Siga-nos nas redes sociais:

Correios terão que pagar indenização por expor carteiros a insegurança

A ação foi movida pelo Ministério Público do Trabalho (MPT). Cabe recurso ao Tribunal Regional do Trabalho da 15ª Região. 15/09/2018 - 08:38:16

Os Correios foram condenados pela Justiça do Trabalho a pagar uma indenização de R$ 500 mil por danos morais coletivos por expor carteiros a situação de insegurança. A sentença da 10ª Vara do Trabalho de Campinas confirma a liminar de dezembro de 2013 que determinava a suspensão de todas as entregas e encomendas em 73 áreas de risco de assaltos nas cidades de Campinas, Jundiaí e Sumaré. A ação foi movida pelo Ministério Público do Trabalho (MPT). Cabe recurso ao Tribunal Regional do Trabalho da 15ª Região.

A decisão da juíza Rita de Cássia Scagliusi do Carmo estabelece ainda que seja feita a imediata e irrestrita prestação de assistência médica e/ou psicológica para os trabalhadores que foram vítimas de assaltos, constrangimento ou violência no exercício do trabalho. Segundo o MPT, a multa em caso de descumprimento desta medida é de R$ 50 mil por trabalhador ou família não assistido.

As multas serão designadas para o Fundo de Amparo ao Trabalhador (FAT) ou outra destinação indicada pelo Ministério Público no encerramento da ação. A indenização por danos morais coletivos, por sua vez, será encaminhada para projetos e instituições ou órgãos públicos que atuem na defesa dos trabalhadores na área de atuação do tribunal trabalhista da 15ª região, também a ser indicada pela procuradoria.

Ação

A Ação Civil Pública foi movida pelo MPT, sob responsabilidade da procuradora Alvamari Tebet, e pelo Sindicato dos Trabalhadores dos Correios em dezembro de 2013, com base em inquérito que comprovou os assaltos sucessivos que os trabalhadores estavam sofrendo nas três cidades apontadas. Segundo o sindicato, foram 187 ocorrências naquele ano, sem que os carteiros recebessem assistência médica ou psicológica da empresa.

De acordo com o MPT, durante a audiência de instrução os Correios disseram ter contratado uma empresa especializada para fazer a escolta dos trabalhadores, mas o contrato incluía 16 áreas de risco, enquanto o sindicato indicava 73 localidades. A procuradora propôs que os Correios apresentassem um cronograma com medidas de segurança a partir de dezembro e que houvesse aumento da abrangência do contrato para atender todas as áreas de risco.

Além disso, foi proposto um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) em que os Correios se comprometiam a fornecer a assistência médica e psicológica. Como a empresa não assinou o TAC e também não se comprometeram com a escolta, deu-se início ao processo judicial, no qual foi conseguida uma liminar para suspender as entregas nas zonas de perigo.

Procurada pela Agência Brasil, a assessoria de imprensa dos Correios informou que se manifestará apenas nos autos.

Fonte: Ag Brasil

Veja tambem

22/05/2019 | MERCADO FINANCEIRO

Consumidores acreditam em inflação de 5,4% nos próximos 12 meses

A taxa é 0,1 ponto percentual superior aos 5,3% registrados na pesquisa de abril.

21/05/2019 | MERCADO FINANCEIRO

ECONOMIA: IGP-10 registra taxa de 0,7% em maio

O Índice Geral de Preços – 10 (IGP-10) registrou inflação de 0,7% em maio deste ano, taxa inferior ao 1% observado em abril

20/05/2019 | ECONOMIA MENOS É MAIS

Feirão venderá produtos sem impostos em várias cidades do Brasil

A iniciativa será realizada em mais de 150 cidades de 18 estados

19/05/2019 | CONTINGENCIAMENTO

Governo anunciará novos bloqueios no Orçamento na quarta

Desaceleração do PIB diminui receitas e leva a contingenciamento

18/05/2019 | B3, PESQUISA, INVESTIDORES PESSOA FÍSICA

Bolsa de Valores atinge 1 milhão de investidores pessoa física

Em abril no ano passado, eram 663.270 investidores pessoa física.

17/05/2019 | MERCADO FINANCEIRO, IBOVESPA

Dólar supera R$ 4,10 e fecha no maior valor em oito meses

Bolsa encerrou praticamente estável

11/05/2019 | MERCADO MEXICANO, ABERTURA, COMPRA DE ARROZ BRASIL

Governo comemora abertura do mercado mexicano para o arroz brasileiro

08/05/2019 | IGP-DI, INFLAÇÃO, PESQUISA

Inflação pelo IGP-DI cai de 1,07% para 0,9%

Queda da inflação foi puxada pelos preços no atacado e no varejo

07/05/2019 | RELAÇÕES COMERCIAIS

Crise comercial da China e EUA é janela de oportunidade, diz ministra

Nas postagens, Trump reclamou do que considera uma demora por parte da China para negociar um acordo comercial.

06/05/2019 | SOJA

Estudo aponta que o Brasil obteve lucro com a Guerra Comercial entre China-EUA

Estudo da CNI, para o Jornal Estado de S. Paulo, aponta que Brasil obteve ganho em diversos produtos; soja foi destaque, com alta de 5% nas vendas para o país asiático.

03/05/2019 | ECONOMIA, MEI, MICROEMPREENDEDOR INDIVIDUAL

Motoristas de aplicativo poderão inscrever-se como microempreendedor

Ministério da Economia confirmou que medida está em estudo

02/05/2019 | VENDA DE VEÍCULOS FENABRAVE

Venda de veículos sobe 12% nos primeiros quatro meses de 2019

Na comparação com abril de 2018, mês que registrou 311.160 unidades emplacadas, a alta é de 9,08%.