Siga-nos nas redes sociais:

Temer ignora apelo de Dilma e tenta unir PMDB em torno do impeachment

13/12/2015 - 20:22:03

Numa "guerra fria" em que o rompimento se mostra iminente, a presidente Dilma Rousseff e seu vice, Michel Temer, definiram estratégias distintas para enfrentar o processo de impeachment. No roteiro do vice - que assumirá a Presidência num eventual afastamento de Dilma - o ponto principal é a unificação da bancada do PMDB da Câmara, dividida ao meio pelos vaivéns sobre a escolha do seu líder.

No campo oposto, o Palácio do Planalto aumenta a pressão sobre os deputados da bancada peemedebista que detêm cargos do governo federal, sobretudo nos Estados. As ameaças lado a lado serão cada vez mais frequentes.

Na conversa que tiveram na noite de quarta-feira, Temer e Dilma afirmaram que buscariam uma convivência "profícua". No entanto, o vice deixou claro que vai se dedicar ao comando do PMDB. Segundo aliados do vice, se Dilma buscar fustigá-lo dentro da sigla, Temer vai promover uma convenção do partido para consolidar o rompimento com o governo.

Antes, porém, o vice almeja unificar a bancada do partido em torno do seu nome.

Depois, pretende atrair para sua órbita outros partidos da base do governo, como PSD, PR, PTB e PP. O arremate da tática é forçar a saída dos ministros peemedebistas remanescentes na Esplanada.

Segundo relatou ao Estado um auxiliar do vice-presidente, a estratégia inicial é "consolidar" a força de Temer na Câmara. "Esse é o primeiro passo, pois temos certeza de que, se houvesse uma convenção nacional do partido agora, a tese do rompimento venceria de lavada", disse. Hoje, no entanto, o Planalto ainda exerce muita influência na bancada. "A caneta ainda está com a Dilma", afirma um deputado peemedebista da ala governista.

O mesmo se reproduz em outros partidos da base aliada. "É por isso que está todo mundo de olho no PMDB. Se de fato o partido se unir e romper em favor do impeachment, os demais partidos da base vão fazer o mesmo", conta um dirigente do PP que tem participado das conversas com o grupo de Temer. "Podemos ir até o velório, mas ninguém vai querer ser enterrado com o governo."

A divulgação da carta a Dilma em que reclama de falta de confiança foi o primeiro passo de Temer em favor do rompimento. Depois, os aliados mais próximos do vice articularam a troca do líder do PMDB na Câmara. Tachado como "demasiadamente governista", Leonardo Picciani (RJ) foi trocado por Leonardo Quintão (MG). Agora, Picciani quer dar o troco em Quintão com alterações na bancada.

A decisão foi tomada após apresentação de uma lista à Mesa Diretora da Câmara com o apoio de 35 dos 66 deputados em favor de Quintão. O Palácio do Planalto vai tentar reverter essa decisão. Alguns deputados, que detêm cargos federais em seus Estados, começaram a ser pressionados a voltar atrás e assinar uma nova lista para Picciani reconquistar a liderança.

"Se fizerem isso, vamos reagir com a convocação da convenção nacional e promover o rompimento definitivo com o governo", diz o deputado Lúcio Vieira Lima (PMDB-BA). "Não será tolerada nenhuma ação agressiva do Planalto sobre a bancada. Temos capacidade de pensar o que é melhor para o Brasil."

Após garantir a união dentro do PMDB, o próximo passo do grupo de Temer é pressionar a demissão dos ministros ligados à bancada do PMDB. Indicados por Picciani, Marcelo Castro (Saúde) e Celso Pansera (Ciência e Tecnologia) já adiantaram que vão tentar resistir. Castro chegou a dizer que se fosse preciso voltaria ao cargo de deputado para ajudar Picciani voltar à liderança.

Com origem na Câmara, mas garantido no cargo graças a Temer, o ministro Henrique Eduardo Alves (Turismo) tem dito publicamente que vai trabalhar para que não haja rompimento com Dilma. Contudo, a interlocutor próximo, já disse que fica no cargo "só até a hora que o Michel quiser". As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Fonte: Estadão

Veja tambem

31/08/2019 | MUNDO MEIO AMBIENTE

Incêndios já destruíram ao menos 61 mil hectares no Paraguai

Os maiores focos de incêndios estão na região de Chovoreca

12/08/2019 | FBI, SUSPEITO DE TERRORISMO

FBI procura, no Brasil, suspeito de envolvimento com Al-Qaeda

Governo brasileiro diz que coopera com autoriadades norte-americanas

03/08/2019 | MUNDO

Tiros deixam 20 mortos e dezenas de feridos em centro comercial no Texas

Supermercado dentro de centro comercial na cidade de El Paso, nos EUA, foi alvo de disparos. Dezenas de pessoas foram levadas para hospitais da região, e um suspeito foi detido.

01/08/2019 | BRASIL, ESTADOS UNIDOS, OTAN, PARCEIRO, OCDE

Estados Unidos designam oficialmente Brasil como aliado extra-Otan

Brasil é o segundo país latino-americano a receber o título

19/06/2019 | EMBRAER, KC-390, FAB, PARIS AIR SHOW

Embraer exibe cargueiro KC-390 na Feira de Paris

O avião pode transportar cargas e veículos militares

07/06/2019 | JAPÃO,. BRASIL, VENEZUELA, IMIGRANTES, REFUGIADOS

Japão oferece ajuda financeira ao Brasil em apoio a venezuelanos

Brasil recebeu 96 mil refugiados

31/05/2019 | MUNDO VOTAÇÃO

Ministra Damares fala contra aborto no Parlamento argentino

Damares se reuniu com parlamentares do Partido Celeste Provida, na Câmara dos Deputados da Argentina

23/05/2019 | MUNDO SETORES

Trabalhadores da Petrobras fazem greve geral em Montevidéu

Os trabalhadores da MontevideoGas decidiram paralisarem as atividades

11/05/2019 | GRUPO PARLAMENTAR, COMÉRCIO EXTERIOR, BRASIL

Cazaquistão quer intensificar relações com o Brasil, diz embaixador

Os dois países recriaram um grupo parlamentar

09/05/2019 | MUNDO CRISE

Serviço secreto da Venezuela prende vice-presidente do Parlamento

O anúncio foi feito pelo próprio Edgar Zambrano - número 2 de Juan Guaidó na Assembleia Naciona

27/04/2019 | FORÇA NACIONAL MOÇAMBIQUE

Brasileiros participam de buscas após novo ciclone atingir Moçambique

Catorze bombeiros da Força Nacional embarcaram para a cidade de Pemba

16/04/2019 | NOTRE-DAME, CATEDRAL, INCÊNDIO

França pede doações e avalia danos na Notre-Dame

Primeiras ofertas foram anunciadas nesta terça-feira(16)