Siga-nos nas redes sociais:

Produtiva. Esta foi a avaliação da maioria dos participantes da Missão Técnica de Castro

O balanço foi positivo e a viagem bastante produtiva. 20/08/2018 - 14:39:41

oram realizadas muito mais que 10 visitas ao longo dos cinco dias de trabalho dos participantes da Missão Técnica de Castro, realizada no Paraná, na semana passada. A agenda foi intensa e recheada de informações, conhecimentos e troca de experiência. O balanço foi positivo e a viagem bastante produtiva. Pelo menos este foi o depoimento da maioria dos participantes.

Esta viagem é o troféu para os vencedores do Prêmio de Mobilização 2017. "O objetivo deste prêmio é incentivar os sindicatos rurais a melhorar cada vez mais a qualidade dos serviços prestados ao homem do campo. Os sindicatos são os principais parceiros do SENAR-MT e responsáveis pela mobilização das turmas que participam dos treinamentos ofertados pela instituição", enfatiza o superintendente do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural de Mato Grosso (SENAR-MT), Otávio Celidonio.

Este é o terceiro ano que acontece a missão técnica para o grupo de mobilizadores, representantes dos Sindicatos Rurais que ganharam Prêmio de Mobilização.  A primeira foi para São Paulo e Minas Gerais. Já a segunda foi para o Rio Grande do Sul e, desta vez , para a região de Castro, no Paraná.

Para cada um, a experiência de participar de uma viagem técnica acrescenta algo diferente. Para o presidente do Sindicato de Tapurah, Dirceu Luiz Dezem, a visita ao Sindicato Rural de Castro e a oportunidade de participar de uma reunião com outros presidentes foi muito produtiva. "A troca de experiência é melhor forma de aprendermos, mudarmos e melhorar o andamento de nossas atividades".

Já para a mobilizadora do Sindicato Rural de Chapada dos Guimarães, Cássia Borges, além das visitas às propriedades rurais, ela conta que o fato de conhecer realidades diferentes do que vive no cotidiano agregou muito valor no seu trabalho. "Conhecer o Sistema Federação da Agricultura do Estado do Paraná (FAEP) e trocar experiência com outros mobilizadores foi muito legal. Aprendi muito e, tenho certeza, que esse aprendizado vai contribuir na forma como faço meu trabalho que é mobilizar as turmas".

Sobre as diferenças entre o Paraná e o Mato Grosso, o vice-presidente do Sindicato Rural de Alta Floresta, Ronaldo Vinha destacou que ver como funciona os processos de criação de gado num clima frio, que é totalmente diferente da realidade mato-grossense foi muito interessante. "De uma forma ou de outra todas as visitas foram muito interessantes. Saber como funciona o processo de carregamento dos navios no porto de Paranaguá também me surpreendeu".

Jetson Giacolmolli, diretor do Sindicato Rural de Água Boa, acrescenta que todas as visitas foram importantes e agregaram conhecimento. "Uma coisa é sabermos e lermos sobre um determinado assunto, a outra é podermos conhecer como funciona. Depois de ver todos os processos e saber os detalhes fica muito mais fácil fazermos o trabalho, porque sabemos como funciona uma estrutura – que antes só tínhamos uma ideia".

A Missão Técnica de Castro foi encerrada com uma visita ao Porto de Paranaguá, onde os mato-grossenses tiveram a oportunidade de ver como funciona o carregamento de carros. Ao todo seriam carregados 2.800 carros dentro de um navio. Se não acontecesse nenhum imprevisto a operação deveria durar cerca de 72 horas.

Fonte: Ass: com Redação

Veja tambem

19/11/2018 | SEGURO RURAL

Seguro agrícola ameniza perdas da 2ª safra de milho e indeniza produtores rurais do Mato Grosso do Sul (MS)

Mais de 660 produtores do estado foram prejudicados. Indenizações superam R$ 65 milhões

18/11/2018 | Política Economia

Bolsonaro diz que futura ministra Tereza Cristina tem toda a sua confiança

17/11/2018 | SOJA

Plantio de soja 2018/19 atinge 88% no Paraná; colheita de trigo: 95%

O Deral informou, ainda, que o plantio da primeira safra de milho (verão) 2018/2019 alcançou 98% do total

16/11/2018 | A CRISE EM NÚMEROS

Com queda de 6,3%, PIB de MT teve tombo histórico em 2016

Dados foram divulgados nesta sexta-feira pelo IBGE; Estado só foi melhor que o Amazonas

16/11/2018 | ESTÂNCIA BAHIA / INTERCORTE

Estância Bahia Leilões marca presença na InterCorte São Paulo

A primeira etapa ocorreu no mês de abril em Cuiabá-MT

15/11/2018 | FRIGORÍFICOS E ABATEDOUROS

Exportações totais de carne bovina em outubro mantém o ritmo forte

Em volume elas atingiram a 161.517 toneladas, contra 143.916 toneladas em 2017, perdendo somente para a movimentação obtida em agosto e setembro últimos

14/11/2018 | ESTÂNCIA BAHIA

Leilão Criadores do Vale do Guaporé oferta 3 mil animais mais 1 mil da Marca JE

O remate será realizado pela Estância Bahia Leilões a partir das 14h (horário de Brasília) e transmitido ao vivo pelo Canal Terraviva.

14/11/2018 | ALGODÃO

Abapa prevê crescimento de 24,9% de área na próxima safra de algodão na Bahia

A Associação Baiana dos Produtores de Algodão (Abapa) prevê um crescimento de 24,9% na área plantada de algodão na Bahia na safra 2018/2019

13/11/2018 | BIOTECNOLOGIA

20 anos de biotecnologia no campo e porque devemos preservá-la

A agricultura está presente em grande parte da história do ser humano, que sempre precisou se alimentar e, posteriormente, ter seu sustento por meio desta atividade

12/11/2018 | SOJA

Brasil e EUA vão produzir menos soja, mas estoques são recordes

A última quinta-feira (8) foi o dia dos números. Brasil e Estados Unidos refizeram estimativas de produção de grãos da safra que terminou e da que está sendo plantada

12/11/2018 | LEILÕES

Leilão Nelore Água Fria em Marabá oferta 100 touros PO e 5 mil bezerros

Idealizado por João Guimarães & Convidados, o remate será realizado pela Estância Bahia Leilões e transmissão ao vivo no dia 17 de novembro pelo Canal Terraviva a partir das 14h

12/11/2018 | Política Economia

Relação com os EUA ou com a China? Os dois, responde Marcos Yank

Desafios da Política Comercial de Bolsonaro, por MARCOS SAWYA JANK (na FOLHA DE S. PAULO).