Siga-nos nas redes sociais:

Deputado Silvano comemora liberação de 6 milhões para o Pró-Café

Recurso auxiliará plantação de pequenos produtores da região noroeste de MT 05/12/2017 - 19:14:21

Responsável por destinar R$ 800 mil, fruto de emenda parlamentar, para o Pró-Café, em Mato Grosso, o deputado estadual Silvano Amaral (PMDB) comemorou a liberação de R$ 6 milhões, que serão investidos na plantação do café clonal – ou conilon, como também é conhecido. O anúncio do recurso já disponível foi feito pelo ministro da Agricultura, Blairo Maggi, na semana passada, em reunião com prefeitos da região noroeste, bancada federal de Mato Grosso e deputados estaduais.

Impressionado com a plantação do clonal, o ministro disse acreditar no potencial da região e que por isso assinou a liberação do recurso para o Plano de Fortalecimento do Café em Mato Grosso. Com isso, serão beneficiados os municípios de Colniza, Cotriguaçu, Nova Bandeirantes, Alta Floresta, Carlinda, Rondolândia, Aripuanã, Juína, Nova Monte Verde, Tangará da Serra e, por último, recentemente, a cidade de Juara, localizada no Vale do Arinos.

O ministro conta que esteve recentemente em Rondônia, para participar de uma audiência pública do Senado sobre o café e, na ocasião, visitou uma lavoura de café clonal de 4 hectares, que produz 190 sacas/ha e ficou impressionado com o retorno do plantio, uma vez que o café tradicional corresponde a quase um terço dessa colheita.

“Este reforço irá ajudar o programa Pró-Café do governo do estado. Vai atender a agricultura familiar. Esperamos que, no futuro, Mato Grosso seja o maior produtor de café do Brasil”, ressaltou Blairo ao se referir ao programa estadual de incentivo ao café clonal, que nasceu após uma emenda parlamentar de autoria do deputado Silvano.

“Fiz questão de participar dessa reunião em Brasília e saí muito contente por saber que a nossa iniciativa trará muito mais resultados positivos ao pequeno produtor. Essa ideia de apostar grande no clonal surgiu em 2015, quando fui procurado por alguns companheiros da região noroeste e, vendo que haveria possibilidade de dar certo, indiquei boa parte da minha emenda parlamentar ao clonal”, comemorou Silvano Amaral.

Presente também na reunião, o deputado federal Carlos Bezerra agradeceu o apoio do ministro e sugeriu que os investimentos chegassem à região sul de Mato Grosso. “Quero agradecer ao ministro Blairo Maggi pela sensibilidade com os nossos pequenos produtores rurais, que nem imaginavam contar com este investimento. É um projeto que começou tímido, apenas a região noroeste foi contemplada, mas a ideia é ampliar o programa e levar essa oportunidade para outros produtores. A região sul é uma delas, que possui inúmeros assentamentos e que precisa de incentivos como este”, argumentou o parlamentar.

CAFÉ CONILON

Por ser uma espécie mais rústica, possui algumas vantagens sobre o café tradicional, como maior resistência às doenças e pragas, maior tolerância à temperatura mais elevada, que é o caso de Mato Grosso, onde os termômetros chegam a registrar 47° C, e à deficiência hídrica.

A produtividade média do conilon pode variar conforme o nível de tecnologia adotado pelo agricultor. O custo de produção desse tipo de café, em algumas fases, supera o do café tradicional, observadas a aquisição de mudas clonais e as podas necessárias durante a condução da lavoura.

PRO-CAFÉ 

O Programa de Revitalização da Cafeicultura no Estado de Mato Grosso (Pró-Café) é desenvolvido pelo governo do estado, através da Secretaria de Estado de Agricultura, e Empresa Mato-grossense de Pesquisa, Assistência e Extensão Rural (Empaer), em parceria com a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa Rondônia e Embrapa Agrossilvipastoril) e prefeituras.

O objetivo do programa é fomentar e fortalecer a cadeia produtiva do café nas regiões norte e noroeste do estado como alternativa sustentável de geração de renda para conter o desmatamento nos municípios.

Fonte: Ass: com Redação

Veja tambem

16/01/2018 | CLIMA/TEMPO

Clima: Tempestades seguem previstas para quase toda a região Sul nesta 3ª feira

Veja o mapa com a previsão de precipitação acumulada para até 72 horas (17/01 a 19/01) para todo o Brasil:

15/01/2018 | AFTOSA

Vacinação contra febre aftosa atinge 99,7% dos animais em Mato Grosso

Há 10 anos Mato Grosso atinge percentuais de quase 100% do rebanho nas respectivas etapas de vacinação

15/01/2018 | AGRONEGÓCIO

Carne Angus estará no MasterChef Redomão na Lagoa

Uma das grandes novidades do Concurso de Culinária MasterChef Redomão na Lagoa deste ano é a parceria com a Associação Brasileira de Angus

13/01/2018 | AGROEXPORTAÇÕES/CARNE

Governo publica instrução normativa para inspeção de embarques de produtos de origem animal

Já o procedimento de reinspeção envolve a avaliação física dos produtos e subprodutos de origem animal.

12/01/2018 | AGRONEGÓCIO/MILHO

MILHO/PERSPEC 2018: Alto estoque deve manter pressão sobre valor mesmo com queda de área

Após safra brasileira 2016/17 recorde e consequente queda nos preços internos, a área de milho da temporada 2017/18 deve ser a menor desde 1976/77

11/01/2018 | COLHEITA EM ALTA

Estimativas de safra de soja do Brasil apontam colheita perto de recorde

Números da Agroconsult e Céleres para soja e milho

09/01/2018 | MERCADO DA CARNE

Boi Gordo, por Scot Consultoria: Mercado com dois cenários, mas ainda com comportamento de férias

Na região sul do estado, a arroba do boi gordo está cotada em R$ 140,50, à vista

05/01/2018 | EXPORTAÇÃO/AÇÚCAR

Fila para embarcar açúcar no Brasil soma 16 navios, diz Williams

O total de navios programados para embarcar açúcar nos portos brasileiros somou apenas 16 embarcações neste início de ano

04/01/2018 | EXPORTAÇÃO DE GRÃOS

Exportações do complexo soja crescem 25% em receita ante 2016

Em volume, os embarques do grão, farelo e óleo cresceram 24% em relação ao ano passado

29/12/2017 | AGRO É POP

Deputado destina emenda R$ 460 mil para documentário sobre soja em MT

Vídeo de até 60 minutos contará sobre a trajetória e evolução da soja em Mato Grosso

29/12/2017 | AGRONEGÓCIO

IMEA prevê ano “menos turbulento” para a bovinocultura Mato-Grossense

Para os analistas, a perspectiva sobre a oferta é de que possa haver um incremento na quantidade de animais para abate, e este aumento pode vir principalmente das fêmeas dos criadores

27/12/2017 | MERCADO DE TRABALHO

Mercado de Trabalho: Agronegócio tem menos ocupados e rendimentos maiores em 2017

Pesquisas do Cepea (Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada), da Esalq/USP, mostram que o total de ocupados no agronegócio brasileiro caiu 2,2% entre os três primeiros trimestres de 2017 e o mesmo período de 2016, o equivalente a 264 mil pessoas