Siga-nos nas redes sociais:

Presidente da Aprosoja rebate discurso de Eduardo Botelho

Galvan apontou que a solução seria a retenção de gastos públicos 03/01/2019 - 08:32:35

O presidente da Associação dos Produtores de Soja e Milho de Mato Grosso (Aprosoja), Antonio Galvan, por meio de suas redes sociais, nesta quarta-feira (2), rebateu o discurso do presidente da Assembleia Legislativa, Eduardo Botelho (DEM), que criticou o setor produtivo durante seu discurso na posse do governador Mauro Mendes, também democrata, nesta terça-feira (1).  

Galvan apontou que a solução seria a retenção de gastos públicos, enquanto Botelho afirmou que a riqueza do estado está na mão de poucos barões do agronegócio.   O governador disse na ocasião que todos os setores precisam contribuir. 

"Quero registrar que jamais o trabalho duro de um setor, seja qual for, será responsável pela desigualdade social, como foi citado nos discursos do governador Mauro Mendes e do presidente da Assembleia Legislativa, deputado Eduardo Botelho", disse Galvan em sua publicação.   

Para o presidente, a desigualdade é resultado de anos de má gestão, má aplicação do dinheiro público, inchaço da máquina pública e corrupção. Ele apontou que a solução é uma gestão eficaz.   

"Antes de apontar o dedo para quem planta, produz, gera emprego, renda, leva alimento à mesa, e convive diariamente com as incertezas climáticas, econômicas, jurídicas, devia-se olhar para dentro da própria casa e fazer as mudanças que a sociedade tanto anseia, como corte no excesso de gastos publicou", finalizou.   

Confira o esclarecimento na íntegra:  

"Quero registrar que jamais o trabalho duro de um setor, seja qual for, será responsável pela desigualdade social, como foi citado nos discursos do governador, Mauro Mendes, e do presidente da Assembleia Legislativa, deputado Eduardo Botelho, durante a solenidade de posse do governador, nesta terça-feira.

O que causa desigualdade é o resultado de anos de má gestão, má aplicação do dinheiro público, inchaço da máquina pública e a corrupção. Contra essas práticas não vemos políticos levantarem bandeira. Culpar um setor por injustiças sociais é jogar contra a sociedade que se beneficia - seja por meio de emprego e renda, seja por meio dos produtos gerados -, de determinada cadeia produtiva.

Vocês sabiam que, para 2019, o Governo do Estado prevê o repasse no valor de R$ 896 milhões somente para manutenção da Assembleia Legislativa e do Tribunal de Contas do Estado?

Valor muito superior ao orçamento do município de Várzea Grande, por exemplo, que está estimado em R$ 799 milhões e tem a segunda maior população de Mato Grosso: mais de 280 mil habitantes. Ou seja, 24 deputados estaduais e os 11 conselheiros custam aproximadamente R$ 2,5 milhões, por mês, cada um, aos cofres públicos.

Enquanto para a infraestrutura – essencial para o desenvolvimento -, o valor mal chega a R$ 170 milhões, e a iniciativa privada segue contribuindo, pagando impostos e, muitas vezes, investindo recursos onde o Estado que deveria aplicar.

Ou seja, antes de apontar o dedo para quem planta, produz, gera emprego, renda, leva alimento à mesa, e convive diariamente com as incertezas climáticas, econômicas, jurídicas, devia-se olhar para dentro da “própria casa” e fazer as mudanças que a sociedade tanto anseia, como o corte no excesso de gastos públicos.

Mais tributos, mais cobranças, não vão resolver senão houver gestão eficaz.

E é isso que devemos e vamos cobrar: Gestão eficaz, já!"

PorAna Flávia Corrêa

Foto: João Vieira

Fonte: Gazeta Digital

Veja tambem

19/03/2019 | MT & RO

Governador assina protocolo que prevê ações integradas no setor do agronegócio

Objetivo é viabilizar a retirada da vacina contra aftosa da região de fronteira e ainda compartilhar pesquisas e ações de fomento às cadeias produtivas.

19/03/2019 | LEILÃO VIRTUAL

Leilões pela internet são um sucesso

Acompanhe nossos leilões e não perca nenhum lance! Faça o download do aplicativo

19/03/2019 | PESQUISAS

Restrições ao glifosato são desastrosas, diz pesquisador

“A norma da Anvisa traz quatro pontos sensíveis que, se mantidos, impactarão negativamente"

18/03/2019 | SOJA

Soja recua em Chicago nesta 2ª feira e devolve parte dos últimos ganhos fortes

Por volta de 7h30 (horário de Brasília), as cotações cediam pouco mais de 4 pontos, devolvendo parte das altas registradas na última sexta-feira (15), quando o mercado subiu mais de 10 pontos

16/03/2019 | SETOR SUCROALCOOLEIRO

Datagro estima mix 62% voltado para produção de etanol na safra 2019/20

A produção de açúcar na região Centro-Sul, na safra 2019/2020 será de 29,7 milhões de toneladas contra 26,51 milhões da safra 18/19

15/03/2019 | NOVA MESA DIRETORA-2019

Comissão de Agricultura da Câmara elege nova mesa diretora para 2019

O novo presidente será o deputado federal Fausto Pinato (PP-SP).

15/03/2019 | AVICULTURA

Prosseguem, em São Paulo e Minas Gerais, as altas do frango vivo

Ontem (14), tanto em São Paulo como em Minas Gerais, o frango vivo disponibilizado encontrou forte demanda

14/03/2019 | COMÉRCIO EXTERIOR

Balança tem superávit de US$ 2,397 bi nas 2 primeiras semanas de março

A balança comercial brasileira registrou superávit de US$ 2,397 bilhões nas duas primeiras semanas de março (do dia 1º ao dia 10 do mês), período com quatro dias úteis

12/03/2019 | ANÁLISE DE MERCADO

Estão disponíveis as análises agromensais de FEVEREIRO/19 do Cepea

Nas agromensais você fica por dentro das análises de mercado, cotações, indicadores e preços dos principais produtos do agronegócio

11/03/2019 | FRIGORÍFICOS E ABATEDOUROS

Exportações de carne bovina avançam 6,76% no primeiro bimestre do ano

Aumento das importações da China e Rússia impulsionam bons resultados do período

11/03/2019 | TRIGO E CEVADA

Trigo exclusivo para pastejo é novidade na Expodireto

Tecnologia de integração lavoura pecuária proporciona maior aproveitamento na área de inverno, na engorda do gado e na produção de leite

09/03/2019 | Agronegócio

Presidente Bolsonaro reforça compromisso de asfaltar trecho da BR-163

A BR-163 é uma das principais vias de acesso aos portos do chamado Arco Norte