Siga-nos nas redes sociais:

Saiba quando vale quitar a dívida com INSS e aposentar

A vantagem de pagar as contribuições em atraso é que o segurado pode completar logo os requisitos da fórmula 85/95, que garante aposentadoria integral 06/08/2018 - 11:23:39

Os trabalhadores autônomos que estão prestes a se aposentar ou mesmo segurados com carteira assinada que tiveram algum período como autônomo, mas não pagaram as contribuições, podem quitar os valores em atraso para conseguir um benefício maior.

A vantagem de pagar as contribuições em atraso é que o segurado pode completar logo os requisitos da fórmula 85/95, que garante aposentadoria integral.

O advogado Roberto de Carvalho Santos, do Ieprev (Instituto de Estudos Previdenciários), diz que pagar essas contribuições em atraso vale mais a pena para quem está muito próximo da aposentadoria, mas tem alguns "buracos" no tempo total de contribuição.

O especialista explica que se o segurado já tem inscrição de contribuinte individual (autônomo) e fez ao menos um recolhimento, ele pode emitir a guia de pagamentos atrasados referentes aos último cinco anos no site do INSS.

Para períodos anteriores, é necessário ir a um posto do INSS. Para aqueles que não estão inscritos ou têm inscrição, mas não fizeram nenhuma contribuição, é preciso ir até uma agência para pedir a chamada retroação da data de início da contribuição, que permite efetuar pagamentos em atraso.

O advogado alerta para o risco de procurar a Previdência para saber quanto deve em recolhimentos nos últimos cinco anos e acabar sendo cobrado dos valores, pois ao ir ao posto, ele reconheceu a inadimplência.

Quando a contribuição atrasada é mais antiga, não há a obrigação de pagar. A recomendação é procurar antes um especialista.

Pagamento em atraso tem juros O segurado que quiser fazer o recolhimento em atraso deve levar em consideração que terá de pagar taxas no cálculo. Para os últimos cinco anos, o cálculo considera multa de 10% por mês mais a Selic (taxa básica de juros).

Já para períodos de mais de cinco anos, é preciso calcular a média salarial e, a partir disso, há aplicação de juros e multa. A dívida pode ser parcelada em 60 meses pela Receita Federal.

Para atingir os requisitos e conseguir o benefício

Os segurados que estão prestes a se aposentar e encontram "buracos" em seus períodos de contribuição podem regularizar a situação para terobenefício mais rapidamente É preciso procurar a Previdência e assumir a dívida comoórgão Para não se dar mal, antes de fazer as contas, procure um advogado ou um contador para saber quanto deve e ver se há condições de quitar os valores atrasados Para quem compensa pagar os valores atrasados?

Quem está próximo de se aposentar e tem buracos na contribuição que o faria atingir um benefício mais vantajoso É o caso de segurados que pretendem se aposentar pelo 85/95 Mulheres que, ao somarem idade e tempo de contribuição, tenham 85 pontos, e homens que somem 95 podem se aposentar sem o desconto do fator previdenciário.

Fonte: NOTICIAS AO MINUTO

Veja tambem

16/02/2019 | MERCADO FINANCEIRO

IGP-10 sobe 0,40% em fevereiro com alta nos preços no atacado, diz FGV

O Índice Geral de Preços-10 (IGP-10) passou a subir 0,40 por cento em fevereiro, contra queda de 0,26 por cento em janeiro, com maior pressão dos preços de minério de ferro, leite in natura e cana-de-açúcar no atacado

15/02/2019 | ECONOMIA MERCADO FINANCEIRO

Bolsa fecha em alta de mais de 2% após proposta para Previdência

Ibovespa, índice que reúne as ações mais negociadas, saltou de 96.632,65 pontos às 17h08 para 97.100,92 pontos às 17h09

14/02/2019 | AGRICULTURA FAMILIAR SEMENTE, CRIOULA

Agricultores familiares debatem importância da semente crioula

Plantio da semente é feito sempre da mesma forma, sem interferência

13/02/2019 | EXPORTAÇÃO, PORTOS ANTAQ

Portos movimentaram 1,117 bilhão de toneladas de cargas em 2018

Os portos públicos movimentaram 374 milhões de toneladas em 2018, um aumento de 2,6% em comparação com 2017, quando foram movimentados 365 milhões de toneladas.

12/02/2019 | COPOM, INFLAÇÃO, BANCO CENTRAL

Inflação está em níveis “confortáveis”, diz ata do Copom

Para 2019, o Conselho Monetário Nacional (CMN) estabeleceu meta de inflação de 4,25%, com margem de tolerância de 1,5 ponto percentual.

11/02/2019 | ECOLOGIA, ENERGIA EÓLICA

Brasil, EUA e México lideram produção de energia eólica nas Américas

Continente americano instalou 11,9 GW de capacidade em 2018

08/02/2019 | FERNANDO FRAGA

Receita abre consulta a lote da malha fina do IR

A lista com os nomes estará disponível a partir das 9h no site da Receita na internet.

06/02/2019 | TABELA DO FRETE

Tabela do frete elevou inflação e reduziu PIB em R$ 7 bilhões, diz CNI

Impacto econômico da medida é descrito em estudo feito pela entidade

05/02/2019 | BOVESPA BOLSA DE VALORES DÓLAR

Ibovespa cai 0,28% e dólar fecha em R$ 3,66

O Euro também sofreu desvalorização e encerrou o dia custando R$ 4,18, uma queda de 0,28%.

05/02/2019 | BRASIL

Tecnologia Bt contribui para aumento do PIB

Houve aumento de R$ 2,8 bilhões no Produto Interno Bruto (PIB)

04/02/2019 | ECONOMIA PREÇOS

Etanol cai em 14 Estados e no DF, diz ANP

O preço médio recua 0,57% no País

04/02/2019 | BOLETIM FOCUS ,BC, ECONOMIA

Mercado projeta Selic em 6,5% ao ano em 2019

Reunião do Copom começa amanhã (5)