Siga-nos nas redes sociais:

Saiba quando vale quitar a dívida com INSS e aposentar

A vantagem de pagar as contribuições em atraso é que o segurado pode completar logo os requisitos da fórmula 85/95, que garante aposentadoria integral 06/08/2018 - 11:23:39

Os trabalhadores autônomos que estão prestes a se aposentar ou mesmo segurados com carteira assinada que tiveram algum período como autônomo, mas não pagaram as contribuições, podem quitar os valores em atraso para conseguir um benefício maior.

A vantagem de pagar as contribuições em atraso é que o segurado pode completar logo os requisitos da fórmula 85/95, que garante aposentadoria integral.

O advogado Roberto de Carvalho Santos, do Ieprev (Instituto de Estudos Previdenciários), diz que pagar essas contribuições em atraso vale mais a pena para quem está muito próximo da aposentadoria, mas tem alguns "buracos" no tempo total de contribuição.

O especialista explica que se o segurado já tem inscrição de contribuinte individual (autônomo) e fez ao menos um recolhimento, ele pode emitir a guia de pagamentos atrasados referentes aos último cinco anos no site do INSS.

Para períodos anteriores, é necessário ir a um posto do INSS. Para aqueles que não estão inscritos ou têm inscrição, mas não fizeram nenhuma contribuição, é preciso ir até uma agência para pedir a chamada retroação da data de início da contribuição, que permite efetuar pagamentos em atraso.

O advogado alerta para o risco de procurar a Previdência para saber quanto deve em recolhimentos nos últimos cinco anos e acabar sendo cobrado dos valores, pois ao ir ao posto, ele reconheceu a inadimplência.

Quando a contribuição atrasada é mais antiga, não há a obrigação de pagar. A recomendação é procurar antes um especialista.

Pagamento em atraso tem juros O segurado que quiser fazer o recolhimento em atraso deve levar em consideração que terá de pagar taxas no cálculo. Para os últimos cinco anos, o cálculo considera multa de 10% por mês mais a Selic (taxa básica de juros).

Já para períodos de mais de cinco anos, é preciso calcular a média salarial e, a partir disso, há aplicação de juros e multa. A dívida pode ser parcelada em 60 meses pela Receita Federal.

Para atingir os requisitos e conseguir o benefício

Os segurados que estão prestes a se aposentar e encontram "buracos" em seus períodos de contribuição podem regularizar a situação para terobenefício mais rapidamente É preciso procurar a Previdência e assumir a dívida comoórgão Para não se dar mal, antes de fazer as contas, procure um advogado ou um contador para saber quanto deve e ver se há condições de quitar os valores atrasados Para quem compensa pagar os valores atrasados?

Quem está próximo de se aposentar e tem buracos na contribuição que o faria atingir um benefício mais vantajoso É o caso de segurados que pretendem se aposentar pelo 85/95 Mulheres que, ao somarem idade e tempo de contribuição, tenham 85 pontos, e homens que somem 95 podem se aposentar sem o desconto do fator previdenciário.

Fonte: NOTICIAS AO MINUTO

Veja tambem

17/10/2018 | IBOVESPA BOLSA DE VALORES

Bolsa de Valores de SP fecha com leve alta, apesar de Eletrobras

O indicador encerrou hoje (17) com alta de 0,05%, aos 85.764 pontos.

17/10/2018 | EXPORTAÇÃO

Exportações do agronegócio atingem US$ 8 bilhões em setembro

Em setembro, as exportações brasileiras do agronegócio somaram US$ 8,17 bilhões,

16/10/2018 | BRASIL

Mercado eleva estimativa de inflação para 2018 e para 2019

Expectativa de inflação para este ano passou de 4,40% para 4,43%. Previsão de alta do PIB de 2018 permaneceu em 1,34%. Pesquisa foi divulgada pelo BC nesta segunda (15)

15/10/2018 | ECONOMIA PEDIDOS

Aposentadoria automática por idade no INSS já chega a 17,3% do total

Há cinco meses, quem pede a aposentadoria por idade não precisa mais ir até uma agência do Instituto Nacional do Seguro Social

12/10/2018 | BRASIL

Comércio internacional: Em setembro, vendas externas do setor somam mais de US$ 8 bilhões

O saldo no setor foi superavitário em US$ 7,1 bilhões

11/10/2018 | INFLAÇÃO DA TERCEIRA IDADE PESQUISA FGV

Inflação da terceira idade é de 0,69% no terceiro trimestre

A principal contribuição para a queda da taxa do segundo para o terceiro trimestre deste ano partiu do grupo alimentação, que passou de 2,50% para -1,57%.

10/10/2018 | ECONOMIA ARGENTINA

Economia argentina voltará a crescer em 2019, diz ministro

09/10/2018 | ECONOMIA MERCADO

Dólar fecha perto dos R$ 3,70 após três pregões de queda

Moeda americana recuou 1,46%

09/10/2018 | ECONOMIA

Ibovespa futuro sobe quase 5% após desempenho forte de Bolsonaro em 1º turno da eleição

Por volta das 09:15, o contrato do Ibovespa que vence no próximo dia 17 subia 4,86 por cento, a 86.825 pontos

07/10/2018 | ECONOMIA PROJEÇÃO

País pode acelerar crescimento em 2019 se começar ajuste no 1º semestre

Com juro e inflação baixos, mão de obra disponível e capacidade ociosa, há chance de que o País cresça além de seu potencial médio

06/10/2018 | ECONOMIA NEGÓCIOS

Petrobras volta a vender gasolina mais barata que exterior

Setembro teve maior período de estabilidade desde que a estatal autorizou reajustes diários

06/10/2018 | CRÉDITO RURAL

Crédito rural com taxa pós-fixada é tendência no médio prazo, diz DLL

Com melhorias gradativas na economia brasileira, as linhas com juros pós-fixados devem se tornar mais atrativas para os produtores