Siga-nos nas redes sociais:

Agronegócio quer de novo presidente modernização do sistema tributário

O agronegócio, apesar da importância na economia do país, acaba sendo um dos setores que têm pouca atenção dos presidenciáveis nas propostas de governo. Neste ano, não é diferente 10/10/2018 - 18:31:17

O segmento, porém, já elegeu seus pontos prioritários para o próximo presidente e promete cobrar. Eles vão da macroeconomia a questões relacionadas a segurança e a sustentabilidade.

As propostas se concentraram em dez pontos. Muitos focam eternos problemas brasileiros que vêm sendo adiados devido ao caixa baixo do governo para investimentos. Outros, devido à força da bancada ruralista, uma das mais fortes de Brasília, poderão ter avanço.

As propostas vieram do Conselho do Agro, que reúne 18 entidades e agregam sugestões não apenas da cadeia agrícola mas também de entidades industriais e de serviços voltadas para o agronegócio brasileiro.

Um dos pontos de relevância é o macroeconômico, que dá ambiente aos negócios do agronegócio. Além da execução das reformas econômicas, o setor quer uma modernização do sistema tributário e evitar a cobrança de impostos sobre as exportações.

Na avaliação do agronegócio, outra prioridade do novo governo deveria ser uma política agrícola com diretrizes de médio e de longo prazos.

O olhar sobre o mercado externo também deverá estar na agenda.

São necessárias visões estratégicas para os grandes mercados como China, EUA e Aliança do Pacífico.

O Brasil precisa também buscar uma evidência para a qualidade e a imagem do produto brasileiro no exterior.

Entre as propostas estão ainda a adequação da regra do licenciamento à atividade agropecuária. O país deveria ter uma política de pagamento pelos serviços ambientais e uma regulamentação do uso dos biomas.

Outro item fundamental, segundo o setor, é o da segurança jurídica. Questões fundiárias, trabalhistas e criminalidade no campo são pontos de destaque.

A economia depende cada vez mais das tecnologias, e o agronegócio não é diferente. É preciso superar as barreiras da conectividade no país, item que pode elevar o aumento da produção, do consumo e da exportação.

A logística não poderia faltar nas propostas. A lista de reivindicações passa pelos setores rodoviário, ferroviário, portuário e hidroviário. Entre elas, estão a implementação de rotas de escoamento e a viabilização dos investimentos nos setores de transporte e de armazenagem.

Na avaliação das entidades, o país precisa avançar também na defesa sanitária da agropecuária. O ambiente regulatório está em descompasso com a evolução do agronegócio.

É necessária uma reavaliação dos procedimentos nos serviços oficiais, além de modernizar e harmonizar os sistemas de informação.

Um dos pontos prioritários no campo é o de elevar o patamar de educação do trabalhador rural. As máquinas vêm, cada vez mais, com muita tecnologia, e a baixa escolaridade dificulta a utilização desses equipamentos.

A edução e a assistência técnica são ferramentas indispensáveis para a transferência de tecnologia. O governo deverá ampliar e aprimorar o sistema educacional, principalmente nos municípios.

Os estudos devem conter disciplinas focadas em gestão econômica e financeira do agronegócio, além de ampliar os programas de qualificação profissional, segundo as propostas para o futuro presidente do país.

Tradicional produtor e exportador de grãos e de carnes, o país precisa aprimorar também a agroenergia. Uma das recomendações das entidades do agronegócio é a regulamentação do Renovabio (Política Nacional de Biocombustíveis) no setor de biocombustível.

A consolidação da agroenergia passa, ainda, pela realização da reforma tributária no setor de etanol e pela promoção do crescimento gradual da mistura de biodiesel ao diesel.

Além disso, é necessário, segundo o setor, viabilizar uma maior participação da biomassa nos leilões de energia. As diversas fontes de biomassa representam 9% da potência outorgada pela Aneel (Agência Nacional de Energia Elétrica) na matriz energética.

Fonte: Portal do Agronegócio

Veja tambem

22/02/2019 | DIA DE CAMPO

BOM JESUS: Dia de Campo reúne cerca de 5000 participantes

O Dia de Campo 2019 da Cooperativa Bom Jesus reuniu cerca de 5000 pessoas no seu campo experimental entre os dias 13 e 15 de fevereiro

21/02/2019 | EFICIÊNCIA ALIMENTAR

Destaque em prova de eficiência alimentar, Touro 3.0 da Agronova é contratado pela Alta Genetics

20/02/2019 | MILHO E SORGO

Brasil deve ter 2ª safra de milho 21% maior com ganho de produtividade

Conforme a média de nove estimativas de consultorias e entidades do setor, o Brasil deverá produzir 65,3 milhões de toneladas de milho na chamada safrinha

20/02/2019 | BIODIESEL

A quem interessa o uso de biodiesel no Brasil?

A atual política de biocombustíveis foi construída a partir de necessidades latentes no cenário nacional: valorização dos produtos nacionais, diminuição do desemprego, fortalecimento da indústria, segurança energética e cuidado com o meio ambiente e com a

19/02/2019 | SOJA

Desafio de Máxima Produtividade de Soja registra quatro mil inscritos com crescimento no número de áreas plantadas

Técnicos do CESB se preparam para realizar cerca de 700 auditorias nas plantações registradas

18/02/2019 | ALGODÃO

Ampliação da oferta tende a restringir a bonança da cultura

O período de bonança vivido pelos produtores de algodão mundo afora está ameaçado pelo crescimento da oferta previsto para a temporada internacional 2019/20

18/02/2019 | GOVERNO

Ministra comenta decisão da China de aplicar medidas antidumping contra frango brasileiro

“Não foi tão ruim assim”, diz Tereza Cristina, lembrando que parte das empresas brasileiras fechou acordo com chineses e não será afetada pela medida

18/02/2019 | UVA/RS

Aberta oficialmente colheita da uva no Rio Grande do Sul

Durante evento realizado na Vinícola Campestre, em Vacaria, governador Eduardo Leite prometeu soluções para enfrentar problemas causados pelo herbicida 2,4d

17/02/2019 | MATO GROSSO

Seca em lavouras de algodão em MT pode comprometer produtividade, dizem agricultores

Mesmo com essa oscilação no tempo, Mato Grosso deve produzir nessa safra cerca de 4,3 milhões toneladas de algodão. Um aumento de 33% a mais em relação a safra passada.

15/02/2019 | SOJA

Colheita de soja chega a 53% da área prevista em Mato Grosso

Se mantido este ritmo, a semana deve terminar com cerca de 60% da área semeada em Mato Grosso

14/02/2019 | AGRO/ARROZ

Diversificação será tema do Fórum Técnico na Abertura da Colheita do Arroz

Evento ocorre de 20 a 22 de fevereiro na Estação Experimental Terras Baixas da Embrapa Clima Temperado, em Capão do Leão

13/02/2019 | SOJA

Nutrição e produtividade para o cultivo da soja

Ano de 2019 já começa com a soja tendo grande destaque no palco de exportações do Brasil