Siga-nos nas redes sociais:

Visconde do Rio Branco recebe treinamento sobre Irrigação

A dificuldade com a irrigação fez produtores e trabalhadores rurais procurarem o Sindicato de Produtores Rurais de Visconde do Rio Branco em busca de treinamento 27/09/2018 - 07:57:03

A dificuldade com a irrigação fez produtores e trabalhadores rurais procurarem o Sindicato de Produtores Rurais de Visconde do Rio Branco em busca de treinamento, que foi oferecido em parceria com o Senar nesta semana. Onze pessoas participaram do curso Operação de Sistemas Convencionais de Irrigação por Aspersão, que englobou teoria e prática, além de uma visita técnica a uma propriedade com milhares de pés de laranja com irrigação.

O objetivo foi ensinar como realizar a montagem e operação de sistemas convencionais de irrigação por aspersão de forma adequada, a fim de otimizar o uso da água, energia e fertilizantes, dentre outros insumos. “Participaram pequenos produtores, trabalhadores rurais e pessoas que têm interesse em trabalhar e prestar serviços nesta área que tem aumentado muito em nossa região”, disse o mobilizador Cléver José Cardoso.

Entre os temas abordados no treinamento, estão os desafios enfrentados pelos produtores irrigantes, que passa pela questão da falta d’água em muitas regiões do Brasil e a burocracia para obtenção da outorga de uso de água. De acordo com o consultor em recursos hídricos e instrutor do Senar, André Luiz Dias Caldas, há ainda o alto custo das principais fontes energéticas que acionam o conjunto motobomba (energia elétrica e diesel), o custo dos sistemas, a falta de conhecimento técnico sobre a quantidade, momento e forma correta de realizar a irrigação e escassez de mão-de-obra qualificada.

“Entre os benefícios que a irrigação promove, estão o aumento de produtividade - em média duas a quatro vezes maior do que a agricultura não irrigada, com incrementos de 62% na cultura da soja até quase 500% na cultura do feijão; aumento na qualidade dos produtos colhidos; possibilidade de cultivo em áreas que, sem o uso da irrigação, seria inviável (como em regiões áridas e semiáridas do Norte de Minas); possibilidade de mais de uma safra por ano; aumento da eficiência da adubação; redução da mão-de-obra; e fixação do homem no campo”, explicou André.

Na parte da prática, realizada no Sítio Cachoeirinha, os participantes puderam conhecer e manejar os principais componentes do sistema de irrigação por aspersão convencional (tubulações, conjunto motobomba, aspersores e demais acessórios). Na área cultivada com laranja, os alunos puderam visualizar peças e acessórios que não havia na outra propriedade.

Ao longo do curso, a maioria dos alunos demonstrou interesse em investir em sistemas de irrigação por aspersão convencional e gotejamento. Viabilidade técnica e econômica de instalações de sistemas de irrigação e quantidade e freqüência de irrigação para as principais culturas da região, cana-de-açúcar, milho, café, laranja, feijão e algumas hortaliças, foram temas que geraram dúvidas dos participantes. “Alguns citaram a vontade de fazer um sistema de irrigação por aspersão em suas hortas, em casa, para que pudessem cultivar hortaliças, algumas plantas medicinais e ornamentais”, contou o instrutor.

Além do treinamento de irrigação por aspersão, André destaca que o Senar Minas também desenvolve um importante trabalho ao oferecer capacitações em outros sistemas: irrigação localizada (gotejamento e microaspersão), pivô central e autopropelido.

Fonte: Portal do Agronegócio

Veja tambem

19/12/2018 | SOJA

Soja mantém estabilidade na Bolsa de Chicago nesta 4ª feira e fundos buscam bom posicionamento

Por volta de 8h15 (horário de Brasília), o mercado subia entre 0,25 e 0,75 ponto, com o janeiro/19 a US$ 9,08 e o maio/19, que continua servindo como referência para os negócios da nova safra brasileira, valia US$ 9,34 por bushel

18/12/2018 | BOVINOS DE CORTE

Com menos de 30 meses de idade, OPOSITOR DA DI GENIO já tem 25 filhos nascidos

Progênie surpreende pelo vigor e por características como racial bonito, ossatura equilibrada e chanfro curto

17/12/2018 | ESQUISAS

Missão marroquina visita Embrapa para saber como controlar lagarta-do-cartucho

A praga, responsável por perdas de até 40% na produção do cereal, está se aproximando do Marrocos, e a missão do país africano é implantar um plano de vigilância fitossanitária para proteção do patrimônio vegetal

14/12/2018 | DEFESA AGROPECUÁRIA

Indea atende caso de raiva em bovinos em Alta Floresta

Os bovinos e equídeos dessas propriedades também devem ser vacinados contra a raiva.

14/12/2018 | SUÍNOS

Cartilha de Boas Práticas na Gestação de Suínos é lançada pelo Mapa

Objetivo é a sensibilização, capacitação e sustentabilidade da cadeia produtiva

13/12/2018 | GOVERNO

Governo compra 11,7 mil quilos de produção rondoniense de café robusta

A Superintendência de Licitações de Rondônia (Supel) deve homologar na próxima semana a licitação para compra de 11,7 mil quilos de café robusta

12/12/2018 | CAPIM-AMARGOSO

Um problema que pode estar além do campo

Como uma das plantas daninhas mais resistentes e complicadas do mercado pode estar afetando mais do que o cultivo e a produtividade

12/12/2018 | Política Agrícola

Ruralistas querem MP com novo prazo para Refis do Funrural

O assunto foi discutido na reunião da FPA desta terça-feira (11), em que os parlamentares define a estratégia do colegiado no Congresso Nacional.

10/12/2018 | SOJA

Vendas antecipadas de soja 2018/19 no MT chegam a 41,33% em dezembro, diz Imea

10/12/2018 | GESTÃO

Cinco dicas valiosas para auxiliar na fertilidade do solo

Relatório da FAO e Embrapa Solos aponta que 33% da terra do mundo está degradada

08/12/2018 | EXPORTAÇÃO

Paridade de exportação do milho mato-grossense recua 2,7%

A paridade de exportação do milho mato-grossense para julho do ano que vem recuou 2,7% no mês passado fechando a uma média de R$ 21,83/saca

07/12/2018 | SOJA

Soja em Chicago trabalha com leves altas nesta 6ª feira e mercado busca se reequilibrar

No paralelo, o mercado observa ainda o bom desenvolvimento do plantio na América do Sul, principalmente no Brasil.