivas estão suspensas 08/01/2018 - 20:40:51

O juiz substituto da Vara de Execuções Penais, Geraldo Fernandes Fidelis Neto, pediu explicações aos juízes da 5ª Vara Federal em Mato Grosso, Jeferson Schneider, e da juíza da Sétima Vara Criminal do Tribunal de Justiça (TJ-MT), Selma Rosane Santos Arruda, sobre supostas prisões em aberto do ex-bicheiro João Arcanjo Ribeiro, que foi transferido de um presídio federal em Mossoró (RN) para Cuiabá no dia 15 de setembro de 2017.

A decisão pode adiar a saída da prisão de Arcanjo, que pede na Justiça sua progressão para o regime semiaberto. As informações constam de um executivo de pena do magistrado, que proferiu sua decisão nesta segunda-feira (8).

“A par da possível suspensividade das ordens segregatórias emanadas pelo Juízo da 7ª Vara Criminal, vê-se dos extratos lançados que as prisões estão pendentes de cumprimento [...] De modo que, ad cautelam, ainda que suspensas, deverão os Juízes Titulares ser concitados para que comuniquem da validade ou suspensão das prisões ou ainda, eventual baixa no sistema nacional”, disse o magistrado, que pediu “máxima urgência” no esclarecimento dos fatos.

“Assim, expeçam-se ofícios individualizados aos Juízos que decretaram prisões em face do recuperando João Arcanjo Ribeiro, solicitando referida informação com a máxima urgência”, completou o juiz.

De acordo com informações do documento, há 20 prisões em aberto contra Arcanjo – 2 expedidas pelo juiz Jeferson Schneider e outras 18 provenientes de sentenças da magistrada Selma Rosane Santos Arruda. Todas elas estão descritas de maneira resumida no executivo de pena, e em sua maioria tratam de crimes como peculato – subtração de recursos públicos para fins pessoais –, e formação de quadrilha.

As ações penais que tramitam na 7ª Vara Criminal de Cuiabá são decorrentes da operação “Arca de Noé”, deflagrada em 2002. De acordo com a defesa de Arcanjo, nenhuma destas prisões cautelares tem validade.

Além disso, destaca a conduta exemplar do ex-bicheiro ao longo dos 15 anos de prisão. “Aduz ainda que o Ministério Público já se manifestou quanto à progressão de regime”, completa o pedido.

Os advogados do ex-comendador ainda apontam que os 20 mandados de prisão contra Arcanjo só chegou ao conhecimento da defesa nas últimas semanas, pois tramitavam em sigilo. As decisões foram expedidas entre abril e junho de 2016.

Após o conhecimento das medidas cautelares, os advogados do ex-bicheiro impetraram um habeas corpus, alegando que as sentenças estão condicionadas a extradição do réu.

“As prisões são ilegítimas e, no mais, estão condicionadas ao deferimento da extradição suplementar do recuperando, o que foi confirmado pelo Superior Tribunal Federal. Finalmente, salienta que a prisão decretada pelo Juízo de Várzea Grande está suspensa”, diz a defesa.

O magistrado, porém, afirmou que o Ministério Público Estadual (MP-MT) manifestou-se antes da realização do chamado “exame criminológico” – medida que tem o objetivo de aplicar as penas dos condenados de forma “individualizada”, que levam em conta as condições psicológicas, psiquiátricas, periculosidade, agressividade, além de outros fatores.

“De início, observo que o órgão do Parquet manifestou-se antes da realização do exame criminológico [...] Logo, o feito carece de ser apreciado pela representação ministerial, acerca do pretenso beneplácido”, disse o juiz.

ARCA DE NOÉ João Arcanjo Ribeiro foi preso no dia 10 de abril de 2003 em Montevideo, no Uruguai, pela Polícia Federal. Ele era apontado na época como o chefe do crime organizado em Mato Grosso, durante a deflagração da operação “Arca de Noé”. Pelo menos 52 cheques emitidos pela Assembleia Legislativa de Mato Grosso (AL-MT) foram encontrados em sua “factoring”.

De acordo com as investigações, ao duplicatas eram pagamento de dívidas de políticos – como os ex-presidentes do Poder Legislativo, José Riva e Humberto Bosaipo -, com o ex-bicheiro.

Fonte: FolhaMax

Veja tambem

16/01/2018 | SUICÍDIO

Ex que matou sobrinha de prefeito de MT é encontrado morto

Renato Otoni era considerado foragido da policia, por ser o principal suspeito do assassinato de Halley Coimbra Junqueira.

15/01/2018 | TREINAMENTO

Operação em penitenciária envolve 124 profissionais da segurança de MT

Objetivo é fortalecer as ações de enfrentamento a crimes que possam ser cometidos dentro da penitenciária de Sinop, além de se antecipar a possíveis atos delituosos

15/01/2018 | FELIZ NATAL-MT

PM de Feliz Natal prende quadrilha de roubo e furto; vários objetos são recuperados

Ao todo, nove homens, sendo um menor e cinco mulheres faziam parte da quadrilha.

13/01/2018 | TABAPORÃ-MT

Policia Civil fecha casa de prostituição em Nova Fronteira município de Tabaporã e prende uma mulher por aliciamento

A operação é em resposta ao clamor da sociedade de Nova Fronteira

13/01/2018 | CULTURA

Procurador é detido com sinais de embriaguez dirigindo na contramão em Cuiabá, diz PM

Rober Caio Martins Ribeiro, de 31 anos, foi abordado e se recusou a fazer o teste do bafômetro. Procurador teve a carteira de habilitação e o carro apreendidos.

13/01/2018 | ÁGUA BOA-MT

Operação apreende 16 armas de fogo e 550 munições

As armas e munições foram encontradas em residências e propriedades rurais dos alvos investigados na operação.

12/01/2018 | CLAUDIA-MT

Três homens são presos com carro e objetos de roubo em assentamento em MT

A PM foi até o assentamento Zumbi dos Palmares, onde o criminoso foi encontrado na companhia de mais dois homens.

10/01/2018 | CRIME ESCLARECIDO

Polícia prende ex-namorado e cunhado por morte de servidora em MT

Suspeitos foram encontrados próximo a um assentamento na MT-130

07/01/2018 | GUARANTÃ DO NORTE

Presos por assalto em Guarantã fogem da delegacia de Matupá durante a madrugada

Eles foram presos em Guarantã do Norte na manhã de sábado (06-07) suspeitos de terem cometidos um assalto em uma residência

07/01/2018 | LUCAS DO RIO VERDE-MT

Facção mobiliza 40 presos em tentativa de rebelião e fuga no Norte de Mato Grosso

De acordo com o sindicalista, a ideia era que enquanto alguns presos ficavam em confronto com os agentes, outros fugiam, mas a tentativa foi frustrada.

06/01/2018 | DIREITO DO CONSUMIDOR

Óticas são alvo de operação contra propaganda enganosa e exercício ilegal de medicina

Nos estabelecimentos foram constatados uso de propaganda enganosa e de exercício ilegal da medicina.

05/01/2018 | GUARANTÃ DO NORTE

Policia apreende varias armas e munições em Guarantã do Norte

Todo o armamento de diferentes calibres e as munições, apreendidas foram levada para a delegacia.