Siga-nos nas redes sociais:

Governo avança em negociação para ampliação de fornecimento de gás

Evo Morales, avaliou positivamente a proposta do governador Taques 05/05/2017 - 18:35:33

Buscando atender às necessidades de gás para Mato Grosso, o governador Pedro Taques defendeu um aumento no volume de gás diário enviado para o estado. Para ele, é necessário um contrato com volume seguro para o funcionamento da termelétrica, e fornecimento do Gás Nacional Veicular (GNV) para o funcionamento de indústrias e grandes empreendimentos mato-grossenses. A comitiva brasileira foi recebida pelo presidente da Bolívia, Evo Morales, em Santa Cruz de la Sierra, nesta sexta-feira (05.05).

Na ocasião, o governador Pedro Taques e o governador de Mato Grosso do Sul, Reinaldo Azambuja, assinaram memorando de entendimento para estreitar as relações comerciais, sobretudo para a importação de gás natural e ureia produzida no país vizinho. O ministro de Hidrocarburos da Bolívia, Luis Sánchez, assinou o memorando como representante do Governo boliviano.

Taques defendeu um contrato sem interrupção entre a estatal boliviana YPFB e o MT Gás para a importação de 4 milhões de metros cúbicos por dia. Atualmente, não há um contrato firme que determina o volume a ser importado por Mato Grosso. Segundo o governador, do total, 2,2 milhões de metros cúbicos atenderiam a usina termelétrica e o restante seria para atender o abastecimento de veículos, indústrias e o mercado local.

"Um primeiro ponto que precisamos é um contrato firme. Também temos que ter um volume suficiente para atender a termelétrica de Cuiabá, para que ela possa realizar suas atividades", defendeu o governador de Mato Grosso.

Em seguida, ele manifestou a possibilidade de uma parceria entre o MT Gás e a estatal boliviana YPFB, sendo sócias na distribuição do gás natural em Mato Grosso. "Isso pode ajudar que possamos fazer em nosso estado a distribuição, temos o interesse nisso", disse.

Os dois governadores brasileiros lembraram que a Petrobras, maior exportadora do gás boliviano, deve comprar menos gás a partir de 2019, por conta da nova estratégia da empresa. Com isso, parte do volume que hoje é comprada pela empresa ficaria disponível para novas negociações, justamente estes volumes que Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul buscam conseguir para garantir o abastecimento de seus mercados.

O presidente da Bolívia, Evo Morales, avaliou positivamente a proposta do governador Taques para se associar a Mato Grosso. Ele ainda destacou os investimentos realizados pelo Governo boliviano, que fez a produção de gás dobrar, tendo o Brasil como o maior parceiro comercial do gás que excede.

Evo Morales lembrou ainda que a Bolívia faz divisa com diversos estados brasileiros e busca uma integração ainda maior com o país, em especial com Mato Grosso e Mato Grosso do Sul. Ressaltou a necessidade de iniciar o acordo logo, porque é algo que só começa a ser concretizado alguns anos depois.

Já o ministro de Hidrocarburos, Luis Sánchez, ressaltou que a Petrobras tem preferência na aquisição do excedente do gás nacional boliviano. Então, precisa ter certeza do volume que a empresa brasileira deve comprar para poder fazer a comercialização do restante.

O deputado federal Fábio Garcia pediu que essa negociação seja feita brevemente. Para ele, é necessário colocar a Petrobras e o Governo para negociar aquilo que a empresa não vai precisar. "Todos nós sabemos que essas negociações demoram e Mato Grosso tem urgência nisso", completou.

Para dar seguimento no memorando assinado, foi montado um grupo de trabalho, em que o secretário de Estado de Desenvolvimento Econômico, Ricardo Tomczyk, representará Mato Grosso. A próxima reunião será no dia 22 de junho deste ano, em Florianópolis (SC). 

Fonte: Ass: com Redação

Veja tambem

15/12/2018 | FROTA DA SESP

Policiamento é feito normalmente com 94% das viaturas em atividade

A retenção de 130 veículos, ou seja, 6% da frota, não comprometeu a atuação da polícia em todo o estado

15/12/2018 | FATALIDADE

Acidente em ponte sem sinalização faz acontecer mais quatro mortes em rodovia que liga Cláudia a Marcelândia

O acidente aconteceu próximo da cidade, quando os mesmos voltavam da cidade de Cláudia.

14/12/2018 | SONHO DE CRIANÇA

Policiais Militares fazem surpresa para criança de 6 anos no distrito de Entre Rios

Ações como está tem como objetivo trazer aproximação da comunidade em geral com a Polícia Militar.

14/12/2018 | POLICIA

PM de Sinop apreende mais uma quantidade de entorpecentes

Um dos suspeitos saiu correndo e entrou em uma residência onde estavam os demais acusados.

14/12/2018 | PANÓPTICO INTEGRADA

Força tarefa cumpre 12 ordens de buscas contra membros de organização criminosa

14/12/2018 |

Polícia Civil apreende 350 kg de maconha em rodovia na entrada da Capital

14/12/2018 | POLICIA

PM Feliz Natal apreende arma de brinquedo, droga, três adolescentes e um maior são detidos

Em uma nova apreensão na tarde desta terça-feira (13) os investigadores da DERF apreenderam um homem de 30 anos. Com ele foi apreendido munição de revólver calibre 38, cocaina, pasta base de cocaina, celulares, balança e dinheiro trocado. Os policiais ch

13/12/2018 | TRAFICO DE DROGAS

DERF faz segunda apreensão de drogas em Sinop

Ele estava sendo investigado e ao fazerem a busca na residência a droga foi encontrada.

12/12/2018 | SEM HONRA

Ex-PM em MT é preso com 501 quilos de droga num hotel

De acordo com a ocorrência, na BR-163, próximo à cidade de São Gabriel do Oeste a PRF prendeu quatro pessoas que foram levadas a delegacia.

12/12/2018 | BARRA DO GARÇA

Suspeitos de facção criminosa são detidos com submetralhadora automática

Trata-se de uma arma de guerra capaz de efetuar até 450 tiros com um carregador caracol.

11/12/2018 | ESCONDIDOS EM PROPRIEDADE RUAL

Policiais que haviam invadido fazenda em Nova Ubiratã e fugido para mata se entregam a PM

Além deles, outros três foram presos e dois morreram após confronto com a polícia

11/12/2018 | OPERAÇÃO / GRILLOS

Polícia Civil indicia nove de bando armado que comandava invasões de terras em Jauru

Todos respondem a vários processos criminais por esbulho possessório, porte de arma de fogo, ameaça, dentre outros.