Siga-nos nas redes sociais:

No topo da produção nacional de grãos, Sapezal comemora 26 anos; Governo celebra com repasses em dia e ajuda no combate à Covid 19

O município figurando entre os primeiros do país na produção de algodão, soja e milho. Recebeu, entre janeiro e setembro deste ano, R$ 46,323 milhões de repasses referentes a ICMS, IPVA e Fethab. Também foram enviados testes rápidos e medicamentos 19/09/2020 - 10:33:54

Um dos polos do agronegócio mato-grossense, figurando entre os primeiros do ranking nacional na produção de algodão, girassol, soja e milho, o município de Sapezal, com 26.688 habitantes, distante 500 quilômetros de Cuiabá no sentido noroeste, completa 26 anos neste sábado (19). O Governo do Estado participa das comemorações por meio de repasses financeiros em dia e de contribuição para combater a pandemia da Covid-19.

Entre janeiro e setembro deste ano, foram repassados R$ 46,323 milhões aos cofres municipais, referentes a ICMS, IPVA e Fethab, além de outros R$ 1,133 milhão em assistência social, transporte escolar, convênios na área de saúde e emendas parlamentares entre 2019 e julho deste ano. 

A Secretaria de Estado de Saúde (SES) enviou ao município 2.200 testes rápidos para detecção do coronavírus e medicamentos para o tratamento precoce da Covid-19, num total de 94.724 comprimidos, entre azitromicina (11.646), ivermectina (9.317) e dipirona (73.761), também distribuído em gotas, somando 1.812 frascos.

Economia 

Segundo os últimos dados do IBGE, de 2018, Sapezal é maior produtor nacional de algodão, com 756,89 mil toneladas avaliadas em R$ 1,84 bilhão; sexto maior de soja (quarto no ranking estadual), com 1,23 milhão de toneladas avaliadas em R$ 1,15 bilhão; e décimo maior de milho (sétimo no Estado), com 903 mil toneladas avaliadas em R$ 315 milhões.

Sapezal é o maior produtor de algodão do país - Foto Mayke Toscano  

Ocupa ainda a terceira colocação – nacional e estadual – na produção de girassol, com 14,28 mil toneladas, cultivando também arroz (5,4 mil toneladas) e feijão (8,5 mil toneladas). 

Quatro grandes distribuidoras de insumos atendem ao agronegócio sapezalense, cujo rebanho bovino soma 126,3 mil cabeças. 

O PIB (Produto Interno Bruto) municipal em 2017 – últimos números do IBGE disponíveis – somou R$ 2,5 bilhões, ocupando a 11ª posição estadual. O setor agropecuário, com R$ 1,25 bilhão, foi seu principal componente, seguido pelo setor de serviços, com R$ 728,6 milhões.

O PIB por habitante (per capita), de R$ 103.551,68, é terceiro maior de Mato Grosso e ocupa a 53ª colocação entre os mais de 5.500 municípios brasileiros.

História

A formação do núcleo urbano de Sapezal tem como base a colonização da área pelo Grupo Maggi e seu nome é uma referência ao Rio Sapezal, cujas águas, depois de desaguar rio Papagaio, chegam ao Juruena.

Sapezal é onde há muito sapé, uma espécie de capim utilizado para cobertura. Em Tupi quer dizer capim brilhante, que "alumia".

Seus pioneiros foram colonos sulistas, a maior parte vinda do Norte do Rio Grande do Sul, Oeste de Santa Catarina e Oeste do Paraná, que chegaram nas décadas de 1970 e 1980.

Sapezal já nasceu com infraestrutura: posto telefônico, posto de combustível, hotel, churrascaria, restaurantes, farmácia, supermercado e modernas escolas.

A atual zona urbana começou a ser povoada com a abertura da estrada MT 235 (Estrada Nova Fronteira) e do Loteamento da Cidezal Agrícola, em meados de 1987.

Em 19 de setembro de 1974, pela Lei 6.534,foi criado o município, cujo primeiro prefeito foi André Antônio Maggi, pai do ex-governador Blairo Maggi.

Foto por: Prefeitura de Sapezal

Fonte: Jairo Sant'Ana | Secom - MT

Veja tambem

25/10/2020 | AGRONEGÓCIO

Bolsonaro simplifica a NR31 e revê duas mil normas trabalhistas; "é um avanço para o setor", avalia FAESC

Medida garante maior segurança jurídica nas relações de trabalho do meio rural

23/10/2020 | MILHO

Milho perde força na B3 nesta 6ªfeira após atingir seu teto, destaca Vlamir Brandalizze

Confira como ficaram todas as cotações nesta sexta-feira

22/10/2020 | SOJA

Soja segue em alta nesta 5ª feira em Chicago e espera novos números de exportação dos EUA

21/10/2020 | GRÃOS

Corteva Agriscience lança podcast 'Arroz em Foco'

Empresa disponibiliza conteúdo especializado sobre essa cultura, tanto via Spotify®; como pelo novo site de sua Linha Arroz

19/10/2020 | Soja/Abiove

Corte de tarifa na importação é 'boa medida' após 'ano atípico'

A associação aponta que cerca de 35% da soja brasileira é industrializada no Brasil, produzindo farelo proteico e óleo vegetal.

17/10/2020 | ANÁLISE DE MERCADO

Brasil e EUA devem anunciar acordo para agilizar comércio

Um acordo bilateral entre Brasil e Estados Unidos, focado em tornar mais dinâmicas as relações comerciais entre ambos os países, pode ser anunciado em breve, segundo fontes da área de comércio exterior incluindo a Amcham Brasil, embora as eleições de nove

15/10/2020 | SOJA

Soja fecha em campo misto na CBOT com vencimentos mais curtos favorecidos pela demanda

Até agosto deste ano a comercialização desses produtos também cresceu e o faturamento foi 8,5% maior

14/10/2020 | MILHO

Anec eleva para 5,24 mi t previsão de exportações do Brasil em outubro

No mesmo período do ano passado, os embarques do cereal somaram 5,51 milhões de toneladas.

13/10/2020 | SOJA

Plantio de soja do Brasil atinge 3,4% da área, diz AgRural; maior atraso em 10 anos

O plantio brasileiro de soja 2020/21 alcançou 3,4% da área estimada até o dia 8 de outubro, com os trabalhos mais lentos dos últimos dez anos em meio a um cenário de pouca chuva e altas temperaturas nas regiões produtivas, informou a consultoria AgRural n

13/10/2020 | FEIJÃO

Novo bionematicida demonstra elevado controle de nematoides no feijão

Desenvolvido pela Biotrop, o Furatrop aumenta a produtividade da cultura em média em mais de 10% , além de reequilibrar a microbiota do solo

12/10/2020 | SOJA

Soja fecha com quedas em Chicago com movimentos técnicos e liquidações de contratos

Pressão da colheita norte-americana e ritmo das exportações também ajudaram no cenário

07/10/2020 | MILHO

Milho sobe no Brasil nesta 4ªfeira influenciado por dólar, Chicago e preço nos portos

CBOT também se valoriza com demanda aquecida