Siga-nos nas redes sociais:

Eleições em Timor, Cuba, Brasil e Venezuela geram risco político

Pesquisa revela que países vão sofrer "uma deterioração nas pontuações de risco político de curto prazo" 01/03/2018 - 08:43:25

O Mapa de Risco Político 2018, estudo elaborado pelo grupo líder mundial em corretagem de seguros e soluções em gestão, prevê que as eleições presidenciais em Cuba, Brasil e Venezuela possam criar clima de tensão e turbulência.. Este ano, Timor Leste terá também eleições no verão, embora sejam legislativas, e o estudo anual da Marsh aponta igualmente para um índice de risco político, ainda que seja classificado como "baixo".

O estudo indica que Cuba, com o ato eleitoral que terminará com o ciclo dos irmãos Castro; o Brasil, que terá eleições presidenciais em outubro; a Venezuela, com sufrágio marcado para 22 de abril, e Timor Leste vão sofrer "uma deterioração nas pontuações de risco político de curto prazo".

Enquanto Timor Leste, Cuba e Venezuela têm pontuação inferior a 49 numa escala de 100 (cinco níveis), encontrando-se na previsão de instabilidade, o Brasil reúne entre 50 e 59 pontos, o que o coloca no patamar imediatamente acima ao de menor índice.

Na África, Angola, Moçambique, São Tomé e Príncipe e Guiné-Bissau estão no mesmo nível de pontuação inferior a 49, com Cabo Verde a ser o único país de língua portuguesa a se posicionar no grupo de países como o Brasil, Argentina, México (também terá eleições este ano), Tunísia, Namíbia, África do Sul, Gana e Marrocos.

De acordo com o estudo de mais de 200 países - que analisa as categorias de risco político, macroeconômico, financeiro e setorial -, a pontuação de risco político para o continente africano continua baixa e existe "a incerteza em torno das eleições e sucessões no Quénia, no Gabão e na Costa do Marfim", que levou "a um aumento do risco político". O estudo aponta ainda "o risco de um maior protecionismo ao comércio global", que considerou "uma ameaça crescente".

"Os gigantes do comércio, como os Estados Unidos, vão provavelmente procurar restrições adicionais em 2018, após um abrandamento em tais medidas, implementadas em 2017", prevê o estudo da Marsh, que "pode ser usado para ajudar as empresas a tomar decisões mais informadas sobre como implementar os recursos financeiros".

Na Europa, as negociações do Reino Unido para sair da União Europeia "continuam a emergir sobre o cenário de risco político", como também em Espanha "a instabilidade política persiste", enquanto "aumentam as preocupações com o surgimento de partidos antissistemas e eurocéticos" em Itália.

No que concerne a Portugal, o índice de risco passou de 68,5 em 2017 para 71 em 2018, o segundo nível da escala até 100. Portugal faz agora parte dos 27 países com melhor índice e o especialista de risco da Marsh Portugal, Fernando Chaves, afirmou que "a estabilidade política sentida nos últimos dois anos, com melhoria de 'ratings', dos índices de confiança no consumo e no investimento, além da redução do endividamento, são fatos que contribuem para esta evolução positiva de Portugal".

Prevê-se que a Bósnia-Herzegovina, Bielorrússia, Ucrânia, Síria, Iraque, Israel, Paquistão, Afeganistão, Coreia do Norte e Myanmar (antiga Birmânia) apresentem índice de risco político (o nível mais baixo) neste ano. 

Fonte: Notícias ao Minuto

Veja tambem

17/01/2019 | MUNDO ITAMARATY

Brasil recebe opositores de Maduro e articula transição na Venezuela

Líderes políticos se reúnem com ministro das Relações Exteriores do governo Bolsonaro nesta quinta-feira (17)

15/01/2019 | MUNDO DISCURSO

Presidente dos EUA fala sobre Bolsonaro: 'É o Trump da América do Sul'

Chefe de Estado norte-americano ainda disse que líder político brasileiro estava feliz com a comparação

24/12/2018 | MUNDO / VENEZUELA

Maduro diz que armará 1,6 milhão de milicianos, a maioria sem treinamento

O número é três vezes maior do que os "400 mil" membros que o regime havia informado em abril

29/11/2018 | MUNDO BARRA DA TIJUCA

Braço direito de Trump se reúne com Bolsonaro no Rio

Jair Bolsonaro, bateu continência para o assessor de Segurança Nacional dos EUA

19/11/2018 | MUNDO TRAFICANTE

Marcelo Piloto é extraditado do Paraguai para o Brasil

Segundo a imprensa do Paraguai, ele deixou o país em uma aeronave do Grupo Aerotático da Força Aérea Paraguaia às 5h05

17/11/2018 | MUNDO REDES SOCIAIS

Conselho de Segurança americano elogia Bolsonaro sobre médicos cubanos

Órgão usou o Twitter para se pronunciar sobre o assunto

30/10/2018 | MUNDO ALIADOS

Primeiro-ministro de Israel planeja comparecer à posse de Bolsonaro

Se comparecer, Netanyahu será o primeiro premiê israelense a visitar o Brasil desde a criação do país, em 1948

28/10/2018 | MUNDO PLEITO

Votação no exterior é encerrada em 16 países

De acordo com o TSE, o balanço se refere aos locais de votação, em geral as próprias embaixadas do Brasil, que estão à frente no fuso horário

27/10/2018 | INTERNACIONAL

Chanceler saudita vê histeria internacional após morte de jornalista

"A questão tornou-se histérica. As pessoas estão culpando a Arábia Saudita antes de se completar a investigação",

20/10/2018 | MUNDO MIGRAÇÃO

Canadá emite recorde de vistos de residência para brasileiros

No ano passado, foram liberados 2.760 vistos, um aumento de 62% sobre o ano anterior

08/10/2018 | MUNDO ELEIÇÕES NO BRASIL

Imprensa internacional repercute vantagem de Bolsonaro

Os jornais The New York Times, Financial Times e El País e a rede de televisão britânica BBC emitiram alertas em seus aplicativos em todo o mundo após a confirmação do segundo turno

30/09/2018 | MUNDO

Passa de 800 o número de mortos na Indonésia devastada por terremoto e tsunami

Ainda não se sabe a extensão exata da tragédia, porque há áreas isoladas. Estima-se que 350 mil pessoas tenham sido afetadas.